08 Março 2019
A beira da falência, Veja insiste em debochar do Governo e da equipe de Bolsonaro

A beira da falência, Veja insiste em debochar do Governo e da equipe de Bolsonaro

A falta de acordo sobre a dívida da Editora Abril pode levar a falência da empresa. As negociações ente os bancos credores e os empresários interessados em adquirir a editora não foram positivas. 

Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, fontes próximas as negociações informaram que a proposta de adquirir a dívida da Editora Abril não foi considerada suficiente pelos bancos. O grupo tem ma dívida que supera R$ 1,6 bilhão. 

Sem acordo entre bancos e empresários, o plano de recuperação judiciaria poderia ser rejeitado e decretada a falência da empresa. Saiba mais: Grupo Abril é comprado por Fábio Carvalho  

Os maiores detentores da dívida da Abril deverão aprovar, ou rejeitar, o plano de recuperação durante a assembleia convocada para o próximo dia 19 de março. 

A maior editora de revistas da América Latina tem suas principais dívidas com o Itaú, Bradesco e Santander, além de outros credores. Além disso, tem R$ 90 milhões de dívidas trabalhistas com ex-funcionários.

Ainda assim o revista Veja, do grupo Abril, continua debochando do governo Bolsonaro e sua equipe até a última edição.