22 Novembro 2019
CPI da Câmara de Olinda reafirma fraudes de secretário e prefeito de Olinda nas eleições para o Conselho Tutelar

CPI da Câmara de Olinda reafirma fraudes de secretário e prefeito de Olinda nas eleições para o Conselho Tutelar

A CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito – que apurar irregulares no processo eleitoral do Conselho Tutelar de Olinda através de Nota Oficial emitida, hoje (20/11), reafirma que “fraude na licitação e interferência indevida do secretário Odin Neves e do prefeito Lupércio no processo são, no mínimo, incompatíveis com a boa fé, a transferência e a moralidade do processo de escolha dos conselheiros tutelares.”

Nota da CPI do Conselho Tutelar de Olinda

É lamentável e extremamente preocupante o fato da Comissão Eleitoral do COMDACO (Conselho da Criança e do Adolescente de Olinda), que tem entre seus membros, procuradores da Prefeitura de Olinda, agredir de forma desrespeitosa os membros do Poder Legislativo Municipal que formam a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) acusando-os de deturparem fatos que, sabidamente, são verídicos e, ainda, acusando-os de má fé.

Exige-se, portanto, o devido respeito aos membros da CPI e ao próprio Poder Legislativo de Olinda e, ainda mais, exige-se respeito com o povo de Olinda.

A atual Comissão Eleitoral, o prefeito da cidade e o Ministério Público sabem que os fatos apurados  na CPI são graves e atentam contra o interesse público, desrespeita os candidatos e o povo olindense.

Fatos como fraude na licitação e interferência indevida do secretário Odin Neves e do prefeito Lupércio no processo são, no mínimo, incompatíveis com a boa fé, a transferência e a moralidade do processo de escolha dos conselheiros tutelares.
Comissão Parlamentar de Inquérito.