Blog do Adriano Roberto


Funcionária fantasma em Brasília, candidata a prefeita de Amaraji recebeu mais R$ 130 mil
Autor
Adriano Roberto

Funcionária fantasma em Brasília, candidata a prefeita de Amaraji recebeu mais R$ 130 mil

A dias das eleições do dia 15 de novembro, a população de Amaraji, na Zona da Mata Sul, ficou inconformada ao tomar conhecimento, nesta quarta-feira (4), de que a candidata a prefeita Aline de Andrade Gouveia (PSB), durante quatro anos (2015 a 2018) foi funcionária fantasma do gabinete do deputado federal Fernando Monteiro . Neste período, a socialista recebeu cerca de R$ 130 mil em salários. Tudo pago indevidamente com o dinheiro do povo.

Aline Gouveia, que tem prometido implantar uma “nova política” no munícipio, nunca deu um minuto de expediente e nem poderia, já que, entre 2015 e 2018, ela cursou medicina em horário integral - três turnos - numa faculdade particular no Recife. 

Documentos oficiais comprovam que Aline de Andrade Gouveia começou a receber o salário de R$1.690,00, saltando para R$ 4.364,54. Além disso, a funcionária fantasma recebeu mais de R$ 42 mil entre auxílio alimentação e vantagens indenizatórias.  

De acordo com as regras da Câmara dos Deputados, a secretaria parlamentar Aline Gouveia tinha a obrigação de trabalhar 40 horas, no gabinete do parlamentar, em Brasília, ou no escritório em Pernambuco. O que nunca aconteceu, tendo em vista que ninguém consegue estar em dois lugares ao mesmo tempo.



Vazão da Barragem de Sobradinho terá nível mais elevado dos últimos 7anos, nesta quinta (05)
Autor
Adriano Roberto

Vazão da Barragem de Sobradinho terá nível mais elevado dos últimos 7anos, nesta quinta (05)

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) fez um comunicado com relação a vazão na barragem de Sobradinho. Segundo a companhia, os níveis serão ainda mais altos do que o anunciado para esta quarta-feira (04), de 2.600 m3/s, considerada a maior vazão dos últimos sete anos.

De acordo com o novo comunicado, na quinta-feira (5) a vazão em Sobradinho deve aumentar para 2.900 m3/s.operação dos reservatórios da Bacia do Rio São Francisco, devendo permanecer neste valor até nova avaliação.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), na Reunião de Avaliação das Condições da Operação dos Reservatórios da Bacia do Rio São Francisco, coordenada pela Agência Nacional de Águas (ANA), ocorrida na terça-feira (27) apresentou a necessidade de elevar a defluência da UHE Sobradinho, a fim de minimizar o deplecionamento do Reservatório de Itaparica.

Com relação à defluência média diária da UHE Xingó, esta permanecerá na faixa de 2.300 m³/s. Adicionalmente, ratificamos que conforme política operativa definida pelo ONS, a vazão média diária da UHE Xingó poderá ser elevada para o patamar de 2.500 m³/s no decorrer dos próximos dias, a depender da necessidade de atendimento ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Desta forma, é fundamental chamar atenção para a importância da não ocupação de áreas ribeirinhas situadas na calha principal do rio, haja vista que em condições emergenciais, a exemplo da necessidade de elevação de geração para atendimento ao SIN, as usinas de Sobradinho e Xingó tem capacidade de turbinar valores da ordem de 4.000 m³/s e 3.000 m³/s, respectivamente. Informações do blog Nossa Voz.



Lula e Ciro se encontram e ensaiam reaproximação
Autor
Adriano Roberto

Lula e Ciro se encontram e ensaiam reaproximação

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) ensaiaram uma reaproximação em um encontro ocorrido em setembro, na sede do Instituto Lula.

Afastados desde as eleições de 2018, quando fracassou a tentativa de um acordo eleitoral para a Presidência, os dois falaram da necessidade de união da esquerda após a vitória do presidente Jair Bolsonaro, mas não chegaram a traçar planos conjuntos para as eleições de 2022.

Revelada pelo jornal O Globo, a reunião que consumiu uma tarde foi confirmada pela Folha de S.Paulo. O encontro foi intermediado pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), preocupado com o clima entre os dois partidos no estado.

O governador petista defende um pacto de não-agressão no Ceará, onde PDT e PT são adversários na disputa pela Prefeitura de Fortaleza. Antes de consumado o encontro, Ciro costumava relatar que se dispunha a conversar a pedido de Camilo, um dos participantes do encontro.

Segundo o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, que acompanhou a negociação à distância, Ciro repetia que Camilo está muito preocupado com o cenário político.

"O foco é o Ceará", disse Lupi, sem descartar a costura, a partir dessa conversa, de acordos pontuais entre os dois partidos no segundo turno das eleições municipais.

Segundo relatos, os dois lamentaram o esgarçamento da relação entre os dois. Ciro se queixou dos ataques de parte do PT. Um dos pontos de atrito foi a articulação do PT para inviabilizar a aliança do PSB com o PDT nas eleições presidenciais de 2018.

Ciro, por sua vez, viajou após derrota e se recusou a apoiar a candidatura de Fernando Haddad no segundo turno contra o presidente Jair Bolsonaro. Hoje, os dois reconhecem que a falta de união garantiu a chegada de Bolsonaro ao Palácio do Planalto.



Empresas do Simples Nacional questionam cobrança da Secretaria da Fazenda - PE
Autor
Adriano Roberto

Empresas do Simples Nacional questionam cobrança da Secretaria da Fazenda - PE

Empresários pernambucanos optantes do Simples Nacional que estiverem inadimplentes podem ter suas inscrições bloqueadas pela Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE). A medida vem sendo considerada arbitrária por tributaristas, contadores e, claro, os empreendedores, muitos ainda tentando se recuperar das perdas decorrentes da pandemia do novo coronavírus. A inadimplência levou o governo do Estado a suspender o funcionamento de diversos negócios.

Criado para simplificar a arrecadação dos impostos federais, do ICMS estadual e do ISS, municipal, o Simples estabelece a cobrança de todos eles numa só contribuição mensal e a exigência da Sefaz-PE do pagamento separado da sua parte tem causado surpresa e problemas a muitos empresários.

Um deles, do ramo de alimentação, que preferiu não ser identificado pela reportagem, conta que ficou devedor nos meses de março, abril e maio, auge da pandemia, quando as suas lojas reduziram o atendimento porque os shoppings estavam fechados, e esperava parcelar tudo junto com os meses de maio, junho e julho que tiveram vencimentos prorrogados pelo governo federal, entre agosto e dezembro de 2020.

Mas o empresário recebeu a cobrança do ICMS pela Sefaz-PE dos meses vencidos exigindo o pagamento  à vista. Segundo ele, foi dado um prazo até o final de outubro para a regularização só que no dia 21, sua inscrição estadual foi bloqueada, impedindo seu funcionamento. “Foi uma arbitrariedade gigante. Fiquei sem poder fazer compras porque meus fornecedores não podiam mais emitir notas para minha empresa e tive que correr na Sefaz-PE e pagar, à vista, sem condições de parcelar um imposto que poderia ter pago parceladamente como prevê a lei federal”, reclama.

Ronaldo Fernandes, da Agir 

O Fisco estadual diz estar baseado na Lei 44.650/2017, que prevê o bloqueio da inscrição para os contribuintes que não recolherem o ICMS informado na PGDAS-D por três meses, consecutivos ou não. “Ressaltamos que a Sefaz de Pernambuco, por conta da pandemia, prorrogou o vencimento do ICMS informado pelo contribuinte do Simples Nacional referente aos períodos fiscais de março, abril e maio de 2020, para julho, agosto e setembro de 2020, respectivamente. Destacamos que o contribuinte do Simples Nacional que possui ICMS em aberto, pode parcelar o débito, diretamente na Receita Federal, juntamente com os demais impostos incluídos no Simples Nacional”, explica a Sefaz-PE em nota enviada por sua assessoria de imprensa.

Contradição

Apesar da nota da Fazenda, a realidade tem sido diferente. O empresário contábil, Ronaldo Fernandes, da Agir Assessoria Empresarial, diz que os seus clientes que tentaram fazer o parcelamento, não conseguiram. Pelo contrário, tiveram que pagar o débito à vista. Ele vê falta de solidariedade do fisco estadual para com as micro e pequenas empresas. “Alguns clientes ainda não atingiram nem 50% do que faturavam e não irão recuperar mais. O segmento de bares e restaurantes, por exemplo, está encarando uma mudança de costumes que veio com o isolamento social. As pessoas aprenderam a cozinhar e passaram a conviver e se confraternizar mais dentro de casa, reduzindo as condições das empresas retomarem os valores anteriores”, analisa.

A auditora da Receita Federal e supervisora do Escritório do Simples Nacional no Recife, Conceição Jacó, explica que os Estados e municípios têm autonomia para realizar o controle e a cobrança dos seus impostos devidos separadamente. “Os contribuintes que não pagaram dentro da prorrogação determinada por Pernambuco estão mesmo irregulares e, o atraso dos três meses dá direito ao bloqueio”, afirma, alertando que o bloqueio leva a uma irregularidade no cadastro da empresa que pode permitir ao Estado excluí-la do Simples Nacional.

No entanto, o tributarista Alexandre Albuquerque, do escritório Ivo Barboza e Advogados Associados, observa que o Supremo Tribunal Federal (STF) já emitiu súmula estabelecendo que os Estados não podem adotar medidas que impedem as atividades das empresas, entre elas o bloqueio de inscrições ou a retenção de mercadorias nas fronteiras. 

“É muito injusto impor ao micro e pequeno empresário sanções muito mais duras do que aos demais. Deveria haver um regime favorecido e não desfavorecido. Pode estar na lei, mas está errado e a decisão é do administrador público que impõe uma punição dessas em cima dos pequenos. Nem tudo que é legal é justo”, declara Albuquerque.

Alexandre Albuquerque, advogado

Segundo ele, desde a Constituição Federal o que se propõe é um regime tributário simplificado e unificado e isso se materializou com a criação do Simples Nacional, em 1996, permitindo  o pagamento dos impostos federais, do ICMS e do ISS. Se a lei estadual separa a cobrança dos impostos quebra toda a lógica do sistema. “Tudo deveria ser unificado, não existe um Brasil de Pernambuco, um de Alagoas ou de qualquer outro Estado”, afirma.

Para o advogado, as cobranças dos impostos atrasados devem seguir o rito da execução fiscal, sem imposição de retaliações que podem levar ao fechamento das empresas. “Retaliação cheira a um estado arbitrário.  Se o Estado deve a alguém, o credor tem que cumprir todo o ritual, executar, ir para fila do precatório... Quando se comete uma arbitrariedade, talvez justificável em cima de um devedor contumaz, pode-se cometer excessos sobre quem está em dificuldades”, argumenta.

Em Pernambuco, mesmo com a liberação gradual da economia, as dificuldades permanecem e não se sabe até quando. De acordo com a Receita Federal, existem cerca de 60 mil contribuintes do Simples Nacional no Estado e, desse total, entre 6 mil e 8 mil estão irregulares, ou seja, mais de 10% dos cadastrados no sistema. Informação do blog Movimento Econômico de Patrícia Raposo.



Governo de Pernambuco autoriza retomada das aulas do Ensino Fundamental e Educação Infantil na rede privada
Autor
Adriano Roberto

Governo de Pernambuco autoriza retomada das aulas do Ensino Fundamental e Educação Infantil na rede privada

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Educação e Esportes, anunciou nesta quinta-feira (29), durante coletiva de imprensa, a autorização para o início do processo de retomada das aulas presenciais do Ensino Fundamental (Anos Iniciais e Anos Finais) e da Educação Infantil. O retorno – que neste momento contempla apenas as unidades de ensino da Rede Privada – será realizado por etapas, começando no dia 10 de novembro com as turmas dos Anos Finais (6º ao 9º ano). No dia 17 de novembro, as escolas retomam as aulas dos Anos Iniciais (1º ao 5º ano) e, concluindo o processo, no dia 24 de novembro será a vez dos alunos da Educação Infantil retornarem às escolas. As aulas do Ensino Médio já haviam sido retomadas desde o dia 09 deste mês.

Para o retorno, as instituições de ensino devem continuar observando todas as normas estabelecidas no protocolo setorial da Educação, respeitando regras de distanciamento social, medidas de proteção e prevenção, bem como o monitoramento e orientações e de vigilância epidemiológica. O protocolo traz pontos importantes como o uso obrigatório de máscaras, distanciamento de 1,5 metros em todos os ambientes das escolas, inclusive dos estudantes em sala de aula, lavagem e higienização das mãos e uso do álcool em gel. Além disso, todos que estiverem nas unidades devem ser orientados, monitorados e testados em casos suspeitos, assim como seus contactantes.



Coronel Feitosa se compromete em tornar o Recife a capital mais segura do Nordeste
Autor
Adriano Roberto

Coronel Feitosa se compromete em tornar o Recife a capital mais segura do Nordeste

Na manhã desta quinta-feira (29), o Coronel Feitosa (PSC) realizou uma carreata na Zona Norte do Recife, passando pelos bairros de Casa Forte, Casa Amarela, Torre, Derby, Coelhos, Aflitos e Jaqueira, além das famosas avenidas da Rosa e Silva, Beira Rio e Rui Barbosa.

Na ocasião, o Coronel interrompeu a carreata para falar com alguns de seus apoiadores. Queixas sobre a falta de segurança foram citadas. "Eu não consigo sair tranquila de casa porque todas as vezes tenho medo de ser assaltada, principalmente à noite. Infelizmente não existe segurança em nenhuma parte desta cidade", relatou Suely Rocha.

Comprometido com a segurança do recifense desde o início da sua campanha, o Coronel garantiu que, se eleito, irá cuidar da segurança e fazer da capital pernambucana a mais segura do Nordeste dentro de um ano.

"Eu fui coronel da Polícia Militar, então posso afirmar que entendo de segurança pública. A sensação da falta de segurança constante e a descrença no aparato estatal fazem com que o cenário da cidade seja caótico, com índices alarmantes de criminalidade. No meu governo, isso irá mudar. Irei comandar, pessoalmente, a segurança pública e fazer do Recife a capital mais segura do Nordeste em um ano".

O candidato reafirmou que irá treinar e armar a Guarda Civil Municipal, além de implantar um sistema de segurança eletrônica para melhor monitoramento das áreas do Recife.

"Com menor custo e maior eficácia, vamos instalar esse sistema em todos os pontos da cidade: escolas, hospitais, paradas de ônibus, parques, praças, ruas e avenidas".

Para Feitosa, a falta de segurança é resultante da gestão esquerdista na cidade.

"A insegurança é a marca do socialismo, que corrói o Recife há mais de 2 décadas. Por isso, eu irei varrer o PT e o PSB, dois partidos altamente corruptos e cheios de escândalos. Meu plano de governo estará alinhado com os órgãos de controle para acabar com qualquer possibilidade de corrupção e o desperdício de dinheiro", declarou o Coronel.



TRE-PE proíbe atos presenciais de campanha que causem aglomeração
Autor
Adriano Roberto

TRE-PE proíbe atos presenciais de campanha que causem aglomeração

Diante do aumento de casos de contaminação pelo novo coronavírus e preocupado em preservar vidas, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) determinou, na noite desta quinta-feira (29-10), a proibição, em Pernambuco, de todos os atos presenciais de campanha eleitoral causadores de aglomeração.

Estão suspensos, portanto, em todos os 184 municípios do Estado, eventos como comícios, bandeiraços, passeatas, caminhadas, carreatas e similares, além de confraternizações, inclusive para arrecadação de recursos de campanha. A proibição se estende a eventos no modelo drive-thru.

Pernambuco e o Brasil, assim como outros Estados e países, vivem, atualmente, sob a ameaça da chamada “segunda onda” da covid-19. “O TRE, com a decisão de hoje, mostra o seu compromisso com a saúde e a vida dos cidadãos e cidadãs pernambucanos”, disse o presidente do Tribunal, desembargador Frederico Neves.

A Corte Eleitoral de Pernambuco aprovou a decisão por 6 a 0 (houve uma abstenção). A proposta de proibição dos atos presenciais de campanha foi apresentada em Resolução pelo presidente do TRE-PE, desembargador Frederico Neves. Clique aqui e leia Resolução. O julgamento pode ser acessado no Canal do TRE-PE no YouTube (www.youtube.com/watch?v=qHfbKzKVnjg)

De acordo com a resolução, os juízes eleitorais, no exercício do poder de polícia conferido pela legislação, deverão coibir todo e qualquer ato de campanha que viole a resolução. A resolução também estabelece que as decisões judiciais para restauração da ordem, no que se refere à aglomeração irregular de pessoas e à inobservância das demais medidas sanitárias obrigatórias em atos de campanha, deverão ressalvar que constitui crime de desobediência a recusa ao cumprimento de diligências, ordens ou instruções da Justiça Eleitoral ou a oposição de embaraços à sua execução.

Ao apresentar a proposta de resolução, o presidente do TRE-PE levou em consideração, entre outros fatores, que, na prática, o controle do distanciamento social, do uso de máscaras e de outras precauções tem se revelado absolutamente ineficaz nos atos de campanha eleitoral.

A prova de que as ações do Poder Público não estão surtindo efeito são os vários vídeos de aglomerações que vêm sendo veiculados na imprensa e nas redes sociais.

A resolução também aponta, em seus “considerandos”, dois pontos que merecem ser destacados. Primeiro: A conjuntura de extrema gravidade e incertezas decorrente da pandemia da covid-19 está por exigir postura responsável de todos e, sobretudo, daqueles que almejam ocupar cargos nos Poderes Legislativo e Executivo, responsáveis pela definição e execução de políticas públicas, bem assim da própria Justiça Eleitoral. E o mais importante: a preservação da vida, que está acima de tudo, exige a contribuição de todos.



Bolsonaro diz para Doria arrumar outro para pagar vacina
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro diz para Doria arrumar outro para pagar vacina

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atacar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), nesta quinta-feira (29), criticando a obrigatoriedade da vacina contra Covid-19 e afirmando que não patrocinará o imunizante produzido pela chinesa Sinovac.

"Então, querido governador de São Paulo, você sabe que sou apaixonado por você, sabe disso. Poxa, fica difícil, né? E outra coisa: ninguém vai tomar tua vacina na marra, não, tá ok? Procura outra. E eu, que sou governo, não vai comprar sua vacina também não. Procura outro pra pagar sua vacina", disse Bolsonaro em sua live desta noite.

Em 16 de outubro, Doria afirmou que a vacinação contra o novo coronavírus em São Paulo será obrigatória, exceto para pessoas que apresentem alguma restrição avalizada por um médico. Além de Bolsonaro ser contrário à vacinação obrigatória, ele e Doria protagonizaram nas últimas semanas uma disputa sobre as pesquisas para o desenvolvimento de um imunizante contra o coronavírus.

O presidente chegou a desautorizar um acordo do Ministério da Saúde com o estado de São Paulo para a compra de 46 milhões de doses da Coronavac –desenvolvida por uma farmacêutica chinesa em parceria com o instituto Butantan. Em resposta, Doria classificou de criminosa a atitude de Bolsonaro caso ele negue o acesso a qualquer vacina aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) contra a Covid-19.
Doria é considerado pelo Palácio do Planalto um potencial adversário nas eleições de 2022.

Na transmissão, Bolsonaro disse que deve reeditar na semana que vem o decreto revogado na quarta-feira (28) que colocava UBS (unidades básicas de saúde) no escopo de interesse do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos).

"Revoguei o decreto, fiz uma nota explicando o que era esse decreto, dizendo que nos próximos dias poderia reeditar o decreto, o que deve acontecer na semana que vem", disse o presidente.

Bolsonaro revogou o decreto na tarde de quarta após intensa oposição de parlamentares e entidades ligadas à área de saúde.
Publicado na terça-feira (27), o decreto colocava a atenção primária –porta de entrada do SUS– na mira do programa de concessões e privatizações do governo, e foi recebido com críticas de especialistas e entidades de saúde que disseram temer a privatização de um pilar do sistema.

O texto oficial era assinado por Bolsonaro e pelo ministro Paulo Guedes (Economia) e previa estudos "de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de unidades básicas de saúde". Não havia estimativa de quantas das 44 mil unidades poderiam ser incluídas nessas parcerias.

O principal ponto do projeto, conforme argumentou o PPI na terça, era "encontrar soluções para a quantidade significativa de unidades básicas de saúde inconclusas ou que não estão em operação no país".

Questionado sobre qual seria a contrapartida ao setor privado, o programa disse apenas que a medida estava em análise de possíveis "modelos de negócios".

A ampla oposição de entidades ligadas à saúde a parlamentares e secretários acabou por levar a Presidência a revogá-lo.

Além da reação das entidades, um abaixo-assinado contra o decreto somava até o início da noite de quarta mais de 50 mil assinaturas.

Em vídeo divulgado ainda na terça, o presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Pigatto, disse ver na medida uma privatização dos postos de saúde. Avaliação semelhante sobre os riscos da medida é apontada por Ricardo Heinzelmann, da SBMFC (Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade), que reúne médicos que atuam na atenção básica.

O Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) também saiu em defesa da revogação do decreto e disse que decisões relativas à gestão do SUS não podem ser tomadas de forma unilateral, mas em consenso entre as esferas federal, estadual e municipal.

No Congresso, onde parlamentares foram à internet criticar a medida sob a hashtag #DefendaOSUS, a desconfiança com a norma veio até mesmo de aliados. Informações Folha Press.



PF faz operação em 4 estados contra fraude em centro de tecnologia
Autor
Adriano Roberto

PF faz operação em 4 estados contra fraude em centro de tecnologia

A Polícia Federal (PF) lançou hoje (29) duas operações com o cumprimento de 29 mandados de busca e apreensão em quatro estados. A Operação Silício tem como foco um esquema de corrupção que, segundo as investigações, teria funcionado entre 2011 e 2016 e fraudado contratações do Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec).

O Ceitec é uma empresa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações que fabrica circuitos e soluções em microeletrônica. O centro está sediado em Porto Alegre (RS), uma das cidades onde estão sendo cumpridos os mandados pela PF.

Segundo a PF, uma empresa do ramo de tecnologia se associou a um escritório de advocacia para lavar dinheiro obtido com a sonegação de tributos e pagar propina a servidores do Ceitec. Assim, a companhia privada teria obtido irregularmente um contrato com a empresa pública.

Operação Macchiato

A Operação Macchiato, lançada em conjunto com a Silício, tem como objetivo desmantelar uma organização que, de acordo com a polícia, atuou entre 2014 e 2016 na sonegação de impostos e lavagem de dinheiro. Alguns dos investigados são alvos em ambas as operações. O grupo teria ainda desviado dinheiro de uma instituição financeira através de contratos falsos de prestação de serviços. De acordo com a polícia, dois diretores da instituição financeira foram afastados pela Justiça e R$ 100 milhões foram bloqueados.

Os mandados de hoje são cumpridos nas cidades de São Paulo (SP), Santana de Parnaíba (SP), Vargem Grande Paulista (SP), Jaguariúna (SP), Belo Horizonte(MG), Nova Lima(MG), Machado(MG), Rio de Janeiro (RJ) além de Porto Alegre (RS).

Matéria corrigida às 10h53. Os dois diretores afastados, citados inicialmente no 2° parágrafo, não são da empresa Ceitec. Eles são da instituição financeira investigada na Operação Macchiato, citada no 4° parágrafo.



Em Igarassu emoção marca encontro da professora Elcione com merendeiras
Autor
Adriano Roberto

Em Igarassu emoção marca encontro da professora Elcione com merendeiras

A candidata professora Elcione Ramos (PTB)  tem encontrado profissionais de diversos segmentos de Igarassu, para discutir sobre sua futura gestão. Na tarde desta terça-feira (27/10) , poderia ter sido mais um compromisso de campanha, não fosse pela plateia que a vice-prefeita de Igarassu, conhece de perto.

Logo na entrada a professora foi recebida de forma calorosa pelas mulheres que vivem o dia a dia da educação e viram a transformação das escolas da cidade, nos últimos oito anos da gestão Mário Ricardo (PTB).

E foi o prefeito Mário Ricardo que deu o tom de agradecimento pela lealdade da professora, não só com a gestão mas a sua origem, enquanto profissional e mulher.  “As transformações que Igarassu vive hoje são os frutos de um trabalho, começando pela lealdade da professora Elcione , que cumpriu missões ao meu lado “, disse o prefeito.

A professora Elcione agradeceu as trabalhadoras da educação, desde gestoras, profissionais de serviços gerais e merendeiras. Ela destacou, em tom firme,  sobre o orgulho de ser professora e inserir a profissão no próprio nome.

“ Vivemos uma nova era, uma nova educação, quando assistimos hoje a o que era a pior escola, se transformar e hoje  ter o melhor índice no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) .”

Sobre o futuro, a professora Elcione Ramos fez uma convocação. “ Estou aqui pra convidar vocês pra fazer história , não pra eleger uma mulher , mas nos 485 anos de Igarassu ninguém aqui saiu pra votar numa mulher prefeita “. 

Agora,  está nas mãos do Igarassuense definir o rumo da história que será contada a partir do próximo dia 15 de novembro.



Saúde pública continua gratuita para população é o que revela pasta da Economia
Autor
Adriano Roberto

Saúde pública continua gratuita para população é o que revela pasta da Economia

A eventual concessão da construção e da gestão de Unidades Básicas de Saúde (UBS) à iniciativa privada não afetará a gratuidade do Sistema Único de Saúde (SUS), informou há pouco o Ministério da Economia. 

Em nota, a pasta assegurou que os serviços de saúde pública continuarão 100% gratuitos para a população no modelo em estudo.

De acordo com o Ministério da Economia, o decreto sobre parcerias público-privadas (PPP) assinado ontem (27) pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro Paulo Guedes trata apenas de estudos técnicos.



 DETRAN-PE no feriado do Dia de Finados 2020
Autor
Adriano Roberto

DETRAN-PE no feriado do Dia de Finados 2020

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação - Seduh, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco - DETRAN-PE, informa que na próxima segunda-feira (02), em virtude do feriado do Dia de Finados, não haverá expediente na sede do Órgão, localizado na Estrada do Barbalho, 889 - Iputinga - Recife - PE; nas Unidades de Táxis e Coletivos - DUAT; Circunscrições Regionais de Trânsito - Ciretrans; lojas da Autarquia nos shoppings e nos Expressos Cidadão.

Já as Operações Rota de Fuga e Trânsito Seguro estarão com seus agentes nas ruas para garantir aos cidadãos mais tranquilidade. É importante que cada um faça seu papel. Prudência na hora de dirigir e não fazer uso da mistura fatal álcool e direção.