Dez presidentes de partidos fracassaram nas urnas em 2022

Data:05 de Outubro de 2022 Autor: Adriano Roberto

Dez presidentes de partidos fracassaram nas urnas em 2022

Nas eleições deste ano, os presidentes de 17 dos 32 partidos políticos registrados atualmente no TSE decidiram enfrentar as urnas, além de comandar suas legendas. Segundo a coluna Radar da Veja, dez deles fracassaram e os outros sete — todos deputados federais — foram reeleitos. Os 15 restantes não disputaram nenhum cargo neste pleito.

Os dirigentes partidários que tiveram sucesso neste domingo foram Baleia Rossi (MDB-SP), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Luís Tibé (Avante-MG), Cláudio Cajado (PP-BA), Renata Abreu (Podemos-SP), Marcos Pereira (Republicanos-SP) e Luciano Bivar (União Brasil-PE).

Não concorreram neste ano Carlos Lupi (PDT), Carlos Siqueira (PSB), Bruno Araújo (PSDB), Daniel Tourinho (Agir), Roberto Freire (Cidadania), José Luiz Penna (PV), José Maria de Almeida (PSTU), Edmilson Silva Costa (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO), Valdemar Costa Neto (PL), Gilberto Kassab (PSD), Ovasco Resende (Patriota), Eurípedes Junior (Pros), Eduardo Ribeiro (Novo) e Julio Cezar Fidelix Cruz (PRTB).

Veja a seguir os “caciques” que não conseguiram ser eleitos:

Kassyo Ramos (PTB) – Deputado federal pelo Amapá
Luciana Santos (PCdoB) – Vice-governadora por Pernambuco
Pastor Everaldo (PSC) – Deputado federal pelo Rio de Janeiro
Carlos Massarollo (PMN) – Deputado estadual pela Bahia
José Maria Eymael (Democracia Cristã) – Presidente da República
Juliano Medeiros (PSOL) – Primeiro suplente de senador por São Paulo
Paulinho da Força (Solidariedade) – Deputado federal por São Paulo
Heloísa Helena (Rede) – Deputada federal pelo Rio de Janeiro
Suêd Haidar (PMB) – Senadora pelo Rio de Janeiro
Leonardo Péricles (Unidade Popular) – Presidente da República