11 Agosto 2017

Leia aqui a coluna do Edmar Lyra desta sexta, 11/08/17

Ausência dos Coelho é recado ao PSB 

O PSB realizou ontem em Brasília um ato em comemoração aos 70 anos de fundação do partido, aproveitando o ato para homenagear seus líderes Miguel Arraes e Eduardo Campos, que ontem completaria 52 anos de idade se estivesse vivo.

O evento contou com a ala orgânica do partido, dentre eles Beto Albuquerque, Renato Casagrande, Paulo Câmara, Geraldo Julio, Renata Campos e outras lideranças como Marina Silva e Miro Teixeira, ambos da Rede Sustentabilidade.

De Pernambuco, além da viúva de Eduardo, o governador e o prefeito do Recife, Danilo Cabral, Sileno Guedes e outras pessoas que militaram ao lado de Eduardo e Arraes.

Levaram falta João Fernando Coutinho, Marinaldo Rosendo, o ministro Fernando Filho, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho e o senador Fernando Bezerra Coelho, todos distanciados cada vez mais do Palácio do Campo das Princesas.

A ausência de Fernando Bezerra Coelho foi a mais significativa pois ele é líder do partido no Senado e em condições normais de temperatura e pressão, estaria presente fazendo seus discursos inflamados homenageando Arraes e Eduardo, de quem foi secretário de ambos e pregando a unidade do partido.

Quando Fernando se fez ausente no evento de ontem em Brasília alegando ter outros compromissos na capital federal e depois compromisso em Petrolina que já estava agendado, ele deixou claro que sua saída do PSB caminha a passos largos para se tornar irreversível.

Politico experiente, Fernando sabia que sua ausência no ato seria um recado muito mais forte do que qualquer palavra que ele viesse a dizer de público, e por isso não se fez presente. Concomitantemente ao seu distanciamento do PSB, eis que surgiu a suspensão de Jarbas Vasconcelos das atividades do PMDB, partido cobiçado pelo senador para disputar o governo de Pernambuco em 2018.

O que senti em Brasília, ouvindo pessoas do ninho socialista, é de que Fernando não tem mais clima para continuar na sigla e por isso vem pavimentando sua saída para poder materializar sua pré-candidatura a governador. Os sinais foram postos ontem, só não enxerga quem não quer.

Abandono – Tem gerado muita crítica no governo do estado o fato de Sebastião Oliveira só ter investido nas estradas do sertão, abandonando as das demais regiões de  Pernambuco. Aliados do governador Paulo Câmara reclamam constantemente da postura do secretário dos Transportes, que só pensa nas suas bases.

Propostas – A prefeitura do Recife nas negociações com os servidores apresentou um reajuste de 16,13% no vale-refeição, R$ 600,00 de abono salarial a partir de agosto e 2% de reajuste caso a folha atinja 48% da receita corrente líquida.

Avaliação – Tem se tornado comum a leitura de que a pré-candidatura de Marília Arraes a governadora prejudicou mais Armando Monteiro do que Paulo Câmara.

Homogêneo – O encontro do PSB em Brasília acabou sendo formado por um grupo mais homogêneo do partido, o pessoal mais histórico. Os filiados circunstanciais acabaram ficando de fora.

RÁPIDAS

LDO – A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes apresentou, durante audiência pública realizada na Câmara de Vereadores, o projeto que trata da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018, primeira peça orçamentária e de cumprimento de metas fiscais da gestão do prefeito Anderson Ferreira.

Oferta – Em resposta à constante indecisão dos tucanos quanto ao apoio ao governo e ao candidato que será apresentado em 2018, o presidente Michel Temer convidou o prefeito de São Paulo João Doria para se filiar ao PMDB e disputar a presidência da República.

Inocente quer saber – Depois da decisão de Romero Jucá de punir os infiéis, o que falta pra Jarbas perder o comando do PMDB?