Blog do Adriano Roberto


Sebastião Oliveira confirma candidatura de vereador de Gravatá
Autor
Adriano Roberto

Sebastião Oliveira confirma candidatura de vereador de Gravatá

O vereador de Gravatá, Léo Giestosa, vai concorrer a uma vaga de deputado estadual nas eleições de outubro. A confirmação aconteceu após reunião realizada, nesta quarta-feira (4), na sede do Partido da República (PR), em Recife.

“Giestosa já pertence ao quadro do PR. Ele está no segundo mandato e representa uma importante liderança. A sua entrada na disputa vai reforçar a presença do partido na região do Agreste”, ressaltou o presidente estadual do PR  e deputado federal licenciado, Sebastião Oliveira.





Autor
Adriano Roberto

Visando ampliar a sua participação junto ao eleitorado do Grande Recife, o Partido da República (PR) segue firme conquistando novos nomes.  Agora, foi a vez do militante da Assembleia de Deus Novo Tempo, Marcos Valério, ingressar no time republicano. Candidato a uma das vagas da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Valério trocou o Partido Social Cristão (PSC) pelo PR.

“A minha área de atuação é o bairro do Ipsep, onde pretendo realizar projetos sociais na área esportiva, visando dar mais oportunidades às crianças e adolescentes que residem em comunidades carentes. É com grande satisfação que ingresso nos quadros do PR”, destacou Valério. 

“Fico muito feliz com a filiação de Marcos Valério. É mais um reforço para o nosso projeto. O Segmento evangélico possui uma importante representatividade na sociedade. O trabalho dele merece ser destacado e conta com o nosso apoio”, ressaltou o presidente regional do PR e deputado federal licenciado Sebastião Oliveira.



Jarbas desmente notícias plantadas (Fake News) sobre sua saída do MDB-PE
Autor
Adriano Roberto

Jarbas desmente notícias plantadas (Fake News) sobre sua saída do MDB-PE

A guerra pelo MDB em Pernambuco ganhou proporções que, partindo de Fernando Bezerra Coelho, já se imaginava aqui no Estado. Se não bastasse a forte pressão da executiva nacional para tomar o partido do deputado Jarbas Vasconcelos, e do vice-governador, Raul Henry, agora os adversários estão armando estratégias para enganar o filiados e a base partidária com Fake News. A mais recente foi a que saiu no blog do jornalista Ricardo Noblat, da revista Veja, que foi prontamente desmentida por Jarbas. Veja a  postagem e a resposta do deputado abaixo:

Resposta de Jarbas:

“Não faz o menor sentido a informação de que estou de saída do MDB. Como já é de conhecimento público travo uma batalha jurídica ao lado de Raul Henry, presidente estadual do PMDB de PE, e demais companheiros, para evitar o ato truculento e antidemocrático que atualmente o presidente nacional do partido, o senhor Romero Jucá, de dissolver o diretório estadual e assim servir ao seus interesses. Confio na Justiça de Pernambuco e do País e sigo acreditando que ela irá se fazer presente para evitar tamanha violência dentro do partido que ajudei a fundar e no qual milito há mais de 40 anos. A divulgação desse tipo de informação, assim como a publicação nesta semana de novas resoluções internas do partido, são frutos de mais uma estratégia de Jucá de fraudar e burlar a Justiça, e colocar seus planos escusos em prática visando as eleições deste ano.”

Deputado Jarbas Vasconcelos



Forte pressão das forças armadas coloca STF na berlinda
Autor
Adriano Roberto

Forte pressão das forças armadas coloca STF na berlinda

O comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Villas Bôas, afirmou nesta terça-feira que a instituição "julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade". A declaração foi realizada na véspera do julgamento, no Supremo Tribunal Federal (STF), do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em sua conta no Twitter, Villas Bôas disse que o Exército também defende o "respeito à Constituição, à paz social e à Democracia", e que a instituição "se mantém atenta às suas missões institucionais".

O general ainda destacou que, "nessa situação que vive o Brasil", é preciso questionar às instituições e ao povo quem "está pensando no bem do país" e "quem está preocupado apenas com interesses pessoais".

Imediatamente vários comandados das diversas regiões militares do país, incluindo o interventor do RJ e o juiz da Lava-Jato se solidarizaram com o General o que nos dá uma ideia de que os militares estão passando para a população que estão prontos para agir. Veja abaixo o twitter de Villas Bôas e seus comandados:

 

 



Morre Humberto Barbosa ex-prefeito de Surubim aos 83 anos
Autor
Adriano Roberto

Morre Humberto Barbosa ex-prefeito de Surubim aos 83 anos

Faleceu às 16h10 desta terça-feira (3), o ex-prefeito de Surubim, Humberto da Mota Barbosa. O político morreu em casa por complicações causadas pela doença de Alzheimer. O quadro de saúde dele piorou há cerca de uma semana após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Humberto foi prefeito de Surubim, duas vezes: de 1989 a 1992 e de 2001 a 2004. As gestões foram marcadas por obras que tiveram grande impacto na época, como a construção da cobertura do pátio da feira de frutas e verduras, com um telhado de aproximadamente 2.500 m² e as primeiras ruas asfaltadas da cidade. Outra ação de destaque, foi o resgate das festas juninas no Centro.

Filho de Arlinda da Mota Barbosa e José de Souza Barbosa, ele nasceu no dia 17 de julho de 1934. Era casado com Lêda Medeiros, com quem teve cinco filhos: Márcia, Carmen Lêda, Adriana, Humberto Filho e Castro Neto. A política é tradição na família desde o avô, o Major Presciliano da Mota Silveira, que foi vereador de Surubim. Humberto também era sobrinho do ex-prefeito e ex-deputado estadual Nelson Barbosa, irmão do ex-vice-prefeito Fernando Barbosa e do ex-deputado estadual Geraldo Barbosa, falecido há quase um ano.

Com o irmão Geraldo, foi sócio de usinas de beneficiamento de algodão em Surubim e Guanambi (BA). Também mantinham sociedade na GM Barbosa Empreendimentos Ltda, que gerencia a Rádio Integração FM. Ainda como empresário, era dono do Shopping 17 de Julho, uma galeria de lojas no Centro da cidade. Além dessas atividades, era pecuarista.

A prefeita Ana Célia, que foi vice dele, na segunda gestão, decretou luto oficial de três dias no município. O velório acontece na residência da família, na Fazenda Santo Antônio, às margens da Rodovia PE-90, na comunidade de Lagoa da Vaca, de onde o féretro sairá às 16h desta quarta-feira (4), para  sepultamento no Cemitério São José, em Surubim.



Grupo das Oposições realiza último grande ato “Pernambuco Quer Mudar” em Ipojuca
Autor
Adriano Roberto

Grupo das Oposições realiza último grande ato “Pernambuco Quer Mudar” em Ipojuca

O Grupo das Oposições em Pernambuco, liderado pelos senadores Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (PMDB), os ministros Fernando Filho (Minas e Energia) e Mendonça Filho (Educação), o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) e os ex-governadores João Lyra Neto (PSDB) e Joaquim Francisco (PSDB) realiza, no próximo sábado (07/04), em Ipojuca, na Região Metropolitana, o quarto e último grande ato político.

O evento ocorrerá no Centro de Convenções do Hotel Armação (PE-09, Porto de Galinhas), a partir das 9h30. Em pauta, os rumos do Estado e a necessidade de Pernambuco mudar.

*Serviço:*

*“Pernambuco Quer Mudar”*

*Data:* Sábado, 07/04

*Local:* Centro de Convenções do Hotel Armação (PE-09, Porto de Galinhas)

*Horário:* 9h30



Sebastião Oliveira nomeia novo presidente do PR de Paulista
Autor
Adriano Roberto

Sebastião Oliveira nomeia novo presidente do PR de Paulista

Filiado ao Partido da República (PR) desde 2016, Jucier Fernando recebeu, nesta terça-feira (3), o aval do presidente regional da sigla,  Sebastião Oliveira, para presidir a Executiva Municipal do PR de Paulista. 

Além de ser contemplado com o comando do partido no município, Jucier, que é presidente da Associação dos Moradores do Bairro do Fragoso, também garantiu o apoio à sua candidatura a deputado estadual.

“Estou focado e vou trabalhar para fortalecer o Partido da República em Paulista. Sou candidato para representar os anseios dos moradores do Fragoso. O nosso bairro possui 328 ruas e milhares de moradores”, explicou Fernando. 

“Nossa meta é trazer nomes que estejam totalmente engajados com o nosso partido. Cada vez mais, o PR se fortalece e mais pessoas chegam para agregar”, ressaltou Sebastião Oliveira.



Só restará reação armada, diz general sobre possível decisão do STF
Autor
Adriano Roberto

Só restará reação armada, diz general sobre possível decisão do STF

O general de Exército da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa afirmou que, se o Supremo Tribunal Federal (STF) deixar Luiz Inácio Lula da Silva solto, estará agindo como "indutor" da violência entre os brasileiros, "propagando a luta fratricida, em vez de amenizá-la". Lessa foi além. Disse que, se o tribunal permitir que Lula se candidate e se eleja presidente, não restará outra alternativa do que a intervenção militar. "Se acontecer tanta rasteira e mudança da lei, aí eu não tenho dúvida de que só resta o recurso à reação armada. Aí é dever da Força Armada restaurar a ordem. Mas não creio que chegaremos lá."
 
As declarações de Lessa se inserem na onda de manifestações de oficiais generais da reserva contra a concessão de habeas corpus para impedir a prisão de Lula e a possibilidade de o petista se candidatar à Presidência. "Nosso objetivo principal nesse momento é impedir mudanças na lei e colocar atrás das grades um chefe de organização criminosa já julgado e condenado a mais de 12 anos de prisão que, com o respaldo desse supremo fortim (o STF), tem circulado livre e debochadamente por todo o território nacional, contando mentiras, pregando o ódio e a luta de classes", escreveu o general Paulo Chagas, que é pré-candidato ao governo do Distrito Federal.
 
Lessa já havia se manifestado na semana passada à Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, quando também foi enfático. Disse que a confrontação não será pacifica. "Vai ter derramamento de sangue, infelizmente é isso que a gente receia." E acrescentou que essa crise "vai ser resolvida na bala." Nesta segunda-feira, 2, à reportagem, disse: "O que querem no momento é abdicar da Justiça e fazer politicagem na mais Alta Corte do País."
 
Lessa foi comandante militar do Leste e da Amazônia e presidiu o Clube Militar. "Vejo o general Villas Bôas (comandante do Exército) preocupado com a estado atual e defendendo solução pela via democrática, constitucional, pois a interferência das Forças Armadas, sem dúvida, vai causar derramamento de sangue.
 
"No mesmo sentido, Chagas afirmou que se "as Forças Armadas se julgarem na obrigação de agir, haverá muito mais sangue do que o das 60 mil vítimas anuais da violência, porque, dessa vez, somam-se aos interesses globalistas, políticos e ideológicos, os do crime organizado."
 
O Exército informou que as declarações de Lessa representam a "opinião pessoal" dele. "O Exército brasileiro pauta sua atuação dentro dos parâmetros legais balizados pela Constituição Federal e outras normas que regem o assunto." O STF disse que não se manifestaria sobre o caso. Com informações do Estadão Conteúdo.


Se eles não me deixarem falar, falarei pela boca de vocês, diz Lula
Autor
Adriano Roberto

Se eles não me deixarem falar, falarei pela boca de vocês, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, na noite desta segunda-feira, 2, que sua atuação política continuará por meio de seus apoiadores, sob quaisquer circunstâncias. "Se eles não me deixarem de falar, falarei pela boca de vocês. Andarei com as pernas de vocês. Se meu coração parar de bater, baterá pelo coração de vocês", declarou, em discurso durante ato público no Rio, a dois dias do julgamento de seu habeas corpus pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula fez elogios aos presidenciáveis Manuela D'Ávila (PCdoB), presente ao ato, e Guilherme Boulos (PSOL). "Isso aqui (a esquerda) não é uma seita, que todo mundo tem que pensar igual. Ter Manuela e Boulos como candidatos é um luxo."
Dirigindo-se à família da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no dia 14 e também homenageada durante o ato, Lula afirmou que o pensamento da parlamentar seguirá vivo. "Eles pensam que matando a carne acabam com a pessoa. Mas não acabam com os sonhos e as ideias."

O compositor Chico Buarque (que não discursou) e parlamentares de PT, PSOL, PSB, PDT, PCO e PCdoB participaram do ato no Circo Voador, chamado "Em defesa da democracia - Justiça para Marielle". Cerca de 2 mil pessoas lotaram a casa de espetáculos. Com informações do Estadão Conteúdo.



Vereador Bena Junior, de Cupira, deixa PSDB e se filia ao PR
Autor
Adriano Roberto

Vereador Bena Junior, de Cupira, deixa PSDB e se filia ao PR

O Partido da República (PR), de Pernambuco, começou a semana recebendo um novo membro.  Na manhã desta segunda-feira (2), o deputado federal licenciado e presidente estadual d PR, Sebastião Oliveira,  abonou a filiação de Bena Júnior.  Vereador de Cupira com quatro mandatos e ex-secretário municipal, Bena concorrerá a deputado estadual na próximas eleições de 2018.

Vereador de 4 mandatos na cidade Cupira, Bena Junior já foi secretário de agricultura por 4 anos e agora está pleiteando uma vaga na Assembleia Legislativa. Além de representar a região, Bena quer ser um representante dos trabalhadores rurais naquela casa legislativa e levar os pleitos dos agricultores para que sejam feitas leis de interesse da classe. 

“O nosso objetivo é reforçar cada vez mais o nosso partido, que vai entrar forte nas eleições de outubro.  A meta é ampliar a participação do PR, na Assembleia Legislativa. Hoje, o Partido da República é o segundo em número de prefeituras em Pernambuco”, destacou Sebastião Oliveira, que está prestes a reassumir o seu mandato de deputado federal.



Ministros usam visibilidade do cargo em eventos para fazer campanha
Autor
Adriano Roberto

Ministros usam visibilidade do cargo em eventos para fazer campanha

Do Estadão - Os ministros que deixam o governo até o dia 7 de abril para disputar as eleições tentam aproveitar os momentos finais de visibilidade no cargo agendando eventos públicos em seus redutos eleitorais ou em Brasília, alguns com a presença do presidente Michel Temer. De saída na reforma ministerial da próxima semana, eles usam o palanque oficial para anunciar os últimos investimentos de suas pastas e fazer balanços de gestão.

Onze ministros intensificaram agendas de rua nas últimas semanas ou agendaram eventos de grande porte para marcar a saída do ministério. O presidente e o ministros negam conotação eleitoreira nas cerimônias.

Interessado em tentar disputar a reeleição em outubro, Temer chegou a dar tom de despedida a algumas cerimônias. Em três discursos, o presidente escolheu um ministro diferente para dizer que fora sua “melhor escolha”, embora considere que tenha “acertado a mosca” em todos os ministérios.

O presidente planeja intensificar eventos abertos e dar sequência às viagens pelo País. Na quinta-feira, no mesmo dia em que a Polícia Federal prendeu três de seus mais próximos aliados, Temer inaugurou o novo terminal do Aeroporto de Vitória (ES), com despedida do ministro dos Transportes, Mauricio Quintella Lessa, deputado licenciado pelo PR em Alagoas.

Na semana passada, os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Helder Barbalho (Integração Nacional), Ricardo Barros, Fernando Coelho Filho e Mendonça Filho pegaram carona na comitiva de Temer que foi inaugurar uma obra de irrigação em Xique-Xique (BA) e visitar o polo industrial de Goiana (PE).

Os ministros-candidatos passaram a concentrar compromissos oficias em seus redutos, além de reforçar a destinação de verbas, desde que Temer anunciou a reforma ministerial, no fim do ano passado. A maioria dos ministros, porém, relutou em deixar o governo em dezembro e pediu ao presidente para permanecer no cargo até o início de abril. Levantamento publicado pelo Estado, com base no portal Transferências Abertas, mostrou que sete ministros com a intenção de entrar na corrida eleitoral incrementaram o valor autorizado para projetos e obras nos seus respectivos redutos eleitorais.

Em anos eleitorais, ações governamentais com mais apelo costumam ser promovidas no primeiro semestre. Isso ocorre por restrições legais. Não são permitidos, nesse período, gastos com propaganda acima da média dos três anos anteriores.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve ficar mais rigoroso na análise de casos de suspeitas de propaganda antecipada, segundo o Estado apurou com integrantes do tribunal. A expectativa é de que a Corte Eleitoral endureça o entendimento de propaganda antecipada.

Máquina. Para um magistrado ouvido reservadamente pelo Estado, a movimentação de ministros faz parte do uso legítimo da máquina pública, que não pode parar – o que deve ser vedado, avalia, é o abuso de conduta que visa à extração de dividendos eleitorais, o que só ficaria mais claro quando os políticos oficializarem as candidaturas.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy (PP), que avalia se candidatar à reeleição como deputado por Goiás, diz que a agenda institucional é desvinculada de objetivos eleitorais. “Nós estamos acelerando essa agenda para promover investimentos, mas nada tem a ver com o calendário político-eleitoral”, afirmou o ministro, após lançar no Planalto financiamento da ordem de R$ 1,9 bilhão com recursos do FGTS.

O ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), afirmou que percorreu o País e não só Pernambuco, Estado pelo qual deve disputar novo mandato parlamentar nas próximas eleições. “Por que devo excluir Pernambuco? Visitei praticamente todos os Estados em menos de dois anos”, disse ele.