19 Junho 2018
Pernambucano em vídeo de assédio a russa já deveu pensão alimentícia

Pernambucano em vídeo de assédio a russa já deveu pensão alimentícia

O pernambucano Diego Valença Jatobá, um dos homens que aparecem no vídeo assediando uma jovem russa, já foi condenado por mau uso do dinheiro público, enquanto foi secretário de Turismo de Ipojuca (PE) em 2012, e também por dever, segundo a Justiça, R$ 37.561,83 de pensão alimentícia à ex-mulher, cujo processo foi iniciado em 2014.

De acordo com reportagem do jornal "O Globo", a juíza Ana Emília de Oliveira Melo, da 3.ª Vara de Família e Registro Civil de Pernambuco, pediu o bloqueio da conta bancária de Jatobá. O processo está na primeira instância.

Jatobá chegou a ser condenado pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) por irregularidades na prestação de contas do município de 2012. O processo ainda não foi totalmente finalizado e cabe recurso.

De acordo com o tribunal ao "Globo", foram gastos R$ 2.212.866 em 12 processos de inexigibilidade para a compra de carteiras escolares, livros paradidáticos, kits de alfabetização e contratação de artistas, todos sem licitação.

Revoltados com o assédio, brasileiros escreveram para a Embaixada do Brasil pedindo desculpas pelo comportamento dos homens. A deportação do grupo também foi uma das reivindicações. De acordo com o jornal, já foram recebidas mais de dez cartas solicitando a saída dos brasileiros da Rússia.

Caso a jovem russa preste queixa, os homens poderão ser presos e deportados para o Brasil.