19 Julho 2018
Preço do diesel volta a subir nos postos apesar de subsídio do governo

Preço do diesel volta a subir nos postos apesar de subsídio do governo

Da Veja - O preço médio do diesel nos postos teve uma leve alta na semana passada, após cinco quedas consecutivas. Foi a primeira vez que o valor subiu desde que o governo cedeu aos caminhoneiros e iniciou um programa de subsídios para baratear o combustível.

O valor médio do diesel nos postos brasileiros atingiu 3,388 reais por litro na semana encerrada em 14 de julho, alta de 0,1% na comparação com o período anterior, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) publicados nesta quarta-feira (18).

O pequeno avanço no preço ocorreu mesmo diante dos esforços do governo, que incluíram redução de tributos, para diminuir os valores e para atender às demandas de caminhoneiros após a greve que parou o país em maio e junho.

Para serem ressarcidos em até 30 centavos de real por litro pela União, conforme o programa de subsídio, produtores e importadores têm de congelar os seus preços de comercialização do diesel em valores estipulados pelo governo federal. Um total de 31 companhias, incluindo a Petrobras, inscreveram-se para participar da segunda fase do programa, em vigor entre 8 de junho e o fim de julho.

Com a leve alta, os preços do combustível fóssil interromperam uma série de cinco quedas que ocorreram após um recorde registrado na semana entre 27 de maio e 2 de junho, de 3,828 reais por litro.

A ideia inicial do governo era conseguir uma redução de 46 centavos no preço do diesel nos postos. Para atingir essa meta, além do programa de subsídios, o governo reduziu tributos federais e contou com uma diminuição das cobranças de ICMS pelos Estados, o que está demorando a acontecer de forma completa.

Gasolina
A gasolina, por sua vez, registrou média nos postos brasileiros de 4,494 reais por litro na semana passada, leve queda de 0,02% sobre a semana anterior, segundo a ANP. O etanol hidratado, concorrente direto da gasolina nas bombas, teve queda 0,9% na semana, para 2,808 reais por litro.