Blog do Adriano Roberto


Antonio Souza divulga vídeo promovendo a paz eleitoral
Autor
Adriano Roberto

Antonio Souza divulga vídeo promovendo a paz eleitoral

O Empreendedor social Antonio Souza divulgou, na tarde desta terça-feira (16), um vídeo nas suas redes sociais promovendo a paz. “Em um tempo de tanta intolerância e ódio, vamos espalhar o amor e compartilhar a paz”, destacou.

Antonio Souza chama a atenção no vídeo para o atual momento que o Brasil está vivendo, de rivalidade política, intolerância religiosa, preconceito racial, homofobia e ideologias extremistas. Em seguida, o empreendedor social ressalta a importância do voto consciente focado em mudanças verdadeiras de união entre cor, opção sexual e ideias.

“Este é o momento em que o Brasil mais precisa de você! Vote com fé, vote sem medo e sem ódio”, finalizou Antonio Souza.

Veja o vídeo abaixo:



Cid abre o guia eleitoral de Bolsonaro hoje
Autor
Adriano Roberto

Cid abre o guia eleitoral de Bolsonaro hoje

O programa de Jair Bolsonaro no horário eleitoral da noite desta terça-feira abre com o discurso do senador eleito pelo Ceará Cid Gomes em que ele cobra um mea culpa do PT, diz que Lula está preso e afirma que o partido merece ser derrotado.

O discurso é exibido quase na íntegra e termina com #PTNão. Diz que a rejeição de Fernando Haddad não para de crescer porque esta é a eleição do “Brasil contra o PT”. Depois, a propaganda passa a comparar os programas de governo do candidato e de Haddad em várias áreas. Assista o vídeo em primeira mão abaixo: / Vera MagalhãesO programa de Jair Bolsonaro no horário eleitoral da noite desta terça-feira abre com o discurso do senador eleito pelo Ceará Cid Gomes em que ele cobra um mea culpa do PT, diz que Lula está preso e afirma que o partido merece ser derrotado.

O discurso é exibido quase na íntegra e termina com #PTNão. Diz que a rejeição de Fernando Haddad não para de crescer porque esta é a eleição do “Brasil contra o PT”. Depois, a propaganda passa a comparar os programas de governo do candidato e de Haddad em várias áreas. Assista o vídeo em primeira mão abaixo: / Vera Magalhães



General Mourão diz que Bolsonaro pode sim ir ao debate
Autor
Adriano Roberto

General Mourão diz que Bolsonaro pode sim ir ao debate

Do Blog do Camarotti - O general Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), disse ao blog avaliar que o debate entre Bolsonaro e Fernando Haddad (PT) não seria um problema.

"Depois da liberação médica, será preciso fazer um estudo de situação. Um debate é o que a gente chama na linguagem militar de um confronto direto", disse Mourão.

"Nesse cenário, Bolsonaro enfrentaria Haddad com calma e serenidade. Até porque o telhado do Haddad não é de vidro. O telhado de Haddad é de porcelana", disparou o general.

Agora, todo o cuidado na campanha é não errar. Ao blog, Mourão usou uma expressão militar para resumir a estratégia das duas últimas semanas antes da eleição: "Temos que manter a fisionomia da frente".

Segundo ele, pelo cenário atual, a expectativa na campanha é que Bolsonaro chegue a 60% dos votos e Haddad, a 40%.

Ele também disse que há uma demanda grande de políticos para conseguir uma agenda com Bolsonaro. "Tem muita gente querendo um encontro com Bolsonaro. O difícil tem sido encaixar essa agenda", acrescentou.

De todo jeito, há um esforço para tentar alcançar o eleitor tradicional do PT, principalmente entre os que têm renda mais baixa e na região Nordeste. Para isso, Bolsonaro já propôs uma espécie de 13º do Bolsa Família. "Para a região do Nordeste, a proposta será de romper a lógica da indústria da seca", disse Mourão.

Sobre a reforma da Previdência, ele voltou a defender a análise do tema logo depois da eleição. A área política da campanha de Bolsonaro quer tratar do tema apenas no próximo ano. "O ótimo é inimigo do bom. Bolsonaro terá seis meses com capacidade de aprovar matérias no Congresso. Mas se puder resolver isso antes, melhor!", reforçou.





 É hoje: Médicos do Recife realizarão AGE em frente à Prefeitura
Autor
Adriano Roberto

É hoje: Médicos do Recife realizarão AGE em frente à Prefeitura

Em greve por tempo indeterminado, os Médicos da Rede Municipal de Saúde do Recife se reúnem nesta terça-feira (16/10), às 9h, para realizar uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) em frente à Prefeitura, no bairro do Recife. O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) convida toda a categoria médica e cidadãos recifenses para, juntos, discutir e chamar a atenção dos gestores para a atual situação da saúde municipal.

Segurança, melhorias nas estruturas físicas das unidades de saúde, recomposição das escalas médicas, abastecimento adequado de medicamentos e cumprimento do Termo de Compromisso firmado com a Prefeitura em janeiro deste ano são as principais reinvindicações da categoria.

“Vamos seguir fortes com o movimento, esse movimento é nosso e da população, que reforça sempre apoio ao pleito. Esperamos que o prefeito tenha sensibilidade e realmente cumpra o que a PCR vem divulgando na imprensa, informando estar aberta ao diálogo. Queremos e estamos atrás desse diálogo urgente”, ressalta o presidente do Simepe, Tadeu Calheiros.



Irmão de Ciro chama petistas de babacas e diz que partido merece perder
Autor
Adriano Roberto

Irmão de Ciro chama petistas de babacas e diz que partido merece perder

Em evento de apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT), na noite desta segunda-feira (15), o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) fez dura crítica ao PT.

Convidado a discursar, o irmão de Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na disputa presidencial deste ano, cobrou da direção da legenda que faça um "mea culpa" dos erros que cometeu.

"Tem de fazer um mea culpa, pedir desculpa, ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira", disse. "Não admitir os erros que cometeram é para perder a eleição. E é bem feito", ressaltou.

Sob vaias de militantes petistas, Cid chamou de "babacas" aqueles que protestavam contra seu discurso e disse que o partido "merece perder" caso não fala uma autocrítica.

"Vão perder feio porque fizeram muita besteira, aparelharam as repartições públicas e acharam que eram donos de um país. E o Brasil não aceita ter donos", disse. Veja no vídeo abaixo:



Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%, aponta Ibope
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%, aponta Ibope

No primeiro levantamento do Ibope sobre o segundo turno das eleições presidenciais, Jair Bolsonaro (PSL) aparece à frente de Fernando Haddad (PT). O deputado conta com 59% dos votos válidos, enquanto o petista tem o apoio de 41% dos consultados na pesquisa divulgada nesta segunda-feira (15).

A contagem, que exclui os brancos, nulos e indecisos como a Justiça Eleitoral faz no dia da eleição, confirma a onda conservadora que quase deu a vitória em primeiro turno ao presidenciável do PSL. No primeiro turno, Bolsonaro teve 46% dos votos válidos e Haddad, 29%.

Levando em conta o eleitorado total, Bolsonaro aparece à frente por 52% a 37%. Há ainda 9% que hoje pretendem anular ou votar em branco, e 2% que não souberam responder.

A pesquisa do Ibope também mostrou rejeição maior a Haddad do que ao militar. Em relação a Haddad, 47% dos entrevistados responderam que não o escolheriam em nenhuma hipótese, e 28% disseram que votariam nele com certeza.

Sobre Bolsonaro, 35% afirmaram que não o escolheriam sob hipótese alguma, enquanto 41% disseram que certamente votariam nele.

A sondagem do Ibope, de âmbito nacional, ouviu 2.506 eleitores entre os dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro da pesquisa, contratada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de São Paulo, é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, e o levantamento tem o registro BR-01112/2018 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O nível de confiança é de 95%.

O mercado financeiro adotou postura otimista nesta segunda (15) de espera por nova pesquisa eleitoral. A Bolsa brasileira avançou, enquanto o dólar caiu mais de 1%, também apoiados pelo mercado externo.

"Abrimos a semana com expectativas otimistas para os ativos nacionais, tendo como pano de fundo...a continuidade da leitura de que Fernando Haddad (PT) dificilmente conseguirá 'virar o jogo' contra Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial", escreveu a H.Commcor em relatório.

A Bolsa brasileira fechou o dia em alta de 0,52%, a 83.359 pontos. O giro financeiro foi de R$ 20 bilhões, em pregão marcado pelo vencimento de contratos de opção. Com informações da Folhapress.



BRK Ambiental abre inscrições para Programa de Estágios 2019
Autor
Adriano Roberto

BRK Ambiental abre inscrições para Programa de Estágios 2019

A BRK Ambiental, maior empresa privada de saneamento do Brasil, anuncia a abertura do Programa de Estágio 2019. Serão mais de 100 vagas para todo o país. Para participar é preciso ter formação entre dezembro de 2019 e dezembro de 2020 nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Engenharias, Química, Serviço Social, Pedagogia e Sociologia. Para algumas áreas, é necessário ter conhecimento em inglês intermediário.

As inscrições para o Programa de Estágio BRK Ambiental 2019 vão até o dia 5 de novembro. Para mais informações, basta acessar o site http://www.estagiobrkambiental.com.br/.

“Na BRK Ambiental, acreditamos que podemos transformar a vida das pessoas com o saneamento básico. Estamos em busca de profissionais que acreditem neste propósito”, diz Maria Duarte, gerente de Recursos Humanos da BRK Ambiental em Pernambuco.

Com duração de até 24 meses, o Programa de Estágio da BRK Ambiental oferecerá aos estudantes a oportunidade de complementarem sua formação por meio de experiências profissionais e ações de desenvolvimento que promovam aperfeiçoamento técnico e cultural. 

Os três primeiros meses serão de integração na cultura da empresa, seguida por treinamentos comportamentais e técnicos, que contribuirão para o desenvolvimento profissional e para o projeto que será apresentado ao final do programa.

A BRK Ambiental - É a maior empresa privada de saneamento básico do Brasil. Estamos presentes em mais de 180 municípios e somos parte integrante da Brookfield, grupo canadense que atua no país desde 1899. 

Estamos em Pernambuco desde 2013, por meio da maior Parceria Público-Privada (PPP) de saneamento básico do Brasil, operada em conjunto com a Compesa. 

Prestamos os serviços de esgotamento sanitário nos 15 municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR). O principal objetivo desse projeto universalizar a coleta e o tratamento de esgoto na RMR.



Forças Armadas e Polícia Federal fazem operação no Rio de Janeiro
Autor
Adriano Roberto

Forças Armadas e Polícia Federal fazem operação no Rio de Janeiro

Militares e policiais federais fazem hoje (15) uma operação no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. As forças federais fazem incursões dentro da comunidade e um cerco no entorno.

As ações, que envolvem 1.070 militares das Forças Armadas e 30 policiais federais, também incluem revistas de veículos e pessoas. Blindados e aeronaves estão sendo usados na operação.

Devido à ação, são esperadas interdições de vias e o controle do espaço aéreo, com restrição para aeronaves civis.Desde julho do ano passado, militares fazem operações em favelas e rodovias no Rio de Janeiro. A segurança pública do estado está sob intervenção federal desde fevereiro deste ano. Com informações da Agência Brasil.



Bolsonaro e Haddad intensificam as agendas a 13 dias do segundo turno
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro e Haddad intensificam as agendas a 13 dias do segundo turno

A 13 dias do segundo turno das eleições, os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) intensificam as agendas de campanha, seguindo estilos distintos. Bolsonaro aguarda a próxima quarta-feira (18) para definir o roteiro de viagens e se irá participar de debates.

Já Haddad estará hoje (15) em atos de apoio e concede entrevistas. O dia hoje de Haddad será em São Paulo, quando participa de ato em homenagem aos professores, no dia da categoria. No mesmo horário, sua vice Manuela d’Avila (PCdoB) estará em outro evento em Porto Alegre. Ao longo do dia, o candidato do PT concede entrevistas à imprensa.

Na quarta-feira (18), Bolsonaro será examinado por uma junta médica. Segundo ele, a partir dessa análise, definirá a participação em debates e viagens. Ele não divulgou agenda oficial. Mas são aguardadas reuniões ao longo do dia. Correligionários e apoiadores devem ter encontros com o candidato. Também são esperados posts nas redes sociais sobre os mais variados assuntos. Com informações da Agência Brasil.



Falta de verba e problemas técnicos emperram obras de R$ 132 bi do PAC
Autor
Adriano Roberto

Falta de verba e problemas técnicos emperram obras de R$ 132 bi do PAC

Do Estadão - Principal estratégia dos candidatos para a geração de empregos no curto prazo, a retomada de obras paradas tem um enorme terreno a ser explorado. Segundo o Ministério do Planejamento, há R$ 132 bilhões em investimentos parados só na carteira do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ao todo, são 2.914 empreendimentos com problema.

Líder nas pesquisas de intenção de voto, o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, disse em sua conta no Twitter que “milhares” de obras estão paradas porque ministérios e cargos são distribuídos a partidos políticos em troca de apoio. “Essa é a raiz do problema e nós temos a liberdade necessária para mudar!”

O candidato do PT, Fernando Haddad, coloca a retomada de obras paradas como uma “medida emergencial”. Ele quer dar prioridade àquelas que geram “muito emprego”, como o Minha Casa Minha Vida.

A principal razão para a paralisia, aponta o Planejamento, é a falta de dinheiro. Ela responde pela interrupção no andamento de 294 obras que somam R$ 62,9 bilhões, dos quais parte já foi desembolsada antes de surgirem os problemas. A segunda maior causa de paralisação são problemas técnicos, como falhas na elaboração de projetos. Eles afetam 1.359 obras no valor total de R$ 25,5 bilhões.

A cifra é elevada, mas ela se refere apenas a um conjunto: as obras do PAC executadas com recursos do Orçamento Geral da União (OGU). O universo de obras paradas no País é muito maior. Em junho passado, o Estado trouxe um levantamento realizado para a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic) que apontava 7.400 obras que deveriam ser feitas com recursos federais que se encontram interrompidas.

Alvo do interesse do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, que pediu levantamento mais amplo ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), as obras do PAC paradas por disputas na Justiça são 83. Na maior parte, são creches e pré-escolas cujas licitações foram questionadas nos tribunais.

Indício de crise também está por trás de paralisação
Há também as paralisadas por indício de crime. É o caso do VLT entre Cuiabá e Várzea Grande, uma obra prometida para ficar pronta antes da Copa de 2014, mas ainda não concluída. De acordo com o governo do Estado, a obra estava orçada em R$ 1,447 bilhão e já foram gastos R$ 1,066 bilhão. Mas o contrato com a construtora foi suspenso em 2017, após a Operação Descarrilho, da Polícia Federal. Uma comissão formada pelo governo do Estado confirmou irregularidades, como o pagamento de “vantagens indevidas” a agentes públicos. Um novo processo licitatório está em curso.

“É emprego no mesmo dia”, diz o presidente da Cbic, José Carlos Martins, ao comentar o potencial de vagas a serem abertas com o destravamento. Como há um grande número de obras de mobilidade e saneamento com problemas, a retomada teria o potencial de gerar vagas nos grandes centros, onde o desemprego é sentido de forma mais aguda. Martins discute com Toffoli, com integrantes do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que “antídotos” poderiam ser adotados para evitar a paralisação das obras públicas. A ideia é levar sugestões ao futuro presidente.

Diante da constatação de que as parcerias com a iniciativa privada são o caminho mais viável para retomar os investimentos num cenário de crise fiscal, o governo federal criou um fundo de R$ 180 milhões para ajudar os Estados e, sobretudo, as prefeituras a estruturar concessões. Os recursos servirão para custear a parte mais difícil de todo o processo: os estudos técnicos que darão base aos contratos. Falhas nessa etapa têm sido a principal causa das dificuldades que o governo federal, os Estados e os municípios têm enfrentado em seus programas com o setor privado.



PRTB monta comitês para Bolsonaro em todo Brasil
Autor
Adriano Roberto

PRTB monta comitês para Bolsonaro em todo Brasil

Em reunião na capital paulista, com a participação do presidente Levy Fidelix, o Partido Renovador Trabalhista Brasileiro resolveu colocar comitês pro-Bolsonaro em todo país, incluindo aqui em Pernambuco. 

Com o cargo de vice na chapa do PSL que está ocupado pelo General Mourão, os renovadores trabalhistas pretendem dar um up grade no segundo turno principalmente no Nordeste.

O presidente do PRTB em Pernambuco, Ednazio José da Silva, ainda não revela a localização do comitê do Recife, mas já vai dar andando aos trabalhos no início da semana que vem.