Blog do Adriano Roberto




Dois dias de Jazz e Blues no frio do sertão do Pajeú, em Triunfo
Autor
Adriano Roberto

Dois dias de Jazz e Blues no frio do sertão do Pajeú, em Triunfo

Nos dias 13 e 14 de julho, o Triunfo Jazz leva música para o Oásis do Sertão Pernambucano através de uma programação diversificada para receber o público no frio de Triunfo. O evento acontecerá no Cine Theatro Guarany, considerado uma das principais atrações turísticas do município com a sua beleza arquitetônica de quase 100 anos de existência, e a entrada é gratuita, sujeita à lotação do espaço. 

Serão disponibilizados os 150 lugares do teatro ao público e 30 cadeiras para a prefeitura e patrocinadores. Os ingressos devem ser reservados através do email triunfojazz@gmail.com.  
Entre as atrações confirmadas, está a Urbanoids Rock Band, diretamente do sertão paraibano e potiguar para o palco da Triunfo Jazz, além da Vintage Pepper, e ambas se apresentam no primeiro dia do festival. 

No sábado (14), a programação conta com a banda AllyCats, que leva para o evento um vasto repertório com clássicos do rockabilly, e o gaitista Jefferson Gonçalves, uma referência na gaita no Brasil, que vai dividir o palco com a Uptown Band, banda com 20 anos de estrada que comemora no I Festival de Jazz e Blues de Triunfo a premiação recebida, em Brasília, pelo Prêmio Profissionais da Música 2018, na categoria Blues. 

A produção do evento é assinada pela Fliporto Editora, de Eduardo Côrtes, que produz, ao lado de Giovani Papaléo, eventos responsáveis por disseminar a cultura dos estilos no Brasil, a exemplo do Gravatá Jazz Festival e do Jazz Porto, este último acontece em Porto de Galinhas. Com o sucesso desses eventos, naturalmente, os governantes passam a demandar a presença de tais festivais em suas cidades, como foi o caso de Triunfo, cujo prefeito, após acompanhar a programação do último Gravatá Jazz Festival, convidou os produtores para levarem o evento para Triunfo. 

“São eventos com um histórico muito positivo, a exemplo do Jazz Porto, produzido já há 11 anos, o festival de Jazz que produzimos durante um bom tempo em Garanhuns e, agora, em Gravatá. Diante disso, passamos a receber demandas e, não mais, a buscá-las para a difusão do Jazz e Blues no Estado”, explicou Côrtes. 

A curadoria do Triunfo Jazz foi feita em parceria dos dois produtores com patrocínio da Associação Comercial do Município de Triunfo (ACMT), apoio do Governo do Estado de Pernambuco, Prefeitura de Triunfo e produção executiva da Mono.

Programação

Sexta, 13 julho
19h | Abertura Oficial 
19h30 | Urbanoids Rock Band
21h | Vintage Pepper

Sábado, 14 julho
19h30 | Allycats
21h | Jefferson Gonçalves (foto 4) & Uptown Band



Antonio Souza e Julio Lossio discutem projetos de desenvolvimento para Pernambuco
Autor
Adriano Roberto

Antonio Souza e Julio Lossio discutem projetos de desenvolvimento para Pernambuco

Do blog do Barbosa - O empreendedor social, Antonio Souza, passou mais um final de semana no Sertão, onde a principal pauta foi a condução dos projetos já iniciados por ele e sua equipe, em todo o estado.

Na oportunidade, além de participar de entrevista em rádio e visitar alguns amigos, Antonio esteve com o pré- candidato ao governo de Pernambuco, pela REDE sustentabilidade, Julio Lossio, que também é um grande incentivador do desenvolvimento socioeconômico da região.

Os dois discutiram projetos que contemplam os sertanejos e todo o estado de Pernambuco. Zé Bolacha e Edésio Medeiros acompanharam a conversa entre os dois.



Recife sedia Plenária Interestadual Nordeste da CUT
Autor
Adriano Roberto

Recife sedia Plenária Interestadual Nordeste da CUT

Nesta segunda-feira (9), ocorre a “Plenária Interestadual da CUT Nordeste – 2”, em Recife, com o objetivo de mobilizar as bases CUTistas em defesa da democracia e por direitos, dar continuidade à ação Lula Livre nas regiões e nos estados, apresentar a Plataforma da Classe Trabalhadora para as eleições de 2018 e mobilizar a sociedade, em conjunto com os movimentos sociais, para o Dia Nacional do Basta, que ocorrerá em 10 de agosto.

“Esta é a segunda grande plenária que a Central organiza. A CUT, os movimentos sindical e populares vão apresentar suas propostas para o período eleitoral e, na construção desse processo, está previsto uma grande mobilização no dia 10, que será um dia histórico”, explica o secretário-geral da CUT, Sérgio Nobre.

Segundo ele, a CUT, maior central sindical do Brasil e a quinta maior do mundo, vai pautar durante todo o processo eleitoral a importância da defesa da democracia, do emprego, da preservação da Eletrobras e Petrobras como empresas públicas, além de denunciar os 23 milhões de desempregados no País pós-golpe 2016.

“Temos o objetivo de ter a Agenda Prioritária da Classe trabalhadora no centro do debate eleitoral e as plenárias regionais fazem parte desse processo”, acrescentou.

Plenária da CUT Nordeste 2

O Nordeste, maior região brasileira, foi dividido em duas etapas e a edição ‘Nordeste 2’ terá a participação de seis estados. Além de Pernambuco, os estados de Alagoas, Sergipe, Bahia, Paraíba e Rio Grande do Norte estarão presentes. Os outros três estados, Ceará, Maranhão e Piauí, fazem parte da etapa “Nordeste 1”, ainda sem data marcada para a atividade.

Para o presidente da CUT Pernambuco, Paulo Rocha, é fundamental este encontro para resistir e lutar por um Brasil menos desigual e injusto. “É hora de a classe trabalhadora somar forças e unir a luta das ruas com a luta institucional. Precisamos eleger um presidente e a maioria de congressistas que defendam nossos direitos e conquistas, com um basta nesse caos que estamos vendo acontecer no Brasil.”

Segundo ele, o País está passando por um momento difícil, cujos golpistas estão se preparando para dar um verniz de legalidade democrática à tomada de poder, elegendo um presidente, deputados e senadores que vão dar continuidade ao desmonte das políticas públicas e soberania nacional, com o aprofundamento das medidas que retiram direitos, como a reforma trabalhista e a volta do debate sobre a reforma da Previdência.

“Precisamos preparar um grande dia de mobilização e paralisações no dia 10 de agosto, quando iremos dizer um basta de desemprego, de reforma da Previdência, de reforma Trabalhista, de acabar com nossos direitos, de vender nossas empresas, nossas terras, e de outros milhares de maldades cometidas por este governo golpista”, afirmou Paulo Rocha.

A atividade

CUT PE

Pela manhã, a partir das 9h, na sede do Sindesprev, no bairro da Boa Vista, vai acontecer uma atividade mais fechada com os delegados das CUT’s nos estados. Além da análise de conjuntura, haverá a apresentação da Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora e a organização da região no Dia Nacional do Basta, em 10 de agosto.

No período da tarde, a partir das 15h, ocorrerá a “Assembleia Lula Livre”, com os movimentos sociais e população em geral, na Praça da Independência, no centro de Recife, onde ocorrerá o lançamento oficial do Dia Nacional do Basta, no dia 10 de agosto em todo País, e da Marcha ‘Lula Livre’, que vai rodar o estado, a partir do dia 16 de julho.

A Marcha vai sair de Bezerro, no agreste pernambucano, a 100 km da capital, com mil pessoas, com o objetivo de dobrar o número de pessoas ao longo do trajeto. A chegada da Marcha está prevista para o dia 20 de julho, em Recife.

“Vamos mostrar que os pernambucanos estão em peso na defesa da liberdade do presidente Lula”, explicou o presidente da CUT Pernambuco.

Plenárias

Outras etapas já estão marcadas. A Plenária do Sul acontecerá dia 13 de julho. A etapa Centro-Oeste 2, que reúne Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, ocorrerá no dia 17 de Julho. A Sudeste 2, Minas Gerais e Espírito Santo, acontecerá em Minas no dia 19. A etapa Sudeste 1, São Paulo e Rio de Janeiro, acontecerá na capital paulista no dia 20 de julho.



Agora acabou! Presidente do TRF4 mantém Lula preso
Autor
Adriano Roberto

Agora acabou! Presidente do TRF4 mantém Lula preso

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Thompson Flores, endossou a decisão do relator da Lava Jato João Pedro Gebran Neto que, neste domingo, 8, suspendeu ordem de habeas corpus que havia sido dada pelo plantonista da Corte, desembargador Rogério Favreto, em favor do ex-presidente Lula.  Com a decisão de Thompson Flores, o petista fica na cadeia.

Mesmo depois de o relator da Lava Jato no TRF-4, João Pedro Gebran Neto, desautorizar ordem para libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o desembargador Rogério Favreto, plantonista na Corte, insistiu em acolher pedido de habeas do petista, às 16h04 deste domingo.

Ele ordenou que Lula deixe a PF em uma hora. O desembargador decidiu negar pedido de reconsideração de seu primeiro despacho movido pela Procuradoria da República da 4ª Região.  E ainda voltou a alertar que ‘eventuais descumprimentos importarão em desobediência de ordem judicial, nos termos legais’.



Associação dos juízes diz que Favreto politizou ilegalmente o judiciário
Autor
Adriano Roberto

Associação dos juízes diz que Favreto politizou ilegalmente o judiciário

União Nacional dos Juízes Federais manifestou ‘profundo repúdio’ diante da decisão do desembargador Rogério Favreto que, no plantão do Tribunal da Lava Jato neste domingo, 8, deu habeas corpus para o ex-presidente, medida revogada pelo desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da operação.



Carmem Lúcia se pronuncia na base do - entendam como quiser...
Autor
Adriano Roberto

Carmem Lúcia se pronuncia na base do - entendam como quiser...

A ministra Cármen Lúcia divulgou uma nota sobre o vai-e-vem da tentativa de soltar Lula.

“A Justiça é impessoal, sendo garantida a todos os brasileiros a segurança jurídica, direito de todos. O Poder Judiciário tem ritos e recursos próprios, que devem ser respeitados. A democracia brasileira é segura e os órgãos judiciários competentes de cada região devem atuar para garantir que a resposta judicial seja oferecida com rapidez e sem quebra da hierarquia, mas com rigor absoluto no cumprimento das normas vigentes”.



Favreto manda soltar Lula de novo em uma hora
Autor
Adriano Roberto

Favreto manda soltar Lula de novo em uma hora

Depois de o relator João Pedro Gebran Neto soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o desembargador de plantão do TRF-4, Rogério Favreto, determinou novamente a soltura do petista. Esta é a terceira vez neste domingo, 8, que Favreto reforça a liberação de Lula, preso e condenado na Lava Jato a 12 anos e um mês de prisão.

De acordo com o desembargador de plantão, "inicialmente, cumpre destacar que a decisão em tela não desafia atos ou decisões do colegiado do TRF-4 e nem de outras instâncias superiores". "Muito menos decisão do magistrado da 13ª Vara Federal de Curitiba, que sequer é autoridade coatora e nem tem competência jurisdicional no presente feito", disse Favreto em decisão.

A referência à 13ª Vara diz respeito ao descumprimento de sua decisão pelo juiz Sérgio Moro, hierarquicamente abaixo de Favreto no Judiciário. De férias, Moro alegou que o desembargador era "incompetente para sobrepor-se à decisão" do colegiado da 8ª Turma do TRF-4, que determinou a prisão imediata de Lula em abril.
 
CRONOLOGIA
16:04_ Desembargador Rogério Favreto insiste em acolher pedido de habeas do petista. Ele volta afirmar que "eventuais descumprimentos importarão em desobediência de ordem judicial, nos termos legais".

14:21_ O relator da Lava Jato no TRF-4, João Pedro Gebran Neto, revogou o habeas corpus concedido pelo desembargador Rodrigo Favreto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Petista não poderá mais ser solto agora, só se as Cortes Superiores acatarem os recursos.

13:00_ A Procuradoria Regional da República da 4ª Região pede ao TRF-4 para que seja reavaliada a decisão que mandou soltar Lula

12:24_ Desembargador Rogério Fraveto reitera ordem de soltar Lula sob risco de 'descumprimento de ordem judicial' 

12:05_ O juiz da 13ª Vara federal de Curitiba Sérgio Moro afirma que o desembargador Rogério Fraveto é incompetente para julgar o caso e não acata decisão

09:05_ Desembargador federal Rogério Fraveto concede habeas corpus ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva



Relator Gebran Neto e PF acabam a alegria dos petistas
Autor
Adriano Roberto

Relator Gebran Neto e PF acabam a alegria dos petistas

Relator da Lava Jato entra em cena, derruba decisão de plantonista e mantém Lula preso

João Pedro Gebran Neto tomou a decisão após decisões conflitantes entre o desembargador Rodrigo Favreto e o juiz federal Sérgio Moro.

O relator da Lava Jato no TRF-4 , João Pedro Gebran Neto, suspendeu o habeas corpus concedido pelo desembargador Rodrigo Favreto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Vale salientar que a Polícia Federal já havia se pronunciado que não iria revogar nenhuma decisão do colegiado do TRF 4.



Desembargador volta a mandar soltar Lula
Autor
Adriano Roberto

Desembargador volta a mandar soltar Lula

O desembargador Rodrigo Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, emitiu novo despacho, neste domingo, 8, em que manda soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A decisão inicial não foi acatada pelo juiz federal Sérgio Moro, que encaminhou o caso ao relator no TRF-4, João Pedro Gebran Neto.

Favreto foi filiado ao PT de 1991 a 2010 e procurador da prefeitura de Porto Alegre na gestão Tarso Genro nos anos 1990. Depois, foi assessor da Casa Civil no governo Lula e do Ministério da Justiça quando Tarso era ministro.

Em nova decisão, Favreto afirma que Lula entrou com uma nova petição em que alega ‘entraves e retardo no cumprimento da decisão exarada no presente Habeas Corpus, bem como pela ausência de Delegado da Polícia Federal na sua sede’.

“Considerando os termos da decisão proferida em regime de plantão e que envolve o direito de liberdade do Paciente, bem como já foi determinado o cumprimento em regime de URGÊNCIA por “qualquer autoridade policial presente na sede da carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba”, reiteroa ordem exarada e determino o IMEDIATO cumprimento da decisão, nos termos da mesma e competente Alvará de Soltura expedido (Evento 6), ambos de posse e conhecimento da autoridade policial, desde o início da manhã do presente dia”, escreve.

O desembargador registra ainda ‘que sem adentrar na funcionalidade interna da Polícia Federal, o cumprimento do Alvará de Soltura não requer maiores dificuldades e deve ser efetivado por qualquer agente federal que estiver na atividade plantonista, não havendo necessidade da presença de Delegado local’.

“Pelo exposto, determino o IMEDIATO cumprimento da medida judicial de soltura do Paciente, sob pena de responsabilização por descumprimento de ordem judicial, nos termos da legislação incidente”, escreveu.

“Comunique-se os Impetrantes, remetendo a presente decisão à Polícia Federal para imediato atendimento da ordem judicial”, concluiu.



Moro não acata habeas de Lula
Autor
Adriano Roberto

Moro não acata habeas de Lula

O juiz federal Sérgio Moro não acatou habeas corpus concedido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo desembargador Rodrigo Favreto, em plantão no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.



Moro não acata habeas de Lula
Autor
Adriano Roberto

Moro não acata habeas de Lula

O juiz federal Sérgio Moro não acatou habeas corpus concedido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo desembargador Rodrigo Favreto, em plantão no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.