Blog do Adriano Roberto


Uma chapa Ciro-Haddad com apoio do PSB começa a ser levada a sério
Autor
Adriano Roberto

Uma chapa Ciro-Haddad com apoio do PSB começa a ser levada a sério

Tudo começa a se encaixar nas vesperas do carnaval pernambucano, a visita do presidenciável do PDT, Ciro Gomes, ao Palácio do Campo das Princesas, o namoro do PT com a base do governador, Paulo Câmara e o possível impedimento de Lula pela justiça para ser candidato.

O PT vai empurrar a candidatura de Lula o máximo que puder, mas mesmo seus líderes mais inflamados já jogaram a toalha. Sabem que o TSE manterá a inelegibilidade do ex-presidente. A prisão dele, sim, ainda é uma incógnita, tal o número de recursos que o nosso sistema legal permite.   

Vão manter a fantasia de tê-lo como candidato para ajudar o discurso da vitimização, quando, finalmente, ele receber o cartão vermelho. Até lá, a tropa da esquerda fica unida e o eleitorado permanece cativo.   

Mas sem a foto de Lula nas urnas, o que fazer?

Essa é a pergunta que assombra os pesadelos dos petistas.

Por causa de Lula ou da fragilidade do próprio partido, nenhum quadro relevante, com projeção nacional, floresceu à sombra da sua esmagadora liderança.

Quem?

O PT não tem ninguém que possa substituir Lula, e, sem ele, a fragmentação das candidaturas de esquerda será natural. Guilherme Boulos, Manuela D'Ávila, Ciro Gomes e até Marina Silva vão disputar com um eventual candidato petista os votos dos órfãos de Lula.

É nesse deserto de nomes fortes que começa a prosperar, aqui e ali, a ideia de uma chapa Ciro Gomes-Fernando Haddad. Pela primeira vez em sua história, o PT deixaria de ter uma candidatura única. Em compensação, manteria a chance de voltar ao poder. O ex-governador cearense, como demonstrou a última pesquisa Datafolha, é o maior beneficiário dos votos herdados de Lula. 

A favor de Ciro tem, ainda, o fato de ser do Nordeste e segundo informações de dentro do governo de Pernambuco, esta sendo articulado com os partidos da base oposicionista além do PT tem PSBPDTPCdoB e PSOL

Contra Ciro tem... Ciro.

Com informações do R7



Veja o edital do concurso do TRT de Pernambuco com salários de até R$ 11 mil
Autor
Adriano Roberto

Veja o edital do concurso do TRT de Pernambuco com salários de até R$ 11 mil

O Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) lançou na última semana o edital do concurso público para servidores, destinado ao preenchimento das vagas existentes e que vierem a surgir, para os cargos de Analista Judiciário e Técnico Judiciário.

Para nível superior (Analista Judiciário), atualmente, a remuneração inicial é de R$ 11.006,82, e para nível médio (Técnico Judiciário), R$ 6.708,53, ambos com jornada de 40 horas semanais.

As inscrições ficarão abertas, exclusivamente, via internet, no período das 10h do dia 8 de fevereiro às 14h do dia 6 de março (horário de Brasília). Para se inscrever, o candidato deverá acessar o endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br, preencher o formulário de inscrição e efetuar o pagamento da taxa, até 6 de março, exclusivamente no Banco do Brasil.

As Provas Objetivas e Discursivas serão realizadas na cidade do Recife-PE, com previsão de aplicação em 29 de abril. A confirmação da data e as informações sobre horários para a realização das provas serão divulgadas oportunamente por meio de Edital, publicado no Diário Oficial da União e no site www.concursosfcc.com.br. Detalhes sobre os cargos, áreas, escolaridade, pré-requisitos, descrição das atribuições básicas e conteúdo programático estão estabelecidos no Edital.

Mais informações sobre o concurso podem ser obtidas através do Serviço de Atendimento ao Candidato (SAC) da Fundação Carlos Chagas, por meio do Fale Conosco, no endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br ou pelo telefone (11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h (horário de Brasília).

Confira o Edital na íntegra.



Indefinição dos candidatos prejudica mais Marília Arraes
Autor
Adriano Roberto

Indefinição dos candidatos prejudica mais Marília Arraes

Dentro da informação que me passou um dos integrantes da cúpula do PT de Pernambuco de que aguarda o desempenho de seus candidatos para decidir se vai coligar ou lançar a candidatura própria descobri que essa mesma cúpula, do Estado e nacional, não levou a sério a última pesquisa feita pelo instituto de Arcoverde. 

Minha fonte petista revela que a fala do presidente, ontem em entrevista, dando a entender que quer se coligar com o PSB é o resultado de uma falta de parâmetro (pesquisa) para dosar até quanto pode valer a pena investir em Marília Arraes como candidata petista. O PT está com o prioridades maiores do que pagar uma pesquisa por aqui.

Outro problema é que os demais partidos se enchem de pesquisas internas, que tem um custo bem menor e não precisam ser registradas, mas não disponibilizam recursos para pagar um grande instituto numa medição maior.

A Rede Globo até faria uma pesquisa em Pernambuco, mas segundo a direção da emissora para se fazer um levantamento é de intensão de votos é preciso que haja pré-candidatos o que nem PT e nem o palanque da oposição conseguiram consenso para apontar até agora.

Enquanto isso vamos ficando com apenas uma pesquisa feita até agora que, apesar de ter sido favorável a candidata do PT não animou a cúpula do partido nem Lula a investir na neta de Arraes para candidata do partido em Pernambuco.



A difícil escolha de Márcio França
Autor
Adriano Roberto

A difícil escolha de Márcio França

Do Radar - Márcio França está entre a cruz e caldeirinha. A proposta de Geraldo Alckmin para que ele migre para o PSDB é muito tentadora, mas há um enorme porém: a própria legenda.

No PSDB, França terá que participar das prévias e não há garantia de vitória, mesmo que Alckmin interceda por ele. O partido é grande e cheio de caciques.





Nem 24 horas: Estação de bombeamento inaugurada por Temer rompe em Cabrobó
Autor
Adriano Roberto

Nem 24 horas: Estação de bombeamento inaugurada por Temer rompe em Cabrobó

EXCLUSIVO                 EXCLUSIVO               EXCLUSIVO              EXCLUSIVO

Não durou nem um dia o bombeamento da transposição do São Francisco, eixo norte. A segunda estação de bombeamento em Cabrobó rompeu na concretagem do solo. Com a obra parada, a água do Rio São Francisco deixa de ser elevada a 58,5 metros, o equivalente a um prédio de 19 andares e de reforçar o abastecimento a 9,2 mil habitantes do município.

Segundo informações de moradores do local, assim que a comitiva presidencial virou as costas, os funcionários da empresa de engenharia, da construtora Emsa, responsável por tocar as obras, começaram a correria para desligar as bombas e identificar o problema.  No momento elevatória está completamente parada e não há previsão para o término para conserto.



Gilmar: Caso de Lula na Ficha Limpa é de clareza aritmética
Autor
Adriano Roberto

Gilmar: Caso de Lula na Ficha Limpa é de clareza aritmética

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, afirmou nesta quinta-feira (1º) que a hipótese de enquadramento da situação jurídica do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Lei da Ficha Limpa seria de clareza "aritmética".

O ministro ressaltou que não estava comentando o processo específico do ex-presidente, mas a situação em geral de condenados criminalmente por um tribunal de segunda instância.

Lula teve a condenação por corrupção e lavagem de dinheiro confirmada por decisão do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). A Lei da Ficha Limpa afirma que condenados em segunda instância, como o TRF-4, por esses crimes ficam proibidos de disputar eleições por oito anos.

"Eu não vou emitir juízo concreto sobre isto. O que vocês sabem é que determinados crimes, com decisão em segundo grau, portanto decisão não suscetível de alteração no próprio tribunal, esses crimes dão ensejo à inelegibilidade", disse Mendes.

"Agora, se há um caso de, vamos chamar assim, ilegalidade, ou de legalidade, aritmética é essa da dupla condenação, da condenação pelo colegiado em segundo grau. Nesse caso a decisão está tomada. O Supremo já decidiu isso em ADC [ação declaratória de constitucionalidade], já decidiu isso em outros processos, de modo que me parece que essa questão está definitivamente pacificada", afirmou o ministro.

Os advogados de Lula afirmam que não há provas no processo suficientes para condená-lo e indicam a intenção de brigar na Justiça para conseguir manter a candidatura do ex-presidente.

Gilmar Mendes fez as afirmações em rápida entrevista a jornalistas no TSE, antes do início de sua última sessão como presidente do tribunal. Ele deixa o cargo após cumprir os quatro anos de mandato na Justiça Eleitoral previstos legalmente.



Embraer e Boeing vão criar uma terceira empresa
Autor
Adriano Roberto

Embraer e Boeing vão criar uma terceira empresa

Por Miriam Leitão - A Embraer aceitou a segunda proposta da Boeing para o modelo de parceria entre as companhias. A brasileira e a americana vão criar uma terceira empresa, que ficará encarregada da operação comercial da fabricante de aviões. O segmento será desenvolvido pelas duas. A parte militar do negócio, que travava a combinação entre as empresas, ficará de fora, continuará sob o comando exclusivo do governo brasileiro.

A negociação evoluiu muito bem a partir dessa nova proposta da Boeing. O modelo atende ao interesse das duas partes. Embora ainda seja necessária uma série de estudos, esse é o ponto de partida para que o negócio seja fechado.

Em entrevista no meu programa na GloboNews, o ministro Raul Jungmann contou ter pedido ao executivo financeiro da Boeing que fosse criativo na proposta. O governo busca uma forma de manter o controle sobre o braço militar da Embraer;

— O governo quer que dê certo, ele torce para dar certo. Inclusive eu me reuni com o CFO, o financeiro da Boeing e sua equipe, e eu disse, encontre uma maneira, sejam criativos. A gente aposta nesta parceria porque o mercado aeronáutico global está mudando e é importante tanto para a Embraer quanto para a Boeing.

O nosso problema é que o controle, se ele passa para outro país, as nossas decisões ficam exatamente subordinadas àquele país. Por exemplo, se o Congresso americano amanhã decidir que não é de seu interesse o desenvolvimento de um reator nuclear [...], se ele tem o controle da Embraer isso está rompido. Se ele resolve mudar o sistema de controle aéreo todo brasileiro, ele tem o controle sobre isso.



Vice-Governador França e o PSB com a bola toda em SP
Autor
Adriano Roberto

Vice-Governador França e o PSB com a bola toda em SP

Por Ricardo Noblat - A quem lhe pergunta se Geraldo Alckmin (PSDB) apoiará sua candidatura em outubro ao governo de São Paulo, o vice Márcio França (PSDB) responde com outra pergunta: “Você acha que eu poderia fazer o que estou fazendo se não contasse com a concordância dele?”

França costura o apoio de outros partidos à sua candidatura e ameaça demitir do governo os nomes do PSDB que se recusem a apoiá-lo. No final de março próximo, ele assumirá o governo de São Paulo à saída de Alckmin para concorrer à vaga do presidente Michel Temer. E quer, em seguida, disputar a reeleição.

O PSDB ocupa o governo de São Paulo há mais de 20 anos. Em troca do apoio do partido à sua candidatura, França acena com o apoio do partido dele à candidatura de Alckmin. Uma vez que o acordo seja selado, Alckmin ganhará o tempo de propaganda eleitoral do PSB no rádio e na televisão, mercadoria preciosa.

“Em uma campanha curta como será a deste ano, de não mais do que 45 dias, mais tempo de televisão poderá fazer uma enorme diferença”, costuma dizer Alckmin a amigos. De resto, o PSB tem governadores e prefeitos em uma região onde Alckmin amarga baixo índice de intenção de votos – o Nordeste.

Já foi maior a reação do PSDB à ideia de abrir mão do governo de São Paulo para reforçar a candidatura de Alckmin a presidente. Mas ela ainda existe, estimulada principalmente pelo prefeito João Dória que almeja suceder Alckmin como inquilino do Palácio dos Bandeirantes. O nó só será desatado depois do carnaval.

No momento, França está com pinta de cavalo vencedor. Guarda na manga para o PSDB a vaga de vice em sua chapa.



Governo de PE planeja concursos anuais para Polícia Civil no Estado
Autor
Adriano Roberto

Governo de PE planeja concursos anuais para Polícia Civil no Estado

O governo do estado de Pernambuco planeja realizar concursos anuais para a Polícia Civil (PC PE). O intuito é repor a vacância ocasionada pela aposentadoria dos servidores ativos. Atualmente, a corporação passa por considerável déficit na carreira de delegado.

O resultado disso é o aumento do índice de violência apresentado pelo estado. O mês de agosto, por exemplo, apresentou a maior taxa de homicídios dos últimos sete anos, comparando o mesmo período. Por isso, serão abertos concursos todos os anos, mesmo que ofertando número menor de vagas.

Sendo assim, um levantamento está sendo feito para analisar as projeções do próximo certame. Em breve, serão informados quantitativo de vagas e cargos contemplados, bem como suas remunerações.

Concurso PCPE 2018

O Concurso ainda não tem datas oficiais para lançamento. No entanto, segundo o governador do estado, Paulo Câmara, o edital deverá ser lançado, ainda, neste ano. A realização de certames anuais faz parte dos planos do governo para reduzir a vacância ocasionada por aposentadorias.

O déficit no quadro funcional, principalmente, na carreira de delegado, levou ao aumento do índice de violência registrado em Pernambuco. A taxa de homicídios, por exemplo, cresceu, consideravelmente, quando comparada a anos anteriores.

Ao ser anunciado e confirmado, o Concurso PC PE 2018 deverá contemplar os cargos de delegado, agente e escrivão. Todas as carreiras exigem formação em nível superior, sendo específica em Direito para delegado.

Os candidatos deverão ser avaliados por meio de provas objetivas, discursivas, práticas (digitação), teste de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e avaliação de títulos. As etapas podem variar, conforme o cargo pretendido.

As provas, assim como no certame anterior, deverão ser aplicadas nas cidades de Petrolina, Caruaru, Serra Talhada, Recife e região metropolitana.

Cargos, salários e atribuições

A expectativa é de sejam ofertadas vagas nas carreiras de delegado, agente e escrivão. Os três cargos exigem graduação, sendo específica em Direito para delegado. A jornada cumprida é de 40h semanais. Veja maiores detalhes sobre as carreiras:

Delegado: tem, como atribuições, a direção, supervisão, coordenação, planejamento, orientação, controle e execução da administração policial estadual, além de investigações e operações policiais. Também é responsável pela instauração e presidência de procedimentos. A remuneração inicial indicada no último edital foi de R$ 9.069,81.

Agente: tem, como atribuições, cumprimento de mandados, custódia de presos, direção de viaturas durante atividades de diligência, operação de equipamentos computacionais e de comunicação, além de armamento, dentre outras. Em último edital, a remuneração inicial prevista era de R$ 3.276,42.

Escrivão: dentre suas funções, estão a assessoria, execução e controle de atividades relacionadas à formação dos atos da Polícia Judiciária, expedição de certidões de ofício, execução de tarefas administrativas e manutenção do sigilo necessário à elucidação dos fatos. Remuneração inicial prevista, em último edital, de R$ 3.276,42.

As remunerações acima indicadas estão sujeitas a reajuste. Além da escolaridade, o candidato deve atender a requisitos previstos em edital, tais como estar quite com obrigações eleitorais e idade mínima de 18 anos.

 



O STF é bom de discurso só falta aplicar a lei
Autor
Adriano Roberto

O STF é bom de discurso só falta aplicar a lei

Por Bernardo Mello Franco do OGlobo - Já virou tradição. A abertura do ano judiciário se tornou um grande encontro de investigadores e investigados. A confraternização se repetiu ontem no plenário do Supremo. Juízes, procuradores e políticos sob suspeita trocaram cumprimentos, posaram para fotos e ouviram juntos o Hino Nacional.

Por força do protocolo, a ministra Cármen Lúcia se viu cercada por três alvos da Lava-Jato. À sua esquerda, sentou-se o presidente Michel Temer, denunciado por corrupção, organização criminosa e obstrução da Justiça. À direita, o senador Eunício Oliveira, o “Índio” da lista da Odebrecht. Completou a mesa o deputado Rodrigo Maia, apelidado de “Botafogo” nas planilhas da empreiteira.

A anfitriã fez um belo discurso em defesa do Judiciário. Sem citar Lula, mandou recado aos petistas que protestaram contra a condenação do ex-presidente. “Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão”, disse. “O que é inadmissível é desacatar a Justiça, agravá-la ou agredi-la”.

Tudo certo, mas faltou dizer que o Supremo já permitiu o desacato duas vezes na gestão da ministra. Na primeira, aceitou que Renan Calheiros ignorasse uma ordem para deixar a presidência do Senado. Na segunda, curvou-se a uma rebelião contra o recolhimento noturno de Aécio Neves. O tucano se salvou do castigo graças ao voto de minerva de Cármen.

A procuradora Raquel Dodge fez o discurso mais duro da cerimônia. Disse que o país sofre com a “corrupção ainda disseminada” e o “sentimento de impunidade”. Ela citou Ulysses Guimarães (“A corrupção é o cupim da República”) e cobrou a aplicação da lei aos poderosos: “Os culpados precisam pagar por seus erros. Só assim afasta-se a sensação de impunidade e se restabelece a confiança nas instituições”.

Bonitas palavras, mas o Supremo e a Procuradoria têm culpa no cartório. Até hoje, a corte não julgou nenhum réu da Lava-Jato. A delação da Odebrecht já fez aniversário, mas só gerou uma denúncia contra político com foro privilegiado.

*

O delegado indicado para chefiar a Polícia Federal no Rio é filiado ao PSC. Ontem o pré-candidato do partido ao Planalto foi alvo de uma operação que apura fraudes no Postalis. Tudo em casa.



Aeroporto de Serra Talhada recebe visita técnica e novos equipamentos
Autor
Adriano Roberto

Aeroporto de Serra Talhada recebe visita técnica e novos equipamentos

Do farol de Notícias - Uma semana após a visita do secretário de Transportes de Pernambuco, Sebastião Oliveira, a Brasília (DF), a Comissão de Implantação do Sistema de Controle de Espaço Aéreo (CISCEA) enviou um técnico a Serra Talhada para a escolha do local onde será instalado a Estação Meteorológica do Aeroporto Santa Mahalhães, que deverá funcionar em meados de março.

Em conversa com o Farol, o técnico em Eletrônica, Gilberto Neumann, informou que o aeroporto tem todas as condições para instalação de forma rápida, da estação, pela boa estrutura já existente. “A estação meteorológica é de última geração e enviará informações pela internet e para as aeronaves, tais como informações em tempo real sobre visibilidade, chuva, raios, temperatura e pressão, umidade e outras”, detalhou o técnico.

Os preparativos para instalação serão iniciados imediatamente, pois a prioridade é considerada “alta”, segundo o técnico do Comando Aéreo.

EQUIPAMENTOS

Representando os técnicos da Secretaria de Transportes de Pernambuco e do DER/PE, Allan Pereira, Gerente de Convênios, acompanhou a visita do Comando Aéreo e destacou que outros equipamentos já estão nas dependências do aeroporto, tais como torre para Raio – X e disciplinadores de filas.

“Estamos muito confiantes, pois existe um esforço concentrado do secretário de Transportes Sebastião Oliveira, do governador Paulo Câmara e do ministro Maurício Quintela (Transportes) e de todos os envolvidos na concretização das obras e estruturas necessárias, para que, em breve, o nosso aeroporto comece as operações”, comemorou Allan Pereira.