09 Outubro 2019
Dilson Peixoto, que não tem votos nem para conselheiro tutelar, chama Marília de menina mimada

Dilson Peixoto, que não tem votos nem para conselheiro tutelar, chama Marília de menina mimada

Li no Farol de Notícias, do meu amigo Geovani Sá, que o secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, Dilson Peixoto (PT), chamou em entrevista ao programa Farol de Notícias da Rádio Vila Bela FM, a deputada Marília Arraes (PT), de “menina mimada”.

Para ele, a deputada tem “birra pessoal” contra o governador Paulo Câmara e disse ainda que Marília só pensa no “próprio umbigo”. O secretário disse mais coisas que nem vale a pena repetir.

Dilson deveria lembrar qual foi o seu ocaso político. O petista humbertista sempre gostou de idas e vindas com pitadas de veneno na língua. Já foi o presidente da antiga EMTU na primeira gestão de Eduardo e também secretário de Cidades depois que Humberto Costa saiu para disputar o Senado.

Me lembro que quando saiu da secretaria, falava mal aos tubos do governador nas rodas de conversa e foi agraciado com a EPTI, diferente de Marília Arraes que desde quando rompeu com o PSB não mais voltou atras de acordo com a conveniência de se unir de novo ao grupo.

Na carreira parlamentar sua última votação foi a de vereador, com pouco mais de 15 mil votos, em 2006 e hoje não se elegeria nem a conselheiro tutelar. Acredito que, Marília Arraes, a deputada mais votada do estado com seus 193.108, deve estar rindo muito desta situação.

Já o secretário humbertista deve colocar as barbas de molho. Desta vez, nas eleições de Recife, não será Humberto Costa que vai lançar e tirar o nome de Marília para o executivo, segundo as pesquisas, será o recifense que quer mudança varrendo os pessebistas e todos seus vassalos do poder.