25 Fevereiro 2019
Bogotá: Mourão diz que Brasil vai optar por não intervir na Venezuela

Bogotá: Mourão diz que Brasil vai optar por não intervir na Venezuela

Na Colômbia para reunião entre os membros do Grupo de Lima, o vice-presidente Hamilton Mourão disse, na noite desse domingo (24), que a posição do Brasil será a de manter a linha de não intervenção na Venezuela.
 
"Vamos manter a linha de não intervenção, acreditando na pressão diplomática e econômica para buscar uma solução. Sem aventuras", disse Mourão ao blog do Camarotti, do "G1".
 
No encontro, que acontece nesta segunda-feira (25), em Bogotá, o Brasil deve defender uma pressão diplomática para o isolamento internacional do regime do presidente Nicolás Maduro.
 
Segundo o blog, de forma reservada, militares brasileiros têm reforçado que uma intervenção militar na Venezuela pode criar instabilidade na região. Reconhecendo isso, a posição do país será um contraponto de um eventual movimento dos Estados Unidos em defesa de intervenção na Venezuela.
 
Uma das maiores preocupações do governo brasileiro neste momento é com a situação da fronteira no estado de Roraima e o objetivo será diminuir a tensão na região.