11 Abril 2019
Atacadao e varejão de Paulo Câmara vai levar dinheiro azul e branco para MG, dizem comerciantes de PE

Atacadao e varejão de Paulo Câmara vai levar dinheiro azul e branco para MG, dizem comerciantes de PE

A rede de atacarejo anunciada como boa notícia para Pernambuco, preocupou os associados do atacado e do varejo do Estado. A ASPA - Associação Pernambucana de Atacadistas e Distribuidores, se reúne nesta quinta (11) para avaliar os graves prejuízos que esse projeto, divulgado como um benefício pra PE, possa trazer aos comerciantes que estão estabelecidos há anos, sob duras taxações aqui.

"O que foi anunciado como um benefício na criação do emprego e na economia do Estado, na verdade, vai enfraquecer os nossos comerciantes aqui e beneficiar os mineiros que detém o comando das empresas a serem instaladas." Afirma o diretor da Aspa, José Luiz Torres. 

“Claro que eles vão levar o nosso dinheiro azul e branco daqui para Minas Gerais, onde tem a sede dos estabelecimentos. Depois estaremos sofrendo um grande baque nas administrações dos atacadistas e varejistas daqui." Esclarece Torres

O novo - Atacado e Varejo - marca recém-criada pelos grupos varejistas de origem mineira SFA e Super Cidades, revelam que aportarão R$ 500 milhões, nos próximos quatro anos, na abertura de 15 a 20 lojas em solo pernambucano. A expectativa é a de gerar 1,5 mil empregos diretos e outros 3 mil postos indiretos somente em 2019.

Para os atacadistas e varejistas pernambucanos aí está um grande engano que será discutido hoje na sede da ASPA, no Pina. No programa Ponto de Vista, que apresento na Agência PE de Rádio, desta sexta, (12) agendamos uma entrevista com o diretor da ASPA para conferir os resultados desta reunião.