Blog do Adriano Roberto


Afrânio faz ações inéditas de cirúrgias pediátricas
Autor
Adriano Roberto

Afrânio faz ações inéditas de cirúrgias pediátricas

A Prefeitura de Afrânio, por meio da Secretaria de Saúde, disponibilizou mais uma especialidade médica para atender as crianças do município: a Cirurgia Pediátrica. O prefeito Rafael Cavalcanti (MDB) acompanhou, nessa quinta-feira (9), a triagem de 32 pacientes infantis, dos quais 20 precisarão de intervenção cirúrgica.

Os exames pré-operatórios já estão sendo realizados e, em breve, o mutirão de cirurgias será feito. “A nossa preocupação foi evitar que as crianças de Afrânio que precisem de cirurgia tivessem que passar por vários deslocamentos para a capital, que fica a 800 quilômetros de distância”, explica Rafael Cavalcanti.

O prefeito reforçou o empenho de toda a gestão no sentido de levar para a cidade desenvolvimento com inclusão social. “Ações como essa me deixam muito feliz. Fazer o bem, principalmente na área da saúde, me deixa muito realizado. E assim continuamos a luta, na certeza de que estamos transformando Afrânio a cada dia em um lugar melhor para se viver”, finalizou Rafael.



Receita abre nesta sexta-feira consulta ao sexto lote do IRPF
Autor
Adriano Roberto

Receita abre nesta sexta-feira consulta ao sexto lote do IRPF

A Receita Federal abre nesta sexta-feira (9), a partir das 9h, consulta ao sexto lote da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física da declaração de 2018. O Fisco também abrirá consulta a lotes residuais das declarações de 2008 a 2017.

Ao todo, a Receita pagará R$ 1,9 bilhão a 1.142.680 contribuintes. Desse total, 991.153 declarações são do Imposto de Renda deste ano, cujo pagamento totalizará R$ 1,676 bilhão.

As restituições terão correção de 4,16%, relativa às declarações de 2018, a 106,28%, para as declarações de 2008. Os índices equivalem à taxa Selic – juros básicos da economia – acumulada entre a data de entrega da declaração até este mês.

A relação dos contribuintes estará disponível na página da Receita Federal na internet. A consulta também pode ser feita pelo telefone 146 ou nos aplicativos da Receita Federal para tablets e smartphones.

O pagamento será feito no próximo dia 16. Caso o valor não seja creditado nas contas informadas na declaração, o contribuinte deverá receber o dinheiro em qualquer agência do Banco do Brasil.

Também é possível ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, no nome do declarante, em qualquer banco. Com informações da Agência Brasil.



PF faz operação que investiga vice-governador de MG
Autor
Adriano Roberto

PF faz operação que investiga vice-governador de MG

A Polícia Federal (PF) realiza, nesta sexta-feira (9), em Belo Horizonte e em outros quatro estados, mais um desdobramento da Operação Lava Jato. A Operação Capitu investiga o envolvimento do vice-governador do estado, Antonio Andrade (MDB), em um esquema de corrupção na época em que ele era ministro da Agricultura do governo Dilma Rousseff (PT).

Os agentes cumprem 62 mandados de busca e apreensão – em Belo Horizonte são 26. Os outros são em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso.

A operação é baseada na delação de Lúcio Funaro, apontado como operador do MDB. Segundo as investigações, havia um esquema de arrecadação de propina dentro do Ministério da Agricultura para beneficiar políticos do MDB, que recebiam dinheiro da JBS, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, em troca de medidas para beneficiar as empresas do grupo.



Seis suspeitos são presos na Operação Anticorrupção em Orobó
Autor
Adriano Roberto

Seis suspeitos são presos na Operação Anticorrupção em Orobó

Seis suspeitos são presos em Operação Anticorrupção
07/11/2018 - Foi realizada na manhã desta quarta-feira (07), pela Polícia Civil em conjunto com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), a Operação Anticorrupção, que teve como objetivo capturar integrantes de uma organização criminosa que estariam praticando crimes contra a administração pública no município de Orobó, no Agreste do estado. Os crimes estavam sendo praticados através do Instituto de Previdência do Município de Orobó (IPREO).

A investigação teve início em agosto deste ano, com a abertura de um inquérito civil, pelo MPPE, para analisar se havia irregularidades no Instituto de Previdência. De acordo com o promotor de Justiça de Orobó, Rodrigo Altobello Angelo Abatayguara, logo após receber o ofício do Ministério Público, o presidente do IPREO, Gustavo José da Silva, pediu exoneração do cargo.

“Com base em documentos que foram trazidos do próprio município de Orobó, a Promotoria de Justiça levantou que, pelo menos seis pessoas, entre elas o presidente, estavam recebendo valores muito acima dos demais beneficiários. Fizemos, então, pesquisas em redes sociais e vimos que esses beneficiários eram pessoas novas e, portanto, não faziam jus a qualquer tipo de aposentadoria. Além disso, todos eles se conheciam entre si, tinham relacionamentos próximos e estavam sempre em conjunto nas fotos”, explicou Rodrigo Altobello.

Com base nessas informações, foi pedida a prisão temporária dos seis suspeitos e solicitada busca e apreensão na casa de todos eles, além da quebra de sigilo fiscal, bancário e telemático. Segundo o promotor, as medidas foram necessárias para assegurar a investigação, visto que chegou ao conhecimento da Promotoria que, após ter pedido exoneração, o presidente teria começado a se desfazer de provas, como, por exemplo, apagando algumas das fotos de suas redes sociais.

Deferida as medidas pelo juiz da Vara Única da Comarca de Orobó, Daniel Silva Paiva, foi executada na madrugada desta quarta-feira (7) a operação que conseguiu prender as seis pessoas e resgatar diversos documentos. Os seis suspeitos estão sendo investigados pelos crimes de peculato, organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo o promotor Rodrigo Altobello, a estimativa é que tenham desfalcado o IPREO em cerca de R$ 2,5 milhões, desde o ano de 2015.



Anatel registra aumento de mais de 2 milhões de banda larga fixa em um ano
Autor
Adriano Roberto

Anatel registra aumento de mais de 2 milhões de banda larga fixa em um ano

O serviço de banda larga fixa totalizou 30,73 milhões de contratos ativos em setembro deste ano no Brasil, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em 12 meses, foram ativados mais 2,49 milhões de acessos de banda larga fixa (+8,80%). Na comparação entre setembro de 2018 e agosto de 2018, houve variação de mais 78,63 mil contratos (+0,26%).

Grupos
As três maiores operadoras nacionais de banda larga fixa detêm juntas 23,02 milhões de contratos ativos (74,91% do mercado) em setembro de 2018: Claro, 9,28 milhões de contratos (30,20%), Vivo, 7,60 milhões (24,73%), e Oi, 6,14 milhões (19,98%).  Apenas a Claro apresentou crescimento nos últimos 12 meses, mais 515,68 mil acessos (+5,88%). A Oi registrou redução de 234,01 mil contratos (-3,67%) e a Vivo menos 11,43 mil (-0,15%).

Tecnologias
As principais tecnologias utilizadas para a transmissão de dados banda larga no Brasil são a xDSL, que utiliza a estrutura da telefonia fixa, com 12,55 milhões de acessos (40,83% do mercado) em setembro de 2018, seguida pelo modem a cabo (relacionadas às prestadoras de TV por Assinatura), com 9,36 milhões de acessos (30,46%), e pela fibra ótica, com 4,96 milhões (16,13%).

A tecnologia que apresentou o maior crescimento foi o provimento de dados via satélite, mais 92,28 mil contratos ativos em 12 meses (+114,34%). Essa tecnologia representa apenas 173,00 mil assinantes (0,56% do mercado). A fibra ótica apresentou crescimento de mais 2,28 milhões de contratos ativos no período (+85,45%) e o modem a cabo mais 550,87 mil (+6,25%). A tecnologia xDSL teve redução de 704,48 mil (-5,32%).

Estados e Distrito Federal
Com exceção do estado de Roraima, menos 772 contratos ativos em doze meses (-2,06%), todos os outros estados brasileiros apresentaram crescimento. Os maiores aumentos foram registrados no Maranhão, mais 48,74 mil contratos (+22,20%), Paraíba, mais 51,44 mil (+18,08%), Ceará, mais 108,23 mil (+15,51%), Pará, mais 51,62 mil (+15,37%), e Paraná, mais 277,20 mil (+14,08%).

O maior mercado de banda larga fixa do país, o estado de São Paulo, com 10,34 milhões de acessos (33,65% do total) registrou nos últimos 12 meses crescimento de 465,06 mil contratos (+4,71%). O Rio de Janeiro com um mercado de 3,31 milhões de contratos (10,79%) registrou aumento de 218,35 mil (+7,05%) e Minas Gerais com 3,19 milhões (10,38%) mais 384,08 mil contratos (+13,69%).

Os números da banda larga fixa estão disponíveis no Portal da Anatel.



Dilma é eleita a líder mais decepcionante do mundo pela revista Fortune
Autor
Adriano Roberto

Dilma é eleita a líder mais decepcionante do mundo pela revista Fortune

Uma pesquisa realizada entre os leitores da revista americana Fortune apontou a presidente Dilma Rousseff como a líder mais “decepcionante” do mundo. O levantamento online, aberto há uma semana, foi divulgado pela publicação na quinta-feira, 7.

A presidente brasileira recebeu 374 mil votos, muito a frente do segundo colocado, o governador do Estado do Michigan, Rick Snyder, que recebeu 17 mil votos.

Na lista, Dilma também ficou a frente de nomes como Joseph Blatter e Michel Platini, ambos envolvido nos escândalos envolvendo a Fifa, e de Martin Winterkorn, ex-presidente da Volkswagen.

Na avaliação da Fortune, a expectativa era que a presidente continuasse o trabalho do antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, mas, ao invés disso, ela “se tornou conhecida pela suposta má gestão das contas públicas e pela acusação de sua campanha saber de um os maiores esquemas de corrupção de todos os tempos”.

A Fortune relata ainda que, apesar de não haver provas do envolvimento de Dilma, o relacionamento próximo a Lula e seu cargo de chefe de conselho da Petrobras durante os episódios de corrupção deixaram as pessoas “céticas em relação à sua negação de participação no esquema”.

O ranking ainda traz nomes como Martin Shkreli, fundador da Turing Pharmaceuticals – empresa que aumentou o preço de um remédio para Aids de US$ 13,50 para US$ 750 -, Chris Christie, governador de Nova Jérsei, e Marissa Mayer, CEO da Yahoo.

Outros rankings
No tradicional ranking das 50 pessoas mais poderosas do mundo, publicado pela revista norte-americana Forbes em novembro de 2015, a presidente Dilma caiu seis posições e apareceu em 37º lugar.

O ranking é liderado pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin; a chanceler da Alemanha, Angela Merkel; e o presidente dos EUA, Barack Obama.

No mesmo mês, a presidente apareceu na 30.ª posição na lista das 50 pessoas mais poderosas do mundo publicada pelo site de notícias econômicas e de tecnologia Business Insider.

Mais influentes
Em 24 de março, a revista Fortune publicou a lista anual dos 50 líderes mais influentes do mundo e o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, aparece em 13.º lugar.

A primeira posição é ocupada pelo presidente da Amazon, Jeff Bezos, seguido pela chanceler alemã, Angela Merkel. O papa Francisco aparece no quarto lugar.



REDE Sustentabilidade entra em extinção em PE
Autor
Adriano Roberto

REDE Sustentabilidade entra em extinção em PE

O partido de Marina Silva poderá está encaminhando para um processo de extinção. Segundo a lei eleitoral os partidos somente poderão fazer fusão com outros se tiverem mais de cinco anos, o que impede o REDE Sustentabilidade fazer esse movimento com qualquer outro partido.

No entanto, em Pernambuco isso pode acontecer por outro motivo. É que filiados estão deixando a sigla em várias cidades. Em Santa Cruz do Capibaribe, uma das cidades com o maior nível de organização do partido, que teve inclusive Luciano Bezerra como candidato a vice governador na chapa de Júlio Lóssio, 90% dos filiados deixaram a sigla e devem desembarcar no partido NOVO juntamente com Luciano Bezerra.

Durante o final da semana passada, ex-integrantes da REDE de Santa Cruz do Capibaribe e empresários em Caruaru, estiveram reunidos com uma das lideranças do NOVO em Pernambuco, o Professor João Antônio, e falaram sobre disputas majoritárias para as duas cidades.

Em Pernambuco, o REDE Sustentabilidade saiu do pleito totalmente rachado e muitos de seus integrantes têm se desfiliado ao perceberem que alguns ideais do partido ficaram apenas no papel.

Tudo isso demonstra que a REDE que já era pequena, tornou-se menor após as eleições, e como diz o ditado, “Quem sair por último apague a luz”.



Internet está destruindo o jornalismo convencional, diz psicólogo
Autor
Adriano Roberto

Internet está destruindo o jornalismo convencional, diz psicólogo

"O jornalismo está sendo destruído pela internet, e isso nos leva a um futuro incerto e muito perigoso." Esta é a visão do psicólogo Robert Epstein, doutor pela Universidade de Harvard que se dedica a estudar a atuação nas redes sociais das gigantes de tecnologia e defende uma interferência direta nessas empresas.

Segundo ele, as pessoas não têm mais como discernir o verdadeiro do falso, porque "a informação vem de todos os lados, sem os filtros, que eram os processos de apuração do jornalismo". "Um impacto como esse (das redes sociais) jamais existiu na história humana."

Em entrevista à BBC News Brasil, o atual diretor do Cambridge Center for Behavioral Studies, dos EUA, defendeu que haja uma intervenção direta nas empresas que controlam as redes sociais, para que a disseminação de notícias falsas - as chamadas "fake news" - não interfiram em processos eleitorais.

Em 2015, Epstein publicou um polêmico artigo classificando os sites de busca na internet, e o Google em especial, como uma séria ameaça aos sistemas democráticos de governo.

Ele acusava a empresa de ter difundido notícias favoráveis à candidata democrata Hillary Clinton no começo da campanha para as eleições presidenciais americanas em 2016. Hillary acabou derrotada pelo atual presidente, Donald Trump.

O então diretor de pesquisa do Google, Amit Singhal, rejeitou as alegações e disse que a empresa "nunca interferiu na ordenação de resultados de buscas feitas sobre temas políticos ou algum outro assunto, com o objetivo de manipular a opinião de seus usuários."

Epstein insiste, porém, que o setor de tecnologia precisa de mais monitoramento, sem o qual a atuação dessas corporações gigantescas pode ser extremamente nociva à democracia.

Para ele, "ninguém, nenhuma empresa, nenhuma entidade deve ter tanto poder concentrado, e ficar imune ao monitoramento."

A premissa de Epstein é que empresas como Google, Facebook e WhatsApp são "forças do caos", que não prestam contas de suas metas e processos a ninguém. "Elas são as forças mais poderosas do mundo atual e, com elas, todas as redes sociais."

Epstein acredita que, atualmente, uma das maneiras mais eficazes de exercer influência política, por exemplo, é "doar dinheiro a um candidato para que ele use a tecnologia para garantir sua vitória nas urnas."

Ele disse não ter se surpreendido com a proliferação de mensagens falsas durante a campanha eleitoral no Brasil, que para muitos foi um dos fatores determinantes do resultado das eleições, apesar de pesquisa do Ibope ter indicado que a influência das redes sociais não foi tão grande quanto imaginado.

"Hoje cria opiniões quem gritar mais alto e falar aos medos de segmentos e ideias pré-concebidas do público. Sem controle, sem processos, sem prestar contas a ninguém. Isso é um futuro bom? De jeito nenhum. Acho que estamos indo numa direção muito perigosa."

Há seis anos, Epstein se dedica a estudar a operação do Facebook e principalmente a do Google, a maior plataforma de busca do mundo.

"Já existia um bom volume de textos científicos sobre como os resultados de buscas na internet influenciavam as escolhas e compras dos usuários. Especificamente, a ordem em que as respostas às buscas eram apresentadas acabava por determinar a decisão final do usuário."

Fascinado pela quantidade de informação disponível, Epstein reuniu num pequeno grupo alunos e amigos, e com eles começou a fazer testes.

Em vez de "compras", Epstein propôs testar a influência da ordem de apresentação dos resultados de buscas em questões políticas durante a campanha eleitoral.

Baseado em pesquisas semelhantes, Epstein esperava um impacto entre 2% e 4%.

"No primeiro teste, a ordem de apresentação de resultado da busca alterou em 48% a intenção de voto", ele diz.

"No segundo teste, a alteração foi de 63%."

"Fiquei horrorizado", ele diz.

"Algo aparentemente tão simples tinha um impacto tão vasto, tão profundo, era capaz de mudar as opiniões das pessoas sobre os candidatos numa escala enorme."

Em 2014, Epstein levou seu laboratório de pesquisa para a Índia. Ele queria repetir os testes na eleição que elegeu o novo parlamento da "maior democracia do mundo", com 815 milhões de eleitores.



De volta o ninho: Haddad visita Lula na cadeia em Curitiba
Autor
Adriano Roberto

De volta o ninho: Haddad visita Lula na cadeia em Curitiba

O candidato derrotado do PT à Presidência, Fernando Haddad, vai se encontrar nesta quarta-feira, 7, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba, onde Lula cumpre pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro após ser condenado na Operação Lava Jato. Será a primeira visita de Haddad ao ex-presidente desde o segundo turno da eleição presidencial.

Na segunda-feira, 5, o ex-prefeito passou horas reunido com a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, na sede do partido em São Paulo. O tema da conversa foi o futuro de Haddad.

Na semana passada a executiva nacional do PT decidiu que o ex-prefeito de São Paulo deve ocupar o papel de líder da oposição ao governo Jair Bolsonaro. Haddad e o PT discutem a forma como o candidato vai cumprir a função. A possibilidade de Haddad vir a assumir a presidência do PT em julho do ano que vem, quando termina o mandato de Gleisi, é remota.

Além disso, o PT tenta montar uma agenda de viagens pelo Brasil para o ex-prefeito ainda este ano. A forma como Haddad vai ocupar papel de destaque na oposição a Bolsonaro deve ser o tema principal da conversa entre o candidato e Lula.

Na semana passada, o ex-presidente disse a advogados que foram visitá-lo que, embora tenha perdido a eleição, Haddad saiu da disputa maior do que entrou. Lula disse também que só depois do carnaval será possível enxergar a verdadeira cara do governo Bolsonaro e traçar uma estratégia de oposição de longo prazo.

De acordo com Lula, o presidente eleito "não vai ser no governo a mesma pessoa que foi na campanha". O ex-presidente espera que o sistema institucional de pesos e contrapesos imponha limites à atuação de Bolsonaro.



Bolsonaro se reúne hoje com Temer e ministros de tribunais superiores
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro se reúne hoje com Temer e ministros de tribunais superiores

Depois de chegar em Brasília (DF), nesta terça-feira (6), pela primeira vez como presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) participará de reuniões com os ministros dos tribunais superiores, nesta manhã (7), e com o presidente Michel Temer, à tarde.

Bolsonaro conversará, primeiro, com o presidente do Supremo Tribuna Federal (STF), ministro Dias Toffoli. Na sessão de ontem, no Congresso Nacional, em homenagem aos 30 anos da Constituição Federal, eles trocaram cochichos.

O chefe do Supremo, que já vinha defendendo que o momento era de "ouvir" as propostas de Bolsonaro, disse em seu discurso acreditar que o capitão reformado cumprirá a Constituição.

Após o encontro com Toffoli, Bolsonaro almoça com o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha. Depois, será a vez de Temer, em reunião no Palácio do Planalto.

A expectativa é de que a reforma da Previdência seja a pauta principal. Nesta terça, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu que "uma parcela" do texto que já tramita na Câmara dos Deputados seja aprovada ainda este ano.

O presidente eleito retorna ao Rio de Janeiro amanhã (8).



TCE suspende licitação de 5 milhões da Prefeitura do Recife
Autor
Adriano Roberto

TCE suspende licitação de 5 milhões da Prefeitura do Recife

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nesta terça-feira (6), referendou medida cautelar para suspender pregão eletrônico da Prefeitura do Recife, para "contratação de empresa especializada na prestação de serviços de coleta e entrega de processos e documentos, com a utilização de motocicletas com condutores habilitados" na Secretaria Municipal de Saúde. O valor da licitação era de R$ 5,4 milhões de reais. 

O pedido de cautelar foi apresentado pelo Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO), em representação assinada pela procuradora geral Germana Laureano. A procuradora alegou "restrição na competitividade" no edital da licitação, que vedava a participação de cooperativas. 

"Não pairam dúvidas, portanto, acerca da nulidade da cláusula editalícia que veda a participação de cooperativas no certame, seja por restringir a competitividade do processo licitatório. O serviço em tela, como descrito no bojo do edital do Processo Licitatório, permite que a sua gestão operacional seja plenamente executada de forma compartilhada ou em rodízio pelos cooperados de uma eventual cooperativa que deseje participar do certame", atacou a procuradora, na representação do MPCO. 

O MPCO defendeu que o atual pregão seja anulado, reabrindo nova licitação permitindo a participação de cooperativas. 

O relator do processo, conselheiro Valdecir Pascoal, acatou os argumentos do MPCO, concedendo a medida cautelar para suspender o pregão eletrônico. 

"Em cognição sumária própria de pedido de cautelar, vislumbra-se a plausibilidade das irregularidades e riscos de dano ao Erário municipal no certame em apreço, destacando: - haver, a princípio, cláusula restritiva no Edital, 3.8, em que se veda a participação de Cooperativas; - provável desclassificação irregular da Cooperativa UNIMOTO BRASIL – Cooperativa de Transporte Motociclístico de Encomendas, porquanto não se observa vínculo de subordinação, pessoalidade e habitualidade, entre essa Cooperativa e a Secretaria Municipal; - provável vultoso prejuízo aos cofres públicos com a contratação irregular sob exame, o que vai de encontro a princípios basilares da República e Administração Pública, insculpidos na Constituição Federal", votou Valdecir Pascoal, no referendo da cautelar. 

O relator determinou, ainda, que "a Secretaria suspenda a execução contratual e, por conseguinte, os pagamentos, até o exame final de mérito". 

O voto do relator, acatando a representação do MPCO, foi aprovado por unanimidade pelos demais conselheiros da Primeira Câmara do TCE. 

O TCE abriu um novo processo, de auditoria especial, para acompanhar o cumprimento desta cautelar e analisar as defesas a serem apresentadas pela Prefeitura do Recife.



Moro volta a dizer que jamais entrará para política eletiva
Autor
Adriano Roberto

Moro volta a dizer que jamais entrará para política eletiva

O juiz federal Sergio Moro afirmou nesta segunda-feira (5) que não descumpriu a promessa que fez de não ingressar na política ao aceitar o cargo de ministro da Justiça do governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e que considera que este será um posto predominantemente técnico.

"Não pretendo jamais disputar um cargo eletivo", afirmou numa palestra em Curitiba na noite desta segunda, primeira participação dele em um evento público depois de aceitar o convite de Bolsonaro.

Moro também disse que fará parte do governo de Bolsonaro porque percebeu que há uma série de receios "infundados" em relação à gestão do próximo presidente e que poderia colaborar para "desanuviar" essas dúvidas.

"Eu sou um homem da lei. Também achei que minha participação poderia contribuir para afastar esses receios infundados", afirmou, ressaltando não acreditar que Bolsonaro fará um governo autoritário.

Ao lamentar sua saída da magistratura, que ocupa há 22 anos, Moro disse que aceitou a indicação para o cargo no Executivo porque considera que poderá avançar em pautas anticorrupção e contra o crime organizado.

Afirmou ainda que já está elaborando projetos nesse sentido para encaminhar ao Legislativo a partir de janeiro. Com informações da Folhapress.