Blog do Adriano Roberto


Crea-PE retoma atividades presenciais a partir do dia 20 de julho
Autor
Adriano Roberto

Crea-PE retoma atividades presenciais a partir do dia 20 de julho

O Comitê de Gestão de Crise do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), anunciou que o funcionamento presencial das unidades do Conselho em Pernambuco, será retomado a partir da próxima segunda-feira, 20 de julho, respeitando todos os protocolos de segurança e saúde para prevenção da Covid-19, garantindo proteção aos colaboradores e profissionais.

As informações são do presidente do Crea-PE, Evandro Alencar, que explicou que o atendimento ao público nas unidades ainda não acontece nesse momento, pois será definido ao longo da semana, mas destaca que será feito mediante agendamento prévio. 

Ele ressaltou terem sido adotadas todas as medidas de sanitização e preparação dos ambientes, com sinalização e readequação de espaços na sede, no Recife e nas 14 inspetorias, muito embora, apenas 06 delas funcionarão nessa primeira etapa. Retornarão às atividades nesse momento as inspetorias de Garanhuns, Caruaru, Salgueiro, Serra Talhada, Cabo e Petrolina, acrescentou.

Ainda sobre as adequações, o presidente explica que a gestão providenciou e montou logística de entrega de máscaras, protetores faciais, álcool gel 70%,  fitas demarcadoras, em todos os setores de trabalho.

O Conselho pernambucano está completando 86 anos de existência neste mês, consolidando história em defesa do exercício legal da profissão e da proteção à vida e segurança da sociedade, declara o presidente. 

Desde o início da pandemia, em março, o Crea-PE se reinventou, assumindo todas as atividades de modo remoto, por tele trabalho. Permanecem nesse modelo, colaboradores com mais de 60 anos, com crianças com até 12 anos de idade e pessoas com comprovação médica de restrição ao serviço presencial, explicou.

O presidente informa ainda que nessa volta do atendimento presencial é importante que os profissionais e o público em geral atentem para as medidas preventivas contra o contágio do coronavírus como: o uso obrigatório de máscaras; respeitar o limite máximo de acesso de pessoas nas instalações do Conselho; respeitar o distanciamento mínimo 1,5 metros em relação às demais pessoas, inclusive atendentes e demais colaboradores; fazer uso, na entrada e na saída da sede, inspetorias e escritório do álcool em gel 70%, que será disponibilizado para higienização das mãos.



Concurso ADAGRO PE homologado. Confira as nomeações
Autor
Adriano Roberto

Concurso ADAGRO PE homologado. Confira as nomeações

Foi divulgada, nesta quinta-feira, 16 de julho, no Diário Oficial de Pernambuco, a homologação do resultado final do concurso ADAGRO PE bem como os 140 profissionais que serão nomeados.

Os aprovados ingressarão aos cargos de Assistente de Defesa Agropecuária e Fiscal Estadual Agropecuário da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco. O primeiro visa 90 nomeações, já para o segundo cargo são 50.

Nomeação ADAGRO

Como foi o concurso ADAGRO PE

Publicado em 2018, o edital do concurso ADAGRO PE ofertou 140 vagas para cargos de nível médio/técnico e superior. A organização do certame ficou por conta da banca UPENET/IAUPE (Universidade do Pernambuco).

O cargo de Assistente de Defesa Agropecuária exigiu dos candidatos curso técnico e CNH no mínimo categoria B. Já os inscritos ao cargo de Fiscal Estadual Agropecuário precisaram ter curso superior em Medicina Veterinária ou Agronomia, além da CNH categoria B.

Provas

Os candidatos foram avaliados por meio de etapa única, sendo ela uma Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. O exame constou de 50 questões de múltipla escolha, cada uma contendo cinco alternativas de resposta e peso 2,0 (pontos).

Foi considerado reprovado e, consequentemente, eliminado do concurso ADAGRO PE, aquele que não obteve um mínimo de 40% do seu total de pontos ou 20% de cada um dos seus componentes.

Ou seja, o acerto mínimo de cada disciplina foi da seguinte forma:

  • Língua Portuguesa – 02 questões;
  • Conhecimentos Gerais – 03 questões;
  • Conhecimentos Específicos (Legislação Agropecuária) – 05 questões.

Informações do site Estratégia Concurso.



CRO-PE prorroga contrato com IDIB para realizar concurso público
Autor
Adriano Roberto

CRO-PE prorroga contrato com IDIB para realizar concurso público

O já anunciado concurso público do Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco deve ter edital muito em breve. Por meio de nota, o conselho informou que estendeu o contrato com a banca organizadora contratada em fevereiro deste ano. 

O cronograma do concurso não está definido até o momento, mas encontra-se nas etapas finais. O edital é previsto para sair até agosto deste ano.

A banca escolhida para promover o novo concurso CRO-PE foi o Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro - IDIB que será responsável por publicar o edital de abertura, receber as inscrições, elaborar e aplicar as provas e demais etapas. 

O extrato inicial do contrato havia sido publicado no dia 26 de fevereiro deste ano no Diário Oficial da União (DOU), mas a seleção sofreu atraso tendo em vista a disseminação do novo coronavírus no país.

Último concurso foi há 4 anos

O último certame do CRO-PE foi realizado em 2016 e teve validade até abril de 2020. Na época foram ofertadas 19 vagas em cargos de nível médio e superior, além do cadastro reserva. As oportunidades foram para lotação nas cidades de Caruaru, Garanhuns, Recife e Petrolina.

Os candidatos de nível médio puderam concorrer a 10 vagas imediatas e cadastro reserva nos cargos de Auxiliar de Fiscalização (2), Auxiliar Administrativo (7) e Recepcionista (1) com salários entre R$ 873,00 e R$ 1.576,00 para jornada de trabalho de 44 horas.

Para nível superior foram ofertadas 9 vagas imediatas, mais cadastro reserva, na função de Fiscal com remuneração de R$ 3.152,00 por jornada de trabalho de 20 semanais.

O concurso foi composto por provas objetivas e avaliação de títulos. Para todos os cargos as provas objetivas foram compostas de 50 questões com conteúdos de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Atualidades, Legislação e Conhecimentos específicos do cargo. A avaliação de títulos foi aplicada apenas aos candidatos de nível superior.

As provas foram realizadas nas cidades de Recife-PE e Caruaru-PE.

Fonte: acheconcursos.com.br



Oposição critica vetos de Bolsonaro ao marco do saneamento
Autor
Adriano Roberto

Oposição critica vetos de Bolsonaro ao marco do saneamento

Na sessão virtual do Plenário da Câmara, deputados de oposição criticaram vetos do presidente Jair Bolsonaro ao novo marco do saneamento básico. A lei, sancionada nesta quarta-feira (15) com 11 vetos, facilita a privatização de estatais do setor, exige licitação para a contratação desses serviços e prorroga o prazo para o fim dos lixões. O texto deve ser publicado no Diário Oficial de quinta-feira (16).

A principal crítica dos parlamentares é ao veto que previa prazo até 31 de março para renovação dos contratos assinados entre os municípios e as estatais de saneamento. São os chamados contratos de programa, realizados com dispensa de licitação permitida pela Lei 8.666/93.

Pelo texto vetado, os atuais contratos de programa poderiam ser renovados pelas partes por mais 30 anos. O mesmo se aplicaria às situações precárias, nas quais não há contratos formais, mas o serviço é prestado mesmo assim.

Para o deputado Jorge Solla (PT-BA) - na foto -, o veto “ataca de morte” as empresas públicas do setor e inviabiliza seu funcionamento. “Vão destruir o saneamento básico do País”, disse. Ele cobrou a inclusão dos vetos na pauta da próxima sessão do Congresso Nacional.

O deputado Gervásio Maia (PSB-PB) classificou o veto como “sórdido e injusto”, piorando o texto aprovado pelo Congresso. “Ele antecipa a venda de nossas companhias. É preciso que as pessoas saibam desse jogo que está acontecendo”, declarou.

Privatização
O deputado Elias Vaz (PSB-GO), 1º vice-líder do partido, lembrou que o prazo era um acordo feito com governadores contrários à privatização do setor. “Com o veto desse artigo, nós temos a obrigação de privatizar. Isso é um grande absurdo”, afirmou.

Segundo ele, mesmo governadores de partidos liberais, como o governador goiano Ronaldo Caiado (DEM), são contra a privatização do setor.

Para a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), vice-líder da Minoria, o veto gerará um caos no setor de água e saneamento. “Haverá uma enxurrada de processos na Justiça por causa dos contratos já firmados, gerando tumulto, aliás, como é do seu feitio [do presidente Bolsonaro] em relação aos interesses nacionais.”

O deputado Glauber Braga (Psol-RJ) cobrou pressão de prefeitos e governadores a favor do prazo de renovação de contratos para pressionar o presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre, a pautar os vetos. “Como é que você não gera nenhuma transição na garantia do interesse público?”, questionou.

Acesso rápido
Por outro lado, o deputado Gilson Marques (Novo-SC) elogiou o veto por acelerar o acesso a esgoto tratado para milhares de pessoas. "Espero que isso seja feito logo. Temos 100 milhões de brasileiros à espera de água e esgoto. E o quanto antes isso for efetivado, melhor", afirmou.

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) também defendeu a lei como um marco para aceitar o investimento privado. "Se [o marco atual] estivesse bom, não precisaria de um novo. Tínhamos quase metade da população sem esgoto. Parabéns ao Congresso que aprovou e ao governo Bolsonaro", disse.

Para o deputado Darci de Matos (PSD-SC), o marco regulatório dá condições jurídicas para o setor privado ajudar a melhorar o saneamento. "A narrativa mentirosa de vender a água é conversa fiada. Estamos buscando alternativas para viabilizar o saneamento básico do nosso País", ressaltou.

Fonte: Agência Câmara de Notícias



INSS notifica segurados com pendências em requerimentos
Autor
Adriano Roberto

INSS notifica segurados com pendências em requerimentos

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começou a notificar, hoje (15), os segurados que fizeram algum requerimento e consta pendência. A notificação é automática e aparece no visor do smartphone para todos que tenham o aplicativo Meu INSS instalado no aparelho.

O INSS também começou a entrar em contato com os segurados que precisam cumprir exigências, por meio de ligações da Central 135.

Quem receber a ligação será informado da pendência no requerimento e deverá fazer o envio da documentação pelo Meu INSS (site ou aplicativo). Nesta fase, cerca de 325 mil segurados deverão ser contatados por um atendente do instituto.

Além da notificação pelo Meu INSS e ligação do 135, cerca de 300 mil segurados também poderão receber um SMS com as orientações sobre como proceder para o envio da documentação.

A exigência é um protocolo do INSS que significa que não foi possível concluir a análise do requerimento por falta de algum documento ou informação.

Dessa forma, o segurado que tiver alguma pendência deve enviar a documentação o mais rápido possível para que o INSS possa concluir a análise do requerimento.

No site do INSS, há mais informações sobre como enviar os documentos.



Bolsonaro dá um ninja no Marco Legal do Saneamento e irrita governadores
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro dá um ninja no Marco Legal do Saneamento e irrita governadores

Ao assinar a sanção do novo marco legal do saneamento e vetar o trecho que garantia a renovação dos contratos das empresas estaduais do setor por mais 30 anos, o presidente Jair Bolsonaro conseguiu, em um único gesto, impor uma derrota aos governadores e pavimentar uma nova crise na relação do Executivo com o Congresso. 

O dispositivo barrado por Bolsonaro - negociado pelo próprio governo durante a tramitação do marco - causou imediata reação dos Estados e de parlamentares, que prometeram empenho para derrubar o veto e retomar a proposta original.

O trecho suprimido por Bolsonaro foi crucial para derrubar resistências à nova lei do saneamento no Congresso. O Senado avalizou a proposta no último dia 24. O marco proíbe que os municípios fechem, a partir de agora, contratos sem licitação com as empresas estatais de saneamento, prática que dominou o mercado nas últimas décadas. Com isso, a iniciativa privada poderá entrar com força no segmento e trazer os investimentos necessários para a universalização, na avaliação do governo.

Essa concorrência, no entanto, vai de encontro ao interesse das estatais e, por isso, a possibilidade de renovação por mais 30 anos dos contratos atuais foi negociada para que a lei obtivesse apoio de bancadas até então reticentes em chancelar o novo marco, principalmente a do Nordeste.

A negativa do Planalto a essa regra pegou parlamentares de surpresa e, o que foi considerado um texto de consenso, agora poderá causar incômodo a Bolsonaro nos próximos meses. Ontem, durante sessão do Senado, o presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), indicou que deve apoiar a derrubada do veto. "Se por parte do governo não houve a eficácia, houve um lapso da parte do Executivo, que eu reputo que não é certo, temos como corrigir aqui na sessão do Congresso Nacional e dar a resposta do que foi construído", disse Alcolumbre.

Líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), lembrou que a medida vetada foi uma condição para deputados e senadores terem aprovado a proposta. Para o relator do novo marco do Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), o governo deu um "tiro no pé" ao barrar as possibilidades de renovação dos contratos. "Vai virar uma polêmica inteiramente sem sentido", disse.

Líder da segunda maior bancada do Senado, Otto Alencar (PSD-BA), também pressionou pela derrubada do veto. "Só aceitei votar o projeto por isso (pelo dispositivo que acabou vetado). Com o veto, o valor das estatais vai diminuir e vai facilitar a política de privatização do Guedes", disse o líder do PSD.

Governadores

A possibilidade de Bolsonaro barrar o artigo já vinha preocupando governadores. Ontem, um grupo de 16 chefes de Executivos locais enviou carta ao presidente para pedir que o texto fosse mantido. Segundo eles, o veto causa insegurança, com consequentes ações judiciais que podem "estagnar o setor". Além disso, na avaliação de especialistas, a supressão também pode afetar o valor das companhias em eventuais processos de privatização - que são incentivados no novo marco.

Apesar de não ter divulgado até às 19h30 desta quarta-feira a sanção da nova lei - com a íntegra e a justificativa dos vetos - o Planalto alegou em nota que o artigo estaria em descompasso com os objetivos do novo marco, que orientam a celebração de contratos de concessão, mediante prévia licitação, "estimulando a competitividade da prestação desses serviços".

Ontem, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, afirmou que Bolsonaro vetou ainda outros 10 dispositivos do texto. O Planalto, no entanto, divulgou a explicação de apenas dois deles, além do que trata da renovação dos contratos. Um deles, na prática, irá obrigar a licitação para serviços de resíduos sólidos e drenagem - o que já é cobrado para água e esgoto na proposta original. O outro trata da indenização de investimentos quando municípios não concordarem com a conversão de contratos de estatais que forem privatizadas.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Abertura gradual de todas as Ciretrans em Pernambuco
Autor
Adriano Roberto

Abertura gradual de todas as Ciretrans em Pernambuco

O coordenador de Articulação Municipal do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco - DETRAN-PE, Carlos Veras, informa que todas as Circunscrições Regionais de Trânsito – CIRETRANS, especial e subordinada, de todo o Estado, com exceção da localizada em Petrolina, retomam o atendimento presencial de forma gradual. De acordo com Veras, todo serviço deve ser agendado no site do Órgão: www.detran.pe.gov.br.

Ele lembra ainda que, será obedecido o plano de convivência do Governo de Pernambuco para o enfrentamento da Covid-19, o qual estabeleceu protocolos gerais e setoriais para o funcionamento e retorno das atividades, tendo em vista que, a saúde dos funcionários é prioridade.

Foram instaladas barreiras físicas para atendimento, mudança do fluxo de entrada, fornecimento de equipamentos de proteção e higienização individual, marcação no piso para a distância, medidor de temperatura e o reforço da limpeza nas áreas comuns.

De acordo com a Resolução 782/20 do Contran, de 18 de junho, continuam interrompidos por tempo indeterminado os serviços:

  • Validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou permissão para dirigir (PPD) vencida desde 19/02/2020;
  • Registro e licenciamento de veículos novos, desde que ainda não expirados;
  • Recursos de suspensão do direito de dirigir e de cassação da Carteira de Habilitação;
  • Defesa de autuação (multas);
  • Recursos de multas;
  • Defesa processual;
  • Identificação de condutor infrator (inclusive os processos em andamento);
  • Expedição de Certificado de Registro de veículo (CRV/recibo ou DUT) em caso de transferência de propriedade do veículo adquirido desde 19/02/2020;
  • Notificações de penalidades somente poderão ser expedidas e enviadas pelos Correios após a revogação da Deliberação 185 do Contran, que suspende por tempo indeterminado os prazos de Defesa de Autuação e Identificação de Condutor Infrator;
  • O prazo para que o processo de habilitação do candidato permaneça ativo no Detran-PE FICA AMPLIADO PARA 18 (DEZOITO) MESES, inclusive para os processos administrativos em andamento.


Confirmado: Meteoro cruzou céu do Sertão entre Serra Talhada e Arcoverde
Autor
Adriano Roberto

Confirmado: Meteoro cruzou céu do Sertão entre Serra Talhada e Arcoverde

Do Blog Nill Júnior - Um grande bólido iluminou o sertão na divisa entre Pernambuco e Paraíba na noite desta quarta, 15 de julho. As primeiras informações dão conta de que ele ocorreu às 18h59min (horário de Brasília), e foi visto a partir de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Bahia.

Um bólido é uma bola de fogo que finda seu vôo visível em um flash terminal luminoso (explosão). Os bólidos são fenômenos raros, produzidos por meteoróides de grande tamanho cuja origem pode ser asteroidal ou ainda cometária.

O meteoro foi registrado por pelo menos sete câmeras do climaaovivo.com.br e diversos relatos de testemunhas estão se somando para que possamos definir a trajetória e melhores características deste fenômeno que, chamando a atenção de todos em muitas cidades da região, se tornou um assunto de grande destaque nas redes sociais.

De início, o site especializado Bramon Meteor apresentou a compilação das imagens em vídeo do meteoro, a partir da parceria com o Clima Ao Vivo e contaram também com imagens de câmeras de segurança e relatos a mais que ajudam na pronta divulgação.

 

A partir de análises preliminares, a BRAMON calculou a trajetória do bólido, que surgiu entre os municípios de Princesa Isabel (PB) e Carnaíba (PE) e seguiu na direção sudeste, desaparecendo no céu a Sul do município de Arcoverde (PE).

“A BRAMON segue trabalhando com os dados em busca de definir a órbita do meteoroide, bem como estimativas de tamanho e massa do objeto que entrou na atmosfera nas proximidades de Serra Talhada (PE)”, diz o site.

A partir do momento que novas informações forem conhecidas e que os cálculos de trajetória e órbita forem finalizados, divulgaremos em nossas redes sociais. Quem  viu ou registrou esse ou outro bólido, pode ajudar mandando seu relato: bramon.imo.net.



Pastor Cleiton Collins derruba ideologia de gênero da Constituição de Pernambuco
Autor
Adriano Roberto

Pastor Cleiton Collins derruba ideologia de gênero da Constituição de Pernambuco

A emenda de destaque feita pelo deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PP) que retirava o termo “gênero”, trocando-o por “sexo” da grade curricular das escolas, não permitindo essa troca dentro da Constituição de Pernambuco.

O deputado agradeceu a aprovação e disse ser “uma vitória da família”. O parlamentar afirmou que após colocar uma emenda, reiterou com uma emenda de destaque e na votação desta quarta-feira conseguiu aprovar na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a alteração do termo.

“Quero agradecer aos votos de toda a bancada evangélica, a bancada cristã, aos deputados que aprovaram e que vocês continuem orando, foi mais uma vitória da família”, afirmou Cleiton.

O deputado também afirmou que “é contra todo o tipo de preconceito”.

“A gente é contra todos os tipos de preconceito, mas colocar ‘gênero’ que é inconstitucional na Constituição, iria ser o primeiro estado Brasil que iria ter esse feito”, alertou Collins.



André Arraes confirma pré-candidatura a prefeito de Macaparana
Autor
Adriano Roberto

André Arraes confirma pré-candidatura a prefeito de Macaparana

O odontólogo André Arraes, 34 anos, teve o nome avalizado pelo partido Avante para disputar a prefeitura de Macaparana, na Mata Norte, nas eleições deste ano. Com as “bênçãos” dos deputados Henrique Queiroz Filho (estadual) e Sebastião Oliveira (federal), o nome dele integra uma lista de candidaturas próprias que o Avante planejou para várias regiões do Estado.

“As pessoas na rua cobram e pedem e por mudança na cidade. E nós estaremos juntos desse processo”, enfatizou o pré-candidato. Dentista há 12 anos em Macaparana, André também atua como professor numa universidade particular de Caruaru. No currículo político, disputou duas vezes o cargo de deputado estadual. Formado pelo RenovaBR, ele é líder municipal do Movimento Acredito em Macaparana.

“Acredito, acima de tudo, nas pessoas. Acredito que através da participação poderemos mudar a realidade do povo, combatendo as desigualdades e a corrupção”, declara o profissional da saúde. André diz estar “indignado com a política suja e recheada de privilégios”, o que lhe motiva a disputar o comando da gestão municipal. Informações do Blog do Agreste.



Seguindo recomendações, Barroso veta biometria nas eleições de 2020
Autor
Adriano Roberto

Seguindo recomendações, Barroso veta biometria nas eleições de 2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seguirá recomendação apresentada na noite desta terça-feira (14/7) pelos infectologistas que prestam consultoria sanitária para as eleições municipais, e vai excluir a necessidade de identificação biométrica no dia da votação.

A decisão foi tomada pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, após ouvir os médicos David Uip, do Hospital Sírio Libanês, Marília Santini, da Fundação Fiocruz, e Luís Fernando Aranha Camargo, do Hospital Albert Einstein, que integram o grupo que presta a consultoria.

Técnicos do tribunal também participaram da primeira reunião da consultoria sanitária, que é prestada de forma gratuita e pretende estabelecer um protocolo de segurança, que deverá ser replicado em todas as seções eleitorais do Brasil.

Para decidir excluir a biometria, médicos e técnicos consideraram dois fatores: a identificação pela digital pode aumentar as possibilidades de infecção, já que o leitor não pode ser higienizado com frequência; e aumenta as aglomerações, uma vez que a votação com biometria é mais demorada do que a votação com assinatura no caderno de votações. Muitos eleitores têm dificuldade com a leitura das digitais, o que aumenta o risco de formar filas.

A questão deverá ser incluída nas resoluções das Eleições 2020 e levada a referendo do plenário do TSE após o recesso do Judiciário.

Ficou definido também na reunião que a cartilha de recomendação sanitária para o dia da eleição levará em conta cuidados para: eleitores (com regras diferenciadas para os que têm necessidades especiais); mesários; fiscais de partido; higienização do espaço físico das seções; policiais militares e agentes de segurança; movimentação interna de servidores e colaboradores no TSE e Tribunais Regionais Eleitorais (TREs); populações indígenas/locais de difícil acesso; e população carcerária.

O grupo deve se reunir semanalmente para definir as regras e a cartilha de cuidados.

Durante a reunião, os três médicos afirmaram ter a avaliação de que, em novembro - quando ocorrerá a eleição - a situação da pandemia estará em condição bastante inferior à registrada atualmente.

O objetivo do grupo será “proporcionar o mais alto grau de segurança possível para os eleitores, mesários e demais colaboradores da Justiça Eleitoral” por conta da pandemia da Covid-19.

O trabalho consistirá na avaliação de todos os riscos à saúde pública durante a votação, além do desenvolvimento e divulgação dos procedimentos e protocolos sanitários e ambientais a serem adotados.

O adiamento das eleições de outubro para novembro, aprovado pelo Congresso, foi defendido pelo TSE para atender as recomendações médicas e sanitárias de que postergar o pleito por algumas semanas seria mais seguro para eleitores e mesários.

Conforme a emenda constitucional, o primeiro turno será no dia 15 de novembro, e o segundo turno no dia 29 de novembro. Com informações da assessoria de imprensa do TSE.



Morre Severino Cavalcanti, ex-presidente da Câmara dos Deputados
Autor
Adriano Roberto

Morre Severino Cavalcanti, ex-presidente da Câmara dos Deputados

Faleceu, há pouco, aos 90 anos, em sua casa, no Recife, e não foi por Covid-19, o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti, mais conhecido como Zito. 

Deputado estadual por sete legislaturas e federal em três, além de prefeito de João Alfredo por dois mandatos, Severino deixa viúva Dona Amelia, com quem teve os filhos Zé Mauricio, Ana e Catharina.

Seus filhos deram a ele quatro netos e dois bisnetos. Um outro filho, o ex-prefeito de João Alfredo, Cavalcanti Júnior, morreu um acidente de carro no Sertão há mais de dez anos. Severino vai ser enterrado em sua terra natal no final da tarde.