27 Maio 2019
Presidente da comissão da previdência chama manifestantes de extremistas

Presidente da comissão da previdência chama manifestantes de extremistas

O deputado Marcelo Ramos (PL-AM), presidente da comissão especial que analisa a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados disse, em entrevista na Rádio Jornal, que as manifestações de “extremistas” nas ruas neste domingo não vai influenciar em nada os trabalhos na comissão na Câmara dos Deputados.

O pefelista alegou que os trabalhos estão correndo de acordo com o previsto e cumprindo o calendário exigido pelos deputados, integrantes da comissão, em comum acordo com o ministro Paulo Guedes.

Quando indagado pelo comunicador, Geraldo Freire sobre ter chamado os manifestantes de extremista, o deputado disse que as manifestações foram sem motivo e extemporânea, e que os seguidores de Bolsonaro são amplamente reconhecidos como extremistas. 

Completou dizendo ainda que o presidente prestou um desserviço ao país quando destratou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, na entrevista da TV Record, “o presidente foi deselegante e equivocado” relatou Marcelo. Afirmou que o Congresso tem tocar os trabalhos sem se importar com essas movimentações sem importância.