28 Maio 2018
Lucrando politicamente Marcio França está cauteloso com o fim da greve

Lucrando politicamente Marcio França está cauteloso com o fim da greve

Em pré-campanha de reeleição, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB) se colocou como agente solucionador da crise de abastecimento gerada com a paralisação dos caminhoneiros. Em um primeiro momento, ele falou grosso para, no dia seguinte, ser solidário aos caminhoneiros.

Agora, faz publicidade de 5 medidas para a “valorização de todos”, que não incluem as contrapartidas do setor que minimizam o impacto da paralisação na vida do cidadão. Apenas cita que “conta” com a retomada dos serviços. Todas as medidas que foram copiadas pelo Mchel Temer a nível nacional.

Ainda assim, o governador de São Paulo, disse que leva com “cautela” a promessa de fim da greve dos caminhoneiros. Em entrevista à Rádio Eldorado, ele afirmou que ainda pretende conversar com algumas lideranças do movimento no Estado para garantir a aceitação do acordo.

França disse também que sentiu necessidade de tomar ‘protagonismo’ durante o fim de semana quando percebeu que “ninguém queria se colocar à frente” do embate. O governador afirmou que é preciso olhar para a vida dos caminhoneiros e entender que a categoria trabalha muitas vezes sem as condições necessárias e,”no desespero, ninguém pode ter um bom raciocínio”.