12 Março 2018
Prefeitura de Amaraji entra com representação contra ex-prefeito Jânio Gouveia

Prefeitura de Amaraji entra com representação contra ex-prefeito Jânio Gouveia

Com o intuito de ser ressarcido pelos prejuízos causados pela gestão anterior, o município de Amaraji, localizado na Zona da Mata Sul de Pernambuco,  protocolou, nesta segunda-feira (12), uma representação criminal e por ato de improbidade administrativa junto  ao o Ministério Público Federal contra o ex-prefeito  Jânio Gouveia da Silva.

Esta ação foi motivada em razão de ter sido provado que houve pagamento na ordem de R$ 120 mil por serviços não executados, mal executados ou não comprovados, relacionados à construção da Creche de Demarcação. Para excetuar a obra, o ex-prefeito Jânio Gouveia da Silva firmou o Termo de Compromisso PAC 202974/2012, no valor de R$ 679.614,95, com o Ministério da Educação.

Por meio deste convênio, Amaraji chegou a receber a quantia de R$ 509.711,21, mas, em virtude de não ter finalizado a obra e não ter justificado os gastos, o município ficou com restrição junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE, sendo impedido de receber novos repasses de recursos.

“Fizemos uma força-tarefa com as Assessorias Jurídica e a de Acompanhamento de Obras, para que fossem adotadas as medidas necessárias à regularização da situação, sendo uma delas a apresentação de representação criminal e por ato de improbidade contra a gestão passada. A falta de responsabilidade da gestão passada causou grandes prejuízos a Amaraji na área de educação”, ressaltou prefeito de Amaraji, Rildo Reis.