22 Setembro 2018
Expulsão de Júlio Lóssio: o tiro que pode sair pela culatra

Expulsão de Júlio Lóssio: o tiro que pode sair pela culatra

Se existem forças ocultas (como dizia Janio Quadros) tentando rifar Júlio Lóssio do pleito eleitoral em Pernambco, essa forças podem se dar muito mal no intento se o candidato conseguir fazer desse limão, uma limonada.

Todos sabem que o motivo alegado para a expulsão é o de apoiar Bolsonaro para presidente o que, por si só, já derrubaria qualquer processo contra Júlio já que ele em nenhum momento alegou esse absurto. Lóssio sempre disse em todas as entrevistas, inclusive a que deu para este repórter que vos escreve, que sua candidata é Marina Silva, para presidente. O que ele está é recebendo apoio de bolsonaristas em sua candidatura e isso ele não deve evitar olhando a situação em que se encontra nas pesquisas.

A quem interessaria rifar Júlio Lóssio?

A primeira vista o maior interessado no não crescimento do candidato da REDE seria o primeiro colocado das pesquisas, Paulo Câmara, pois está lutando para fechar a fatura dessas eleições no prmeiro turno dada a alta rejeição que carregaria para uma segunda etapa do pleito.

Mas também há que se cogitar a falta de preparo político desse partido, REDE que ainda não conseguiu dizer a que veio e tem uma movimentação estratégica digna dos mais neófitos polícos do país. Vai fechar! Se nao houver mudanças novamente na legislação eleitoral, pois não vai eleger o número satisfatório na bancada do Congresso com essa posição pseudo samaritana em alguns estados.

Seja lá qual for o motivo, a ação ardilosa dos poderosos ou inocência irritante da REDE, o intento pode sair  ao contrário do que eles esperam. Primeiro porque não dá mais tempo de se tramitar qualquer ação de expulsão e caçassão na Justiça Eleitoral antes das eleiçoes, daqui a dois domingos.

Segundo que se, por um ato de solidariedade ao candidato, o presidenciável, Bolsonaro se pronunciar a favor de Lóssio a militancia pode ouvir e o ex-prefeito de Petrolina, que até agora arrasta 3% das intenções de voto nas pesquisas, pode deslanchar fazendo com que tenhamos sim um segundo turno aqui na Terra dos Altos Coqueiros. Tudo que o Palácio das Princesas não quer.