Blog do Adriano Roberto


Coluna do Adriano Roberto de quinta, 07/01/2021
Autor
Adriano Roberto

Coluna do Adriano Roberto de quinta, 07/01/2021

Tempos difíceis e as grandes empresas de comunicação ajudam

Estamos vivendo tempos onde as informações são bombardeadas por todos os lados e muitas vezes sem muita credibilidade nas divulgações. A chegada da internet e seus vários aplicativos nos remeteram a uma nova seara de clareza da verdade, da realidade, que não permite mais uma mentira ser colocada como notícia. A chamada “Fake News” é logo checada e confirmada como inverídica na rede conectada.

Mas a polarização mundial entre esquerdistas e direitistas promoveu uma virada de jogo na ordem natural das fontes. Antes da internet, os grandes veículos de imprensa eram os que detinham a grande credibilidade, mas agora são essas grandes corporações que sofrem com o descrédito público. Aqui no Brasil os profissionais já não conseguem trabalhar em paz, por conta do exagero no posicionamento radical das linhas editorais nas empresas contra o presidente Bolsonaro.

Mas esta narrativa contra o “conservadorismo” (nome que o mainstream faz questão de ocultar) não está colando, na análise e no pensamento do povão e isso se estende para as principais democracias do mundo. A França vive um eterno inferno astral com os chamados coletes amarelos e agora vemos toda essa reação dos americanos pedindo eleições limpas no país, diante de algumas evidencias de fraude na apuração do último pleito presidencial. A imprensa americana fala uma coisa, mas os cidadãos americanos estão sentindo outra completamente oposta.

Quando olhamos para os acontecimentos daqui, vemos o mesmo cenário, que pode se tornar tão perigoso quanto lá fora. Ou os grandes órgãos de imprensa param de insistir nas narrativas fora da realidade ou vão incitar a população a tomar as ruas e as instituições governamentais para mostrar que ninguém vai se deixar enganar mais e quem manda é o povo, como bem fala o primeiro artigo da nossa constituição. Quando escutei ontem todas as grandes TVs dizerem que os americanos estavam invadindo o Congresso Americano eu me perguntei imediatamente: como numa democracia o povo pode invadir uma casa que é do próprio povo?

Calma Joãozinho – O prefeito do Recife, João Campos, assegurou, em entrevista ao Bom Dia Pernambuco, que poderá implantar um plano de vacinação municipal independente, “caso o governo federal não distribua os imunizantes para as cidades”. Será que ele não sabe que a União sempre teve programa de vacinação muito competente e que sempre contou com a parceria de Estados e Municípios em todo país? Calma Joãozinho!

Instituto que aumenta o IDEB– Aumentar o IDEB e qualificar professores da rede municipal de educação, essa é a especialidade do Instituto Verbus, formado por professores cientistas da UFPE. Com esse produto a ser oferecido aos prefeitos e secretários de educação dos municípios, eles promovem cursos pelo municípios para ajudar os gestores a conquistar melhores índices na educação.

Passaram a mão grande – O prefeito eleito, Padre Joselito entrou na Prefeitura de Gravatá e sentiu falta de vários objetos que lá existiam. Diante do olhar atônito do novo prefeito, servidores efetivos que ali trabalham não esperaram nem a pergunta e já foram logo falando: “levaram tudo, na mão grande prefeito!”

 

Não se governa sem toma lá dá cá – O empresário Salim Mattar, que deveria ter sido o ministro das privatizações e foi escorraçado do cargo falou com todas as letras, em entrevista ao Direto ao Ponto do Augusto Nunes, - “muitos projetos do Paulo Guedes e do presidente Bolsonaro não aconteceram porque os congressistas não deixaram, sem o toma lá dá cá não se governa esse país!”

Aéreas em alta – A recuperação do setor do Turismo é visível para todos os brasileiros que frequentam os aeroportos no País. A companhia Azul apresentou recuperação de 77% das operações do mesmo período de 2019.  A GOL Linhas Aéreas e a Latam também tiveram números melhores, com 53,2% e 48,3%, respectivamente. Xô Lockdown!

Quem responderá – Será que o povo americano inspira o daqui a dar uma chegadinha num prédio da praça dos três poderes?



Setor aéreo dá sinal de recuperação importante para o Turismo no Brasil
Autor
Adriano Roberto

Setor aéreo dá sinal de recuperação importante para o Turismo no Brasil

A recuperação do setor do Turismo é visível para todos os brasileiros que frequentam os aeroportos no País. Após a drástica queda no número de voos em virtude das medidas restritivas impostas como forma de combate à disseminação da Covid-19, há companhias aéreas com operação no Brasil que possuem voos com procura igual ou até maior do que a de antes da pandemia. A expectativa é de que os níveis de operação doméstica possam se equiparar aos de 2019 ainda no primeiro semestre de 2021.

Com 800 voos por dia, a Azul Linhas Aéreas já opera com 85% da sua capacidade. Por conta disso, a companhia encerrou um acordo de redução de jornada de seus tripulantes em dezembro de 2020, para que fosse possível atender à crescente demanda. O acordo, firmado em junho de 2020, era válido até dezembro de 2021 e previa inclusive redução salarial dos aeronautas. Apoiadas pelo Governo Federal com a edição de Medidas Provisórias que mediaram as relações trabalhistas e ajudaram a organizar o fluxo de caixa, as companhias se organizaram rapidamente, primeiro para sobreviver no auge da crise, depois para voltar rapidamente ao trabalho.

Em outubro de 2020, a demanda de passageiros por voos nacionais aumentou em 31,3% na comparação com o mês anterior. “Acreditamos na retomada do Brasil e por isso somos a empresa que mais voou na América Latina em 2020 e a segunda mais rápida na recuperação pós crise no mundo. Tudo isso seguindo os mais altos padrões de segurança sanitária. Vemos o turismo sendo o mais importante vetor na retomada e vamos seguir crescendo para conectar cada vez mais o Brasil”, ressalta Fabio Campos, vice-presidente da Azul. Neste recorte do ano de 2020, entre outubro e novembro, a companhia apresentou recuperação de 77% das operações do mesmo período de 2019.  A GOL Linhas Aéreas e a Latam também tiveram números melhores, com 53,2% e 48,3%, respectivamente, do que haviam operado no ano anterior. Os números são do FlightRadar24 e apontam o Brasil como líder da recuperação da aviação no Ocidente.

Em janeiro de 2021 o Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte, opera com aproximadamente 80% de sua capacidade pré-pandemia, e oferece voos para 37 destinos, número próximo aos 45 destinos oferecidos antes da Covid-19. Há também aeroportos que estão com mais demanda do que tiveram no mesmo período de 2019, como o Aeroporto de Recife, que no feriado de 12 de outubro já operava com 100% de sua capacidade.

Atuando extraordinariamente no mercado doméstico durante a pandemia, a Embratur preparou uma campanha de circulação nacional com o mote “ser brasileiro é estar sempre perto de um destino incrível”, que reforça as qualidades turísticas que podem ser encontradas em território nacional. “Após a pandemia voltaremos a trabalhar promovendo as belezas do Brasil no exterior, com o objetivo de garantir mais viajantes estrangeiros ao País. Agora, estamos trabalhando para garantir que o trade do turismo consiga se recuperar, o que ocorrerá primeiro com as viagens domésticas”, explica Carlos Brito, presidente da Embratur - Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo.

Nesse sentido, medidas restritivas que vem sendo aventadas por algumas autoridades políticas devem ser evitadas. O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, tem feito reiterados apelos para evitar novos lockdowns. “Não podemos deixar milhares de chefes de família em todo o país sem seu ganha-pão. Perdemos aproximadamente 25% dos postos de trabalho, índice menor do que observado em outros destinos, como o Caribe, com 70%. E isso só foi possível graças a agilidade e liderança do presidente Jair Bolsonaro, mas esse número é ainda alarmante. Não podemos nos dar ao luxo de permitir passivamente o fechamento de atividades fundamentais para a sobrevivência de milhões de famílias”, sustenta o ministro.



Instituto Verbus promove curso para gestores nos municípios
Autor
Adriano Roberto

Instituto Verbus promove curso para gestores nos municípios

Aumentar o IDEB e qualificar professores da rede municipal de educação é nossa especialidade! Gostaria de falar contigo, prefeito, sobre esse produto a ser oferecido aos gestores e secretários de educação dos municípios. Trata-se de um produto atualizado e muito diferente de tudo que já foi apresentado até agora. Confira e entre em contato. Estamos prontos a atender:



Universidade de Pernambuco abre processo seletivo com 163 vagas
Autor
Adriano Roberto

Universidade de Pernambuco abre processo seletivo com 163 vagas

A Universidade de Pernambuco (UPE) está com uma seleção simplificada para preenchimento de 163 vagas temporárias de professor auxiliar de ensino superior, sendo que 5% foram reservadas para pessoas com deficiência. As inscrições serão encerradas no dia 12 de janeiro de 2021.

As vagas são para profissionais que tenham interesse em atuar nos campi da cidade do Recife e de Nazaré da Mata, Palmares, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Serra Talhada e Petrolina, localizados no estado do Pernambuco. As posições contam com salários de R$ 2.093,40 para 30 horas de trabalho semanais.Os profissionais selecionados atuarão nos cursos de Administração, Engenharias, Educação Física, Ciências Biológicas, Enfermagem, História, Marketing, Medicina, Odontologia, Letras, Biologia, Matemática, Serviço Social, entre outros.

Processo Seletivo

Os candidatos devem se inscrever diretamente no site da universidade. Não há taxa de inscrição e a seleção tem validade de dois anos, sendo prorrogável. O processo seletivo terá etapa única, de caráter classificatório e eliminatório, que consistirá na avaliação curricular.

Além do Currículo Lattes, o profissional deverá anexar a documentação comprobatória no ato da inscrição. A lista de documentos necessários, assim como os requisitos de avaliação curricular, estão disponíveis no edital.



Queda na doação de sangue devido à pandemia preocupa hemocentros
Autor
Adriano Roberto

Queda na doação de sangue devido à pandemia preocupa hemocentros

Preocupados com os níveis dos estoques de sangue e de hemoderivados, hemocentros de diferentes regiões do Brasil estão tentando sensibilizar a população para a importância da doação de sangue.

A habitual preocupação com os estoques, principalmente durante o período de festas de fim de ano e férias de verão, este ano foi potencializada pelas mudanças comportamentais impostas pela pandemia da covid-19, que afastou muitos doadores ao longo do ano passado.

O Ministério da Saúde ainda não tem os números consolidados, mas estima que, em 2020, o medo da doença que, no Brasil, matou 197,7 mil pessoas até essa terça-feira (5), pode ter causado uma diminuição da ordem de 15% a 20% no total de doações de sangue em comparação a 2019.

No Rio de Janeiro, mesmo com todos os esforços e campanhas para atrair novos voluntários, o HemoRio (Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti) contabilizou uma queda de 4,4% no número de bolsas de sangue coletadas: foram cerca de 78.400 unidades, em 2020, contra aproximadamente 82 mil bolsas, em 2019.

Segundo o Ministério da Saúde, não houve registros de desabastecimento ao longo de 2020. Fato que, segundo representantes de hemocentros consultados pela Agência Brasil, pode ter ocorrido devido à adoção de medidas preventivas, como a suspensão temporária de cirurgias eletivas. Mesmo assim, houve situações em que o ministério precisou acionar o plano nacional de contingência e transferir milhares de bolsas de sangue de unidades da Federação em situação mais folgada para outras onde o nível dos estoques era considerado crítico.

“O principal risco deste cenário seria um possível desabastecimento de sangue e o consequente comprometimento da assistência”, informou o ministério em nota enviada à Agência Brasil. O desabastecimento colocaria em risco a vida de pessoas que precisam receber transfusão de sangue ao serem submetidas a tratamentos, cirurgias e procedimentos médicos complexos, ou que tratam os efeitos de anemias crônicas, complicações da dengue, da febre amarela ou de câncer.

Na nota que enviou à reportagem, o ministério também garantiu que está acompanhando a situação nos maiores hemocentros estaduais para, se necessário, adotar as medidas que minimizem “o impacto de eventuais desabastecimentos de sangue”.

“Através das ações e providências já tomadas pelo ministério, junto com as ações locais realizadas pelos estados, como a mobilização e sensibilização de doadores e estratégias para a redução do consumo de sangue, a situação tem se mantido estável”, garantiu a pasta – que afirma ter investido, em 2020, R$ 1,680 milhão em projetos de ampliação, reforma e qualificação da rede de sangue e hemoderivados, além da compra de medicamentos e equipamentos. Em 2019, foram investidos R$ 1,548 milhão.

Amazonas

Após coletar, em 2020, 4,6% menos bolsas de sangue do que em 2019 (foram 51.800 doações contra 54.300), a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) começou o ano com metade do volume que considera ideal em termos de estoque.

A maior preocupação é com o volume armazenado de sangue do tipo O+, que representa cerca de 70% da demanda estadual, e com todos os de fator RH negativo, menos comuns entre a população brasileira e, portanto, mais difíceis de obter. 

Infográfico mostra bancos de sangue no DF em janeiro de 2021.
 

“A pandemia afastou significativamente as pessoas [dos postos de coleta], principalmente em meados de março, abril e maio [de 2020], quando o estoque caiu cerca de 40%”, informou a Hemoam à Agência Brasil. “Para dar conta de toda demanda diária, precisamos do comparecimento de 200 a 250 doadores por dia. Ultimamente esse número está na média de 100 doadores”, acrescentou o órgão em uma mensagem divulgada pelas redes sociais.

Responsável por distribuir sangue para 27 unidades de saúde públicas e privadas de Manaus e para 42 outras cidades amazonenses, a fundação tem mais de 500 mil voluntários cadastrados; mas apenas 150 mil dessas pessoas doam sangue regularmente.

Ceará

Devido às restrições de segurança, como o distanciamento social, a maioria dos hemocentros do país adotou medidas como o agendamento prévio de doações, além de reforçarem os cuidados com a higiene dos postos de coleta de sangue. Ainda assim, o impacto da pandemia se fez sentir.

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), por exemplo, recebeu, em 2020, 92.524 doações de sangue, enquanto, em 2019, foram coletadas 101.066 bolsas de sangue. O Hemoce garante que o menor número de doadores em função da pandemia não chegou a comprometer o atendimento das cerca de 480 unidades de saúde cearenses, e que chegou até mesmo a fornecer bolsas de sangue para outros estados, como Minas Gerais, Paraná, São Paulo e Sergipe.

Embora, atualmente, os estoques se encontrem dentro do que o centro classifica como “margem de segurança” para atendimento, o Hemoce segue usando as redes sociais para incentivar as doações.

Distrito Federal

No Distrito Federal, os níveis dos estoques da Fundação Hemocentro de Brasília de dois dos oito tipos sanguíneos mais comuns são considerados críticos. “O ano de 2021 começou com os estoques de O positivo e O negativo em níveis baixos”, informou o órgão responsável por garantir o fornecimento de sangue e seus componentes para a rede de saúde pública local. A quantidade de sangue tipo B- disponível nessa segunda-feira (4) também era considerada baixa. 

Infográfico mostra bancos de sangue no DF em janeiro de 2021.
 

Segundo a fundação, entre janeiro e dezembro de 2020, os postos de coleta receberam pouco mais de 47,5 mil doações de sangue. Menos que as 51 mil doações registradas no mesmo período de 2019. Já transfusões foram realizadas 72 mil no ano passado, contra 76 mil em 2019.

A fundação afirma ter “estoques estratégicos” para abastecer toda a rede pública e os hospitais conveniados do Distrito Federal por até sete dias, dependendo do hemocomponente (hemácia, plasma ou plaqueta) em caso de falta de doadores.

São Paulo

Vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e responsável por abastecer a mais de 100 instituições de saúde da rede pública paulista, a Fundação Pró-Sangue coletou, em 2020, 108.707 bolsas de sangue. O resultado é não só inferior ao registrado em 2019, quando foram coletadas 114.050 bolsas, como mantém a tendência de queda dos últimos cinco anos.

Ano Coleta de bolsas de sangue (Fundação Pró-Sangue)
2015 131.068
2016 124.063
2017 123.851
2018 118.997
2019 114.050
2020 108.707

 

A preocupação da fundação é que, geralmente, em janeiro, o número de doações caem ainda mais, podendo chegar a um resultado 30% inferior à média mensal por conta das férias de verão. Neste início de 2021, os níveis dos estoques de sangue do tipo B- e O- já estão em situação crítica, enquanto os dos tipos O+ e A- colocaram a fundação em alerta.

“Os tipos O- e O+ estão sempre críticos”, acrescentou a Pró-Sangue, em nota em que explica que o sangue do tipo O+ é o mais demandado, por ser o mais comum entre a população brasileira e compatível com todos os outros tipos positivos. Já o O-, além de menos comum, é muito usado em atendimentos médicos emergenciais por ser compatível com outros tipos sanguíneos, independente de serem positivos ou negativos.

Segurança

O Ministério da Saúde garante que os hemocentros de todo o país estão preparados para receber os doadores com segurança, sem aglomerações, e em conformidade com as recomendações das autoridades sanitárias. A maioria, senão a totalidade dos postos de coleta, está funcionando com atendimento pré-agendado, de maneira que vale a pena o interessado consultar, na internet, a página ou as redes sociais do hemocentro do estado em que reside.

Para doar, o candidato tem que ter entre 16 e 69 anos de idade - menores de 18 anos precisam do consentimento formal dos responsáveis. O voluntário deve pesar mais que 50 kg e apresentar-se munido de documento oficial com foto. Pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente.

O procedimento para doação de sangue é simples, rápido e totalmente seguro. Não há riscos para o doador, porque nenhum material usado na coleta do sangue é reutilizado, o que elimina qualquer possibilidade de contaminação. 

Cada voluntário pode doar sangue até quatro vezes ao ano, no caso de homens, e três vezes caso se trate de uma mulher, com intervalos mínimos de, respectivamente, dois e três meses. Para checar outras restrições, recomendações e informações, acesse a página do Ministério da Saúde.



CUT-PE divulga nota repudiando demissão de Áureo Cisneiros do Sinpol
Autor
Adriano Roberto

CUT-PE divulga nota repudiando demissão de Áureo Cisneiros do Sinpol

A DEMISSÃO DE ÁUREO CISNEIROS É UM ATAQUE AO MOVIMENTO SINDICAL

A CUT-Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco e o Fórum dos Servidores Estaduais vêm a público repudiar a demissão do sindicalista Áureo Cisneiros, por parte do governo Paulo Câmara, numa lamentável tentativa de criar o medo e garrotear o movimento sindical.

O governo, que diz pertencer ao campo democrático popular, contraditoriamente se apega a uma lei de 1972, instituída num período de terror e de perseguição aos que lutavam por liberdade, igualdade e democracia, e a aplica numa autoritária intimidação antisindical.

Áureo Cisneiros é ex-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Pernambuco – SINPOL/PE, esteve a frente de importantes lutas de sua categoria, representou seu Sindicato no Fórum dos Servidores Estaduais, é uma liderança conhecida em todo estado de Pernambuco, inclusive, também, por ter colocado seu nome para disputa de cargo eletivo em processos eleitorais.

A criminalização dos movimentos sociais instituída pelo (des)governo Bolsonaro é um caminho nocivo, antidemocrático e vai na contramão dos avanços duramente conquistados na Constituição de 1988. Portanto, a CUT e o Fórum não vão se omitir diante de agressões dessa envergadura e desde já chama o governo Paulo Câmara para rever essa demissão injusta. A CUT e suas entidades filiadas, bem como as entidades sindicais integrantes do Forum dos Servidores Estaduais esperam um posicionamento que pese o lado da democracia, das garantias da ação sindical e da negociação.

Defendemos a garantia do emprego, da democracia, da liberdade e da autonomia sindical.

*PELA REVISÃO DA DEMISSÃO DO COMPANHEIRO ÁUREO CISNEIROS*!

CUT PERNAMBUCO

FÓRUM DOS SERVIDORES ESTADUAIS

Recife, 05 janeiro de 2021

A imagem pode conter: texto que diz


Auxílio: Caixa libera parcelas dos Ciclos 5 e 6, dos nascidos em abril
Autor
Adriano Roberto

Auxílio: Caixa libera parcelas dos Ciclos 5 e 6, dos nascidos em abril

A Caixa realiza, nesta quarta-feira (6), mais uma etapa de saque em dinheiro do Auxílio Emergencial e do Auxílio Emergencial Extensão.

Cerca de 3,4 milhões de beneficiários dos Ciclos 5 e 6, nascidos em abril, poderão sacar ou transferir o saldo da Poupança Social Digital. Os recursos creditados são da ordem de R$ 2,3 bilhões.

Desse total, R$ 2,1 bilhões são referentes às parcelas do Auxílio Emergencial Extensão e o restante, R$ 200 milhões, às parcelas do Auxílio Emergencial.

O saldo ainda segue disponível para movimentação pelo Caixa Tem, como pagamento de boletos, compras na internet e pelas maquininhas em mais de um milhão de estabelecimentos comerciais.

Para o saque em dinheiro, o beneficiário preciso fazer o login no App Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos do banco, nas casas lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Com informações da Agência Brasil



Concurso PF: Economia autoriza redução do prazo para aplicação das provas
Autor
Adriano Roberto

Concurso PF: Economia autoriza redução do prazo para aplicação das provas

Agora é oficial. A aplicação das provas objetivas do concurso PF (Polícia Federal) deve ocorrer dos meses após a publicação do edital de abertura de inscrições. A confirmação foi feita nesta quarta-feira, 6 de janeiro, por meio de publicação, no Diário Oficial da União, da portaria 25.634, do Ministério da Economia. Com isto,   tendo em vista que o edital deve ser liberado já nos próximos dias, as provas objetivas deverão efetivamente ocorrer em março.
A autorização da Economia foi necessária em virtude do decreto 9739, de 2019,do presidente Jair Bolsonaro, que determina um prazo de quatro meses entre a publicação do edital e a aplicação das provas em concursos federais. Porém, a Polícia Federal pretendia  abrir uma exceção, agora confirmada, no sentido de permitir dar início ao primeiro curso de formação ainda em 2021 
Ao todo, a seleção oferecerá 1.500 vagas para preenchimento imediato. Além disso, de acordo com o diretor-geral da corporação, Rolando Alexandre, outras 500 deverão ser preenchidas durante o prazo de validade, com o objetivo de completar as 2000 vagas inicialmente anunciadas por Bolsonaro. Todas as vagas são para cargos da área policial, com exigência de nível superior e iniciais de até R$ 22.672,48. Segundo informações do JCConcursos.

A distribuição de vagas por cargos é a seguinte: agente (893 postos), delegado (123), escrivão (400) e papiloscopista (84).  As remunerações iniciais são de R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 22.672,48 para delegado. 
A liberação do edital depende apenas de ajustes finais que estão sendo feitos em conjunto com a banca organizadora, que será o   Cebraspe.
Concurso PF (Polícia Federal):  veja a publicação oficial

Órgão: Ministério da Economia/Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital

PORTARIA SEDGG/ME Nº 25.634, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2020

O SECRETÁRIO DE DESBUROCRATIZAÇÃO, GESTÃO E GOVERNO DIGITAL, tendo em vista o disposto no § 2º do art. 41 do Decreto nº 9.739, de 28 de março de 2019, e a delegação de competência de que trata o inciso IV do art. 27 da Portaria ME nº 406, de 8 de dezembro de 2020, resolve:

Art. 1º Autorizar a redução, para dois meses, do prazo de antecedência mínima entre a publicação do edital do concurso público e a realização da primeira prova no certame para provimento de cargos no quadro de pessoal da Polícia Federal, autorizado nos termos da Portaria nº 14.358-DG/PF, de 9 de dezembro de 2020, consoante fundamentação constante na Nota Técnica SEI nº 58094/2020/ME (Processo 14021.189643/2020-10).

Art. 2º A responsabilidade pela edição dos atos necessários à efetiva realização do concurso e ao provimento dos cargos é do Diretor-Geral da Polícia Federal, conforme dispõe o inciso III do § 1º do art. 27 do Decreto nº 9.739, de 28 de março de 2019.

Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.



Coluna do Adriano Roberto de quarta, 06/01/2021
Autor
Adriano Roberto

Coluna do Adriano Roberto de quarta, 06/01/2021

Ministros do STF pedem todo dia o artigo 142

Os ministros do Supremo Tribunal Federal parecem estar, todos os dias, testando a paciência das demais autoridades de outros poderes e da população brasileira, com atitudes e doctilóquios beirando ao improvável ridículo para a “mais alta corte do país”. Os arroubos de descumprimento da Constituição, a qual eles deveriam ser os verdadeiros guardiões, se misturam com a intransigência de afrontar o comando de outros poderes. Usam palavras e opiniões políticas que não são atribuições desses representantes do Poder Judiciário.

A mais recente impropriedade do STF veio através do ministro Edson Fachin que na apresentação do livro “Crise democrática e Justiça Eleitoral“, declarou que vê a “democracia em alarme” ante “déspotas populistas”. Ex-militante do PT e eleitor de Dilma, Fachin não citou qualquer gestor ou parlamentar, mas claro que ele está se referindo ao momento político que estamos vivendo e incorrendo em pelo menos duas incoerências: a primeira a de atacar outras autoridades de outros poderes causando assim uma aresta institucional desnecessária e a segunda a de não olhar seu próprio umbigo, pois se a democracia está ameaçada, isso certamente está acontecendo é no STF.

Segundo vários juristas que encaminharam à justiça das Forças Armadas um pedido da aplicação do artigo 142 (que dá plenos poderes para a essas Forças), a constituição está longe dos biros supremos. O documento encaminhado revela falta de confiança no STF, que para estes advogados tem se alinhado às pautas comunistas contrárias aos princípios constitucionais e ao anseio do povo brasileiro. Na peça jurídica de 27 páginas os juristas se fundamentam em vários dispositivos da Constituição Federal que estão sendo simplesmente ignorados pelos representantes da Alta Corte, Corte esta que deveria aplicá-los.

Demissão de sindicalista – Policial civil, Áureo Cisneiros, sobre sua demissão: "Paulo Câmara é o primeiro governador desde a redemocratização que demite um servidor por atividade sindical" O ex-presidente do Sindicato dos Policiais Civis disse mais sobre o governador: “Lutei, enquanto sindicalista, pelos direitos dos policiais e por uma segurança pública cidadã. Não sou, não fui e não serei capacho desse necrogoverno”.

Novo quadro no Ponto de Vista – Nesta segunda-feira, 11 estreia um quadro novo no Ponto de Vista, programa que apresento de segunda a sexta na Agência PE de Rádio. É o INCLUSÃO - o quadro vai trazer informações, novidades e sugestões sobre todas as formas de inclusão do ser humano nos diferentes espaços sociais, com Prof. Antonio Carlos Xavier, docente e pesquisador da Universidade Federal de Pernambuco. Não perca! É nesta segunda 10 de janeiro no Ponto de Vista. Patrocínio do COGNVOX - o aplicativo que potencializa o desenvolvimento de pessoas com deficiência intelectual.

Rede Globo nega Covid de Faustão – Durante todo dia de ontem foi veiculada a informação de que o apresentador Fausto Silva (Faustão) estava com Covid-19 e internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. A assessoria da Rede Globo negou as especulações e soltou nota dizendo que o apresentador estava fazendo exames de rotina.

Prefeito toma posse de saia – Pedro Juarez da Silva (MDB), prefeito eleito de Mampituba-RS, cumpriu promessa de campanha na última sexta-feira (1º/01): usar uma saia durante a cerimônia de posse na prefeitura. “Pedrão”, como é conhecido, prometeu a um grupo de eleitores que caso se elegesse com menos de 300 votos de vantagem sobre seu adversário na disputa, usaria a vestimenta. Só deu ele, mas por uma diferença de apenas 203 votos.  

Mais calamidade pública – Os deputados vão analisar - e possívelmente aprovar - o pedido de Paulo Câmara para prorrogar o Estado de Calamidade Pública. com isso o Executivo continuará desobrigado de cumprir metas da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), podendo orientar recursos e investimentos para o combate à pandemia, além de poder solicitar recursos a nível federal, como o Fundo Nacional para Calamidades Públicas, Proteção e Defesa Civil.,

Quem responderá – Qual instituição mais afronta nossa constituição, Supremo, Congresso ou Presidencia?



Ana Célia dá posse aos secretários municipais de Surubim
Autor
Adriano Roberto

Ana Célia dá posse aos secretários municipais de Surubim

Do blog de Maluma Marques - Em um evento com limitação de público, que foi transmitido pela internet, a prefeita Ana Célia e o vice-prefeito Edgar receberam e nomearam a nova equipe de secretários que estará à frente da gestão municipal de 2021 a 2024. 
 
É a Prefeitura de Surubim que inicia uma nova gestão, baseada num trabalho que vem construindo um futuro melhor para as pessoas. 

Conheça os secretários municipais:

Administração e Gestão- Danusa Piancó 

Agricultura e Desenvolvimento Econômico- Denny Lapenda

Infraestrutura e Controle Urbano- Ana Paula de Assis

Assistência Social e Direitos Humanos- Penélope Andrade

Controle Interno- Milton Campos

Defesa Social e do Consumidor- Carlos Maurício 

Educação e Cultura- Aucimere Silva

Finanças- Eduardo Barros

Chefe de Gabinete- Davi Magalhães 

Juventude e Esportes- Aniervson Souza

Procuradoria- Frederico Guilherme

Saúde- Thyago Belo

Confira no site da prefeitura mais detalhes  sobre os nomeados e seus respectivos currículos: www.surubim.pe.gov.br



A retomada dos concursos públicos: confira os já abertos e previstos para acontecer em 2021
Autor
Adriano Roberto

A retomada dos concursos públicos: confira os já abertos e previstos para acontecer em 2021

O ano de 2021 chega com grandes expectativas, já que a pandemia trouxe novos aprendizados, mas a vontade de conquistar um emprego estável, principalmente em plena crise, alimenta o sonho de muitos trabalhadores. Os concursos públicos minguaram nos últimos anos, mas ainda há boas opções previstas para este ano. Há também processos seletivos temporários para quem procura ocupação e renda. Para ajudar os candidatos - e estimular que comecem a se preparar deste já - vamos listar exemplos de seleções que vão oferecer mais de 200 mil oportunidades.

Por conta da pandemia, o Censo Demográfico de 2020 foi adiado para este ano. As inscrições no processo seletivo simplificado que já tinham sido iniciadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foram suspensas, as taxa acabaram devolvidas aos candidatos inscritos em maio do ano passado, e a expectativa agora é que a nova seleção seja reaberta em março de 2021, embora os recursos da União para realizar a mais ampla pesquisa sobre a população brasileira ainda estejam pendentes.

No dia 11 de dezembro, saiu a autorização para a Polícia Federal (PF) promover uma nova seleção, com a oferta de 1.500 vagas, para ambos os sexos. As oportunidades serão para as funções de delegado, escrivão, papiloscopista e agente. O prazo para a publicação do edital é de até seis meses, mas a previsão é que saia ainda em janeiro.

No dia 24 de dezembro, o Ministério da Economia também autorizou a realização de um concurso com 1.500 oportunidades para a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Homens e mulheres poderão concorrer. Mas, segundo o diretor-geral da corporação, Eduardo Aggio, o concurso terá 500 excedentes, possivelmente a partir de 2022, totalizando dois mil novos policiais rodoviários. O edital também deve sair em 180 dias a contar da autorização.

Ação da Via Dutra: policiais rodoviários federais terão reforço no patrulhamento das estradas

A Controladoria-Geral da União (CGU) também solicitou autorização para promover um concurso público. A ideia seria preencher vagas nos cargos de técnico e auditor federal de finanças e controle, mas o total de oportunidades a serem abertas ainda não foi informado. O órgão aguarda o sinal verde do Ministério da Economia. Na esfera federal, espera-se até a realização de uma seleção para o Colégio Pedro II.

Chances apenas para o Rio

Especificamente para o Rio, o governo do estado já anunciou a intenção de promover um processo seletivo para a Polícia Civil, com 864 postos. O anúncio foi feito no dia 4 de novembro, pelo governador em exercício, Cláudio Castro, com previsão de publicação do edital em 30 dias, o que não ocorreu. O início da seleção, portanto, ficou para 2021. A corporação, atualmente, tem um déficit de quatro mil agentes e boa parte dos atuais oito mil policiais está perto de se aposentar.

 

Policiais civis em ação: governo do estado pretende abrir 864 vagas para reforçar efetivo

Policiais civis em ação: governo do estado pretende abrir 864 vagas para reforçar efetivo

Neste momento, no Rio, também há seleções abertas para procurador do estado e para funções administrativas no Conselho Regional de Medicina (Cremerj), sem contar os processos seletivos para diversos cargos em Niterói e São José do Vale do Rio Preto.

Seleções militares

Existe até uma nova previsão de seleção para o Corpo de Bombeiros do Estado do Rio, destinada a serviço militar temporário voluntário, com duração de 12 meses, podendo ser prorrogado por mais 18 meses. A expectativa é de abertura de três mil vagas para soldados e oficiais.

Para os que desejam ingressar nas Forças Armadas, Marinha, Exército e Aeronáutica também devem realizar concursos neste ano, alguns com início das atividades previsto apenas para 2022.

 

A Escola Preparatória de Cadetes do Ar fica em Barbacena (MG)

A Escola Preparatória de Cadetes do Ar fica em Barbacena (MG) Foto: Divulgação / FAB

 

Outros processos seletivos aguardados

Restam ainda expectativas em relação ao preenchimento de vagas em outros órgãos, principalmente da União, mas ainda não há previsões imediatas. Seja como for, os candidatos devem ficar atentos, pois ao longo do ano podem ser abertas seleções para Ministério Público da União (MPU), Ministério das Relações Exteriores, Defensoria Pública da União (DPU), Tribunal de Contas da União (TCU), Senado, Ibama, ICMBio, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Receita Federal, Instituto Nacional de Câncer (Inca), Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Tesouro Nacional.

No caso do Rio, a expectativa gira em torno de futuros processos seletivos para Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Detro), Secretaria estadual de Educação e Fundação de Apoio à Escola Técnica do Rio de Janeiro (Faetec).

 

SELEÇÕES PREVISTAS

 

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Vagas previstas: 208.695 oportunidades temporárias

Cargos: recenseador (180.557 vagas), agente censitário municipal (5.462 chances) e agente censitário supervisor (22.676 postos)

Exigências: ensino fundamental completo (recenseador) e nível médio completo (agente censitário)

Remunerações: no caso dos recenseadores, a remuneração será por produção; no caso dos agentes censitários, os salários previstos são de R$ 2.100 (agente censitário municipal) e R$ 1.700 (agente censitário supervisor)

Localidade: todos os estados do Brasil

Situação atual: a publicação do edital está prevista para março

 

Policia Federal (PF)

Vagas previstas: 1.500

Cargos: delegado (123 vagas), escrivão (400 chances), papiloscopista (84 oportunidades) e agente (893 postos)

Exigência: nível superior

Remunerações: entre R$ 12.980,50 e R$ 24.150,74

Localidades: vários estados

Situação: já autorizado, aguardando publicação do edital

Última seleção: realizada em 2018, a cargo do Cespe/UnB (havia vaga também para perito criminal federal, função que não deve ser contemplada na nova seleção); a expectativa agora é que a banca organizadora seja o Cebraspe

 

Policia Rodoviária Federal (PRF)

Vagas previstas: 1.500, podendo chegar a 2 mil a partir de 2022

Cargo: policial rodoviário federal

Exigência: nível superior

Remuneração: R$ 10.357,88

Localidades: vários estados

Situação: já autorizado, aguardando publicação do edital

Última seleção: realizada em 2018

 

Controladoria-Geral da União (CGU)

Vagas previstas: total ainda não definido

Cargos: técnico e auditor federal de finanças e controle

Exigências: níveis médio e superior

Remunerações: R$ 7.283,31 (técnico) e R$ 19.197,06 (auditor)

Localidades: vários estados

Situação atual: aguardando autorização

Última seleção: realizada em 2008, a cargo da Esaf

 

Colégio Pedro II

Vagas previstas: total ainda não definido

Cargos: expectativa é que sejam abertas vagas para contador, analista de tecnologia da informação, assistente social, fonoaudiólogo, técnico em assuntos educacionais e técnico em laboratório

Exigências: níveis médio/técnico e superior

Remunerações: de acordo com as últimas seleções, os salários variavam de R$ 2.904,96 (nível técnico) a R$ 4.638,66 (formação superior), já incluindo o vale-alimentação

Localidade: Estado do Rio

Situação atual: aguardando autorização

Última seleção: realizada em 2018 (para os mesmos cargos); em 2019, houve seleção para outras funções

 

Polícia Civil do Rio

Vagas previstas: 864 (sendo 73 imediatas)

Cargos: perito legista (54 vagas), inspetor de polícia (597), técnico policial de necropsia (16), auxiliar policial de necropsia (12), delegado (47), perito criminal (20) e investigador policial (118)

Exigências: níveis fundamental, médio e superior

Remunerações: de R$ 4.506,27 a R$ 18.157,73

Localidade: Estado do Rio

Situação atual: aguardando publicação do edital

Última seleção: realizada em 2014

 

Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (serviço militar temporário voluntário)

Vagas previstas: 3 mil postos de bombeiro temporário (soldado e oficial)

Cargos: guarda-vidas, auxiliar de enfermagem, motorista (combatente com CNH de categoria B), combatente, socorrista, médico, nutricionista, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo, assistente social e enfermeiro

Exigências: para soldado, exige-se nível médio completo, além do curso técnico (para técnico de enfermagem), assim como idade máxima de 25 anos. Para oficial, é preciso ter formação superior, com idade máxima de 35 anos

Remuneração: salário similar a de um bombeiro a partir do segundo ano

Localidade: Estado do Rio

Situação atual: aguardando publicação do edital

Última seleção: dependendo da função, houve processo seletivo em 2012, 2014 ou 2015

 

CONCURSOS JÁ ABERTOS

 

Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE)

Vagas previstas: 2

Cargo: procurador do estado

Exigência: nível superior

Taxa: R$ 250

Remuneração: R$ 23.193,61

Localidade: Estado do Rio

Situação atual: inscrições abertas até 21 de janeiro de 2021, pelo site https://pge.rj.gov.br/cursos-e-concursos/carreira-de-procurador

 

Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj)

Vagas previstas: 31 (5 imediatas e 26 para cadastro de reserva)

Cargos: assistente jurídico e técnico em contabilidade

Exigência: ensino médio

Taxa: R$ 72

Remuneração: R$ 2.889

Localidade: Estado do Rio

Situação atual: inscrições abertas até 19 de janeiro de 2021, pelo site https://idib.org.br/

 

Prefeitura de São José do Vale do Rio Preto

Vagas previstas: 77 (boa parte delas para formação de cadastro de reserva)

Cargos: lixeiro, trabalhador braçal, cozinheiro, merendeira, servente, operador de máquinas leves, operador de máquinas de terraplanagem, motorista, encarregado de obras, atendente de saúde, inspetor de disciplina, cuidador escolar, auxiliar de consultório dentário, auxiliar administrativo, cadastrador, técnico de informática, agente de trânsito, fiscal, técnico de enfermagem, técnico em raios-X, técnico de imobilização, enfermeiro, engenheiro, médico, assistente social e professor.

Exigências: níveis fundamental (mesmo incompleto), médio, técnico e superior

Taxas: de R$ 45,18 a R$ 150

Remunerações: de R$ 941,15 a R$ 10.467,44

Localidade: São José do Vale do Rio Preto (RJ)

Situação atual: inscrições abertas até 5 de janeiro de 2021, pelo site https://www.incpconcursos.org.br/

 

Fundação Estatal de Saúde de Niterói

Vagas previstas: 783

Cargos: auxiliar de saúde bucal, agente comunitário, cirurgião dentista, técnico de enfermagem, enfermeiro, médico, psicólogo, assistente social, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, sanitarista, terapeuta ocupacional e assistente administrativo, analista administrativo e contador, entre outros.

Exigências: níveis fundamental, médio e superior

Taxas: R$ 50 (cargos que exigem nível fundamental), R$ 70 (funções de ensino médio) e R$ 100 (atividades que requerem formação superior)

Remunerações: de R$ 1.317 a R$ 13.800

Localidade: Niterói (RJ)

Situação atual: inscrições de 4 a 13 de janeiro de 2021, pelo site http://www.coseac.uff.br/concursos/fesaude/2020/

 

SELEÇÕES DAS FORÇAS ARMADAS

 

Marinha - Aprendizes-marinheiros

Vagas: no último concurso, foram 900 vagas

Cargo: aprendiz-marinheiro

Exigências: ter nível médio, ser solteiro e do sexo masculino

Remuneração: durante o curso, os alunos receberão alimentação, uniforme e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa, além de uma bolsa-auxílio (em 2020, valor total foi de R$ 1.303,90)

Localidade: vários estados do país

Situação atual: inscrições devem ser abertas entre janeiro e fevereiro

Última seleção: em 2020

 

Marinha - Serviço militar temporário de praças - 2022

Vagas: no último concurso, foram 559 vagas

Cargos: cabo (técnico em diversas áreas) e marinheiro especializado (nas áreas de barbearia, eletricidade, marcenaria, metalurgia, motores, motorista de viaturas administrativas e soldador)

Exigências: ambos os sexos, ter 18 anos completos e ensino fundamental (marinheiro especializado) ou médio/técnico (cabo)

Remunerações: -

Localidade: vários estados

Situação atual: inscrições devem ser abertas entre janeiro e fevereiro

Última seleção: em 2020

 

Marinha - Serviço militar temporário de oficiais - 2022

Vagas: no último concurso, foram 356 vagas

Cargo: oficial

Exigências: ter nível superior, mais de 18 anos e, no máximo, seis anos de tempo de serviço militar e/ou serviço público prestado

Remuneração: renda bruta de guarda-marinha (primeiros seis meses): R$ 9.020,97 (valor de 2020)

Localidade: vários estados do país

Situação atual: inscrições devem ser abertas entre janeiro e fevereiro

Última seleção: em 2020

 

Marinha - Fuzileiros navais - 2022

Vagas: no último concurso, foram 960 vagas

Cargo: soldado fuzlieiro naval

Exigências: ser homem, ter ensino médio e ter de 18 anos completos e menos de 22 anos

Remuneração: R$ 2.627 (valor de 2020)

Localidade: vários estados do país

Situação atual: inscrições devem ser abertas entre fevereiro e março

Última seleção: em 2020

 

Aeronáutica - Curso preparatório de cadetes do ar - 2022

Vagas: no último concurso, foram 180 vagas

Cargo: cadete

Exigências: ter nível fundamental e de 14 a 19 anos

Remuneração: -

Localidade: vários estados do país

Situação atual: inscrições abertas entre março e abril

Última seleção: em 2020

 

Aeronáutica - Formação de sargentos - primeiro semestre/2022

Vagas: no último concurso (para ingresso no segundo semestre de 2021), foram 289 vagas

Cargo: sargento

Exigências: ter ensino médio e de 17 a 25 anos

Remuneração: -

Localidade: vários estados do país

Situação atual: inscrições abertas entre fevereiro e março

Última seleção: em 2020

 

Exército - Formação de sargentos

Vagas: no último concurso, foram 1.100 vagas

Cargo: sargento

Exigências: ter ensino médio e idade entre 17 e 24 anos (para área geral) e 17 e 26 anos (para as áreas música e saúde)

Remuneração: -

Localidade: vários estados do país

Situação atual: inscrições devem ser abertas entre fevereiro e março

Última seleção: em 2020

 

Exército - Escola Preparatória de Cadetes (EEsPCEx) - 2022

Vagas: no último concurso, foram 440 vagas

Cargo: cadete

Exigências: ter ensino médio e de 17 a 22 anos

Remuneração: -

Localidade: vários estados do país

Situação atual: inscrições devem ser abertas entre maio e junho

Última seleção: em 2020



Saindo da crise de pancreatite, Antônio Souza manda mensagem de otimismo para 2021
Autor
Adriano Roberto

Saindo da crise de pancreatite, Antônio Souza manda mensagem de otimismo para 2021

Mais uma vez, testemunho não só a existência mas, presença de Deus na minha vida, permitindo a minha mais uma vitória no livramento de uma enfermidade que já vitimou tantas outras pessoas. 

Mesmo assistindo a virada de ano de 2020 para 2021, da janela do leito de um hospital, retorno  de uma  milagrosa recuperação de uma Panqueatrite, para o convívio do meu lar e de minhas razões de viver.

Obrigado aos meus amigos que me apoiaram e oraram por mim, ao meu tele-médico Dr. Júlio Lima, ao amigo Amado Neto, Allan Bacurau, e Zé Reginaldo ( Zé Bolacha), que dormiram no sofá, me fazendo companhia, ao meu amigo/irmão Trocolli Jr. e sua família que me deram forças e apoio, ao seu Lopes que com paciência, me ajudou, ao meu príncipe Anthony, que editou esse vídeo, a Dra Júlia, e toda a minha família, e a nossa equipe que torceu e orou muito, e todos que à distância me deram forças através de palavras de conforto e superação.

Amo vocês!

Sigo em casa em repouso e dieta recomendada por meus médicos.

Só gratidão a Deus por tudo.

Veja o vídeo clicando aqui.