Blog do Adriano Roberto


Refis vai ser pago do nosso bolso nos impostos do combustível
Autor
Adriano Roberto

Refis vai ser pago do nosso bolso nos impostos do combustível

A boa ação que os deputados estão armando para favorecer a eles e aqueles que financiam a campanha deles, que atende pelo nome de Refis e perdoa multas e juros no rombos das empresas com o fisco, já tem um pagador. Nós, os contribuintes brasileiros.

O presidente Michel Temer decidiu aumentar impostos para fechar as contas deste ano, apesar da crise política e de sua baixa popularidade. O governo já bateu o martelo pela elevação da alíquota do PIS/Cofins que incide sobre combustíveis e não depende do aval do Congresso.

A medida pode entrar em vigor imediatamente por meio de um decreto. Nos cálculos da área técnica do governo, cada R$ 0,01 de aumento na alíquota do PIS/Cofins sobre a gasolina resulta em uma arrecadação anual de R$ 440 milhões. No caso do diesel, a receita é de R$ 530 milhões.

A decisão sobre o aumento do imposto veio no dia em que o governo identificou um buraco de aproximadamente R$ 10 bilhões para cobrir no Orçamento. A estimativa inicial era de que parte desse buraco teria que ser coberta por meio da elevação da carga tributária. Segundo apurou o Estadão/Broadcast, até quarta-feira, 19, o governo ainda trabalhava com a possibilidade de ter que aumentar outro tributo para compensar a perda de arrecadação.

As alternativas seriam o aumento da alíquota de IOF sobre o câmbio ou operações de crédito e a elevação da Cide sobre combustíveis. A decisão, no entanto, ainda não havia sido tomada. O desenho final está sendo divulgado nesta quinta-feira, 20, junto com o relatório trimestral de avaliação de receitas e despesas do Orçamento, que mostra como o governo pretende atingir a meta de não ultrapassar o déficit de R$ 139 bilhões em 2017.

Embora tenha dito diversas vezes não ter intenção de elevar tributos, a avaliação no Planalto é de que, como as receitas previstas pela área econômica não se confirmaram, um aumento de R$ 0,10 no preço do litro da gasolina não teria grande impacto no bolso do consumidor e ainda ajudaria as contas públicas.

O impacto dessa elevação do imposto na inflação seria amenizado porque a gasolina tem sofrido seguidas reduções de preço. A área técnica da Fazenda trabalhava com a possibilidade de ainda ter que fazer um novo corte de despesas do Orçamento, embora pequeno, e trabalhava para evitar esse caminho. Com o corte de R$ 39 bilhões, atualmente em vigor, ministérios e órgãos enfrentam dificuldade em manter a máquina funcionando.

Como uma elevação do PIS é imediata, e a da Cide exige 90 dias para entrar em vigor, o governo pode fazer um movimento conjugado: aumenta o PIS temporariamente até a tributação da Cide entrar em vigor – estratégia que já foi adotada antes. O PIS/Cofins do etanol também pode ser elevado.

A preocupação no governo era a de que a decisão não prejudicasse a competitividade relativa do etanol frente à gasolina. O preço do açúcar em Nova York disparou ontem e um dos motivos apontados por analistas foi a possibilidade do aumento. O setor ontem esperava uma alta de 11% no PIS da gasolina. A alíquota de R$ 0,67 iria para R$ 0,75.



Lobista coloca Renan e Jader no colo de Moro
Autor
Adriano Roberto

Lobista coloca Renan e Jader no colo de Moro

Veja - O lobista Jorge Luz, preso desde fevereiro pela Operação Blackout, 38ª fase da Operação Lava Jato, afirmou ao juiz Sergio Moro, em depoimento nesta quarta-feira, que os senadores Jader Barbalho (PMDB-PA) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) receberam propinas de 11,5 milhões de reais a partir de contratos de dois navios-sonda da Petrobras.

O dinheiro teria sido pago a pedido de Fernando Baiano, um dos operadores do PMDB, em troca de sustentação política a dois diretores da Petrobras – Paulo Roberto Costa (Abastecimento) e Nestor Cerveró (Área Internacional) -, que estariam “balançando” nos cargos entre o final de 2005 e o começo de 2006. Considerados peças fundamentais no petrolão, os dois ex-diretores da estatal se tornaram delatores da Lava Jato.

Conhecido como “operador dos operadores”, Jorge Luz disse ao magistrado que conhece Renan e Jader desde os anos 1980 e, por isso, topou aproximá-los, com a ajuda de Baiano, dos diretores da estatal. Preso sob a acusação de ter intermediado R$ 2,5 milhões de propinas da empreiteira Schahin a funcionários da Petrobras, Luz e seu filho, Bruno – também preso -, não são delatores, mas aceitaram colaborar com a Justiça nesse processo.

“Havia um pedido alto para que houvesse esse apoio [aos diretores], o apoio se traduziria em ajuda financeira e em uma oportunidade de que esses políticos pudessem participar de operações que viessem a surgir no decorrer do tempo”, disse. Segundo ele, houve uma reunião para discutir o caso. “Estávamos eu, o Cerveró, o Paulo Roberto Costa, o Aníbal, o Jader. Eu não tenho certeza se o Renan estava”, disse, ressaltando que Renan havia participado de uma outra reunião anterior.



Leia aqui a Coluna do Edmar Lyra desta quinta, 20

Bruno Araújo será candidato a senador em 2018

Aos 45 anos, Bruno Araújo vive o melhor momento da sua vida, tendo sido deputado estadual por duas ocasiões e deputado federal por três, agora ele ocupa o poderoso ministério das Cidades, uma pasta eminentemente política e estratégica, além de ter o controle absoluto do PSDB em Pernambuco. Neste momento ele é disparado o principal quadro tucano no estado.

É evidente que o PSDB terá cadeira cativa na eleição majoritária de 2018 pois precisa dar palanque ao seu candidato a presidente da sigla, que pode ser Geraldo Alckmin ou João Doria. O governo está praticamente descartado, pois ninguém quer entrar numa aventura para correr o risco de ficar sem mandato, portanto o Senado será o caminho de Bruno, que há muito tempo sonha acordado com o salão azul e tem neste momento a faca e o queijo pra isso.

Bruno tem dialogado com todas as forças políticas, e sabe que será senador tanto na chapa de Paulo Câmara quanto na de Fernando Bezerra Coelho e por isso calculará bem qual será sua opção. Ciente de que Armando Monteiro hoje é favoritíssimo para a primeira vaga de senador caso dispute a reeleição, Bruno sabe que se for pro palanque de Fernando, poderá comer o cartão de Jarbas Vasconcelos, que há muito tempo deixou de ser um bicho papão eleitoral.

No palanque de Paulo, caso não haja o rompimento de Fernando, Bruno sabe que Armando poderá ser obrigado a disputar o governo e aí ele poderia ser senador junto com o próprio Jarbas na Frente Popular, o que também não seria mau negócio, pois a equação tem se desenhado para que apenas Jarbas, Armando e ele próprio disputem com chances a Câmara Alta. Sem Armando na disputa, obviamente ele seria favoritíssimo a ganhar junto com Jarbas, pois Pernambuco tem o hábito de eleger o senador junto com o governador. As exceções raras foram 1994 quando Carlos Wilson derrotou Armando Monteiro Filho e em 2006 quando Jarbas se elegeu senador descasado da chapa de Eduardo.

Bruno Araújo não desprezará a chance que a vida pública está lhe dando e por isso é candidatíssimo a senador no ano que vem, quem pensar que ele tentará a reeleição para a Câmara Federal em 2018 estará profundamente equivocado.

Discórdia – Um membro de um partido no estado fez uma dura crítica ao secretário de governo Sileno Guedes, responsável pela articulação política da gestão Geraldo Julio. Pra ele, Sileno é uma espécie de camisa 10 do time de Geraldo que só faz gol contra. Geraldo não sabe o mal que a postura de Sileno tem causado a sua gestão.

Inelegível – O Ministério Público de Contas e o Tribunal de Contas do Estado identificaram em auditoria preliminar irregularidades em operações financeiras feitas pela gestão de Elias Gomes (PSDB) em Jaboatão dos Guararapes a respeito do JaboatãoPrev. Há quem diga que o desdobramento do inquérito que foi aberto poderá deixar o ex-prefeito de Jaboatão inelegível em 2018.

Aliança – Após a oficialização da saída de Antonio Campos do partido, o PSB de Olinda se reuniu com o prefeito Professor Lupércio (Solidariedade) e garantiu a entrada da legenda na base do prefeito que impôs uma grande derrota ao irmão de Eduardo Campos em 2016. Participaram do encontro o vereador Mizael Prestanista e o presidente da sigla Estevão Britto.

Pauta – O deputado Silvio Costa Filho (PRB) visitou ao lado de representantes do setor sucroenergético nacional o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Marcos Pereira, presidente nacional licenciado do seu partido. No encontro, Silvio e os representantes do setor levaram ao ministro, que tem assento na Câmara de Comércio Exterior (Camex), pedido para que seja favorável à proposta de taxação do etanol de milho importado dos Estados Unidos em 17%, que será votada na próxima terça-feira (25), na Camex.

RÁPIDAS

Neco – O ex-vereador Manoel Neco, candidato derrotado a prefeito de Jaboatão, negou que estivesse se filiando ao PRTB e que seria candidato a deputado federal em 2018. O seu projeto é tentar uma cadeira na Alepe e apoiar Lucas Ramos para deputado federal.

Abrigo – O destino do deputado federal Jarbas Vasconcelos e do seu pupilo Raul Henry será o PSB caso se confirme a entrega do PMDB a Fernando Bezerra Coelho. Não será a primeira vez que Jarbas sai do PMDB pra se filiar ao PSB, em 1985 disputou a prefeitura do Recife pelo partido de Arraes e derrotou Sergio Murilo numa das disputas mais sujas da história de Pernambuco.

Inocente quer saber – Por quê Sileno Guedes não cativa as pessoas nem atende telefone?





Administração de hospitais convoca 247 aprovados em concursos
Autor
Adriano Roberto

Administração de hospitais convoca 247 aprovados em concursos

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), convocou, nesta terça-feira (18), 247 candidatos aprovados em concursos públicos para quatro unidades hospitalares geridas pela estatal. Ao todo, a empresa já convocou 2.851 candidatos este ano.

Os funcionários contratados serão lotados no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte; no Complexo Hospitalar de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba; no Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará, em Belém, e no Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul.

Os profissionais são contratados pela Ebserh sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A previsão da estatal é manter a convocação de funcionários, de acordo com a disponibilidade orçamentária do governo federal.

Atualmente, a Ebserh administra 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.



Endividado(a)? Saiba quais são seus direitos
Autor
Adriano Roberto

Endividado(a)? Saiba quais são seus direitos

Aproximadamente 60 milhões de brasileiros estão inadimplentes, mas estar endividado não significa que o consumidor não tenha direitos. 
A cobrança dos débitos deve ser feita sem constranger ou humilhar o consumidor.

Confira abaixo algumas dicas do Serasa Consumidor. São 05 Práticas abusivas, que o consumidor não deve aceitar se estiver endividado. São elas:

  1. Exigir a compra de um seguro para obter ou renegociar um crédito ou o limite do cheque especial. Essa prática é chamada de venda casada e é proibida pelo Código de Defesa do Consumidor.
  2. Débito em conta corrente de valor que ultrapasse 30% do seu rendimento mensal ou, no caso do empréstimo consignado, 35%. Há uma série de ações judiciais favoráveis a consumidores que tiveram retenção de salário depositado em conta superior a esses percentuais. Exemplo: Se você ganha R$ 1.000,00 líquidos, o valor total do débito não pode ultrapassar R$ 300,00 ou R$ 350,00 no consignado.
  3. Pressão para a renegociação imediata da dívida, por telefone,sem que seja feita a análise prévia de sua capacidade de pagamento. “Não há segurança na negociação pelo telefone e, depois, fica mais difícil renegociar. 
  4. Oferta de linhas de crédito mesmo quando você está endividado. Muitas vezes, o consumidor já está comprometido com uma instituição financeira e ela continua oferecendo crédito, provocando um agravamento da situação. Portanto, se o que você ganha não comporta mais uma parcela, não se deixe levar.
  5. Falta de vontade ou displicência na hora informar o custo do produto financeiro que você está adquirindo. Não se conforme em saber o valor da parcela. Faça questão de perguntar qual é a taxa de juros e o valor total que irá pagar. Se você contratar hoje um empréstimo pessoal de R$ 1.000,00 em 12 parcelas, com as taxas de juros atuais, irá pagar cerca de R$ 1.270,60 . É importante que você conheça o valor total da dívida para se organizar.

E tem mais!!!!

  • Código de Defesa do Consumidor proíbe ameaça, coação e qualquer tipo de constrangimento à pessoa endividada.
  • Se deixar de pagar uma única prestação de um bem que adquiriu – um carro ou geladeira, por exemplo -, o credor pode entrar com um pedido de busca e apreensão para ter o bem de volta.
  • Se receber uma carta de cobrança dizendo que está sujeito à penhora de bens, tenha claro que não podem ser penhorados: salário, imóvel único da família, móveis e utilidades domésticas, como geladeira e fogão, e poupança de até 40 salários mínimos que seja anterior à dívida.


Gilmar contra o Lula condenado em 2ª instância
Autor
Adriano Roberto

Gilmar contra o Lula condenado em 2ª instância

O Antagonista - O Globo oferece dois exemplos de decisões de ministros do TSE que indeferiram candidaturas de condenados em segunda instância, antes mesmo da avaliação dos embargos:

O primeiro foi protagonizado pela ministra Maria Thereza de Assis Moura, que votou pela inelegibilidade da ex-deputada federal Jaqueline Roriz: "Não há qualquer previsão legal (...) no sentido de que a oposição de embargos de declaração afaste a possibilidade de a decisão proferida por órgão colegiado atrair a incidência da hipótese de inelegibilidade”.

Gilmar Mendes indeferiu a candidatura de Marcelo de Lima Lelis a vice-governador do Tocantins alegando que "a Lei Complementar n° 64/90, que prevê as condições de inelegibilidade e foi alterada pela Lei da Ficha Limpa, pressupõe decisão colegiada, não exaurimento de instância ordinária.”



Leia aqui a Coluna do Edmar Lyra desta quarta, 19

Esvaziamento do PSB é irreversível 

Em Brasília existe um movimento de saída de muitos deputados do PSB para partidos alinhados com o governo Michel Temer. Este movimento foi iniciado no sentido de migrar para o Democratas, do presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia há aproximadamente um mês, que logo foi identificado pelo presidente Michel Temer, que achou por bem frear a debandada do PSB.

Temer, experiente por ter presidido a Câmara por três ocasiões, entendeu que se inflasse o DEM estaria criando cobra para mordê-lo e entrou no circuito para levar esses políticos para o PMDB. Em Pernambuco o movimento se cristalizou em torno de entregar o comando do partido ao senador Fernando Bezerra Coelho, que estava afinadíssimo com Rodrigo Maia para ir para o DEM. Jarbas nesta equação perderia o comando, pois se negou a votar com Temer na admissibilidade da denúncia contra o presidente. Jarbas há muito tempo deixou de ser alguém que o PMDB quer ter nos quadros pois não tem perspectiva de poder no estado para o partido, diferentemente do futuro comandante, que sonha acordado com o Palácio do Campo das Princesas e daria ao partido uma grande possibilidade de governar Pernambuco em 2019.

Fernando levaria consigo somente da bancada pernambucana João Fernando Coutinho, Fernando Filho e Marinaldo Rosendo, podendo acompanhá-los Gonzaga Patriota, que tem se sentido desprestigiado pelo governador Paulo Câmara e sua equipe. A debandada que atualmente é de 14 deputados poderá ser de até 20 parlamentares, o que deixaria o PSB completamente fragilizado. Sob o comando de Carlos Siqueira, o PSB está longe de ser o partido dos tempos áureos de Eduardo Campos e caminha a passos largos para se tornar uma sigla irrelevante no plano nacional.

Licitação – A diretoria da OAB esteve no Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO), pedindo uma definição mais célere dos requisitos para prefeituras contratarem advogados sem licitação. A máteria está no STF, sem previsão de julgamento, gerando insegurança jurídica no interior do Estado. O presidente da OAB-PE Ronnie Duarte, o conselheiro federal da OAB Gustavo Ramiro, o conselheiro do CNMP Leonardo Acciolly e o presidente de comissão Leonardo Oliveira estiveram com o procurador geral Cristiano Pimentel. O TCE vai se adiantar ao STF, estabelecendo critérios, enquanto o STF não leva a questão ao plenário.

Ipojuca – Foi aberto recentemente um processo por improbidade administrativa envolvendo o ex-prefeito do Cabo Vado da Farmácia e o seu secretário Paulino Valério por conta da contratação de uma gráfica para a aquisição de kit escolar no valor de R$ 4 milhões, que chegou a ser impugnado pelo Ministério Público. Mesmo sendo investigado, Paulino Valério assumiu a secretaria de gestão pública e planejamento do governo Célia Sales em Ipojuca.

Congresso – O Blog Edmar Lyra e o Programa Ponto de Vista do radialista Adriano Roberto terão um stand no 4º Congresso Pernambucano de Municípios, onde serão divulgados os projetos do blog e do programa que têm conquistado todo o estado de Pernambuco, dentre eles o prêmio semestral para as melhores práticas de gestão pública municipal. Todos estão convidados para os dias 25, 26 e 27 de julho.

Embarque – O governador Paulo Câmara comanda, nesta quarta-feira, a reunião de pré-embarque da edição 2017.2 do Programa Ganhe o Mundo (PGM) e Programa Ganhe o Mundo Esportivo (PGM Esportivo). Na ocasião, 550 estudantes selecionados para o intercâmbio estudantil receberão kits de viagem – como mala, tablet, camisas e jaqueta – e assistirão à palestra sobre cuidados com a saúde, documentação, bagagem, dicas de viagem e comunicação com o Brasil.

RÁPIDAS

Recursos – O ministro da Educação, Mendonça Filho liberou R$ 14,55 milhões em recursos financeiros para as três Universidades e dois Institutos Federais em Pernambuco, além da Fundação Joaquim Nabuco. Os recursos serão aplicados na manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil, entre outros.

Orçamento – A prefeitura do Cabo de Santo Agostinho realiza nesta quarta-feira audiência pública no Centro Administrativo Municipal para debater com a sociedade a Lei de Diretrizes Orçamentárias  e o Plano Plurianual com a presença do prefeito Lula Cabral (PSB) e todo seu secretariado a partir das 9 horas da manhã.

Inocente quer saber – Por quê a prefeita Célia Sales está pedindo R$ 12 milhões de suplementação orçamentária para a secretaria de planejamento e gestão de Ipojuca?





Câmara articula distritão para manter mandatos
Autor
Adriano Roberto

Câmara articula distritão para manter mandatos

Estadão - Deputados do PMDB, PSDB e de ao menos oito partidos do Centrão firmaram acordo para incluir na reforma política o “distritão”. Pelo sistema são eleitos para o Legislativo apenas os mais bem votados em cada Estado. A medida é apontada pelos parlamentares como uma forma de assegurar a própria reeleição e, consequentemente, manter o foro privilegiado em meio ao descrédito com a classe política causado por escândalos de corrupção como os revelados pela Lava Jato.

Hoje um candidato mais votado não garante necessariamente uma cadeira na Câmara. O atual sistema é chamado de proporcional. Ele soma o número de votos de todos os candidatos e na legenda e a partir daí define a quantos assentos o partido terá direito. Os mais votados dentro da sigla são eleitos.

Por isso, ocorre o fenômeno dos puxadores de votos, como Tiririca (PR-SP), que podem ajudar a eleger parlamentares com baixa votação. Sem considerar esse modelo, a ideia é apresentar a emenda do “distritão” durante as discussões, em plenário, do texto do relator, deputado Vicente Cândido (PT-SP), a ser analisado a partir de agosto.

Esse modelo pode dificultar a renovação da Câmara e favorecer a permanência dos deputados no poder, uma vez que eles têm recall (são conhecidos por maior parcela do eleitorado pela participação em eleições passadas), visibilidade midiática e máquina administrativa, como acesso a emendas que garantem verbas para obras em redutos eleitorais.

 


Leal a Temer Maia não descarta Presidência
Autor
Adriano Roberto

Leal a Temer Maia não descarta Presidência

Em entrevista na noite dessa segunda-feira (17), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, reafirmou lealdade a Michel Temer e negou interesse em ocupar a Presidência do Brasil, pelo menos agora. "A longo prazo, é obvio que chegar onde cheguei já me coloca, daqui a duas, três eleições como uma alternativa [à Presidência], mas, a curto prazo, acho que a presidência da Câmara [dos Deputados] já me dá a possibilidade de realizações que eu nunca imaginei que eu pudesse realizar", ponderou Maia.

Em entrevista ao jornalista Roberto D'ávila, na Globo News, Maia contou que todo dia é "cobrado pela mãe" por mensagem para "não conspirar" contra Temer. "Uma coisa é o presidente da Câmara, outra coisa é o deputado eleito pelo DEM que apoia o governo do presidente Michel Temer.

Esse deputado será leal sempre. Agora, o presidente da Câmara vai ser o presidente da instituição e árbitro do jogo. Então, a minha distância do governo nesse momento e a Constituição e o Regimento da Casa são aqueles escritos que eu vou respeitar nesse processo."

Ele também falou sobre a manobra política na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que garantiu a recusa da denúncia contra Michel Temer, depois que o Planalto conseguiu trocar vários membros do colegiado. "A oposição poderia ter pedido ao Supremo [Tribunal Federal] o rito do impeachment. Não pediu.

Então, o risco de ter usado o rito do regimento, que era com a possibilidade de trocar membros, disso ninguém reclamou. Então, a partir do momento em que a oposição decidiu que aquele era o rito correto, que era o melhor para a oposição naquele momento, então foi jogo político", frisou Maia.



Leia aqui a Coluna do Edmar Lyra desta terça, 18

Os Coelho de Petrolina serão o fiel da balança em 2018

O governador Paulo Câmara caminha para o fim do seu terceiro ano de governo sem um adversário definido, pois exceto Marília Arraes, que terá que se resolver com o PT pra ser candidata a governadora em 2018, nenhum nome tem se colocado publicamente como seu adversário. Por ter o governo, Paulo tem a bola nos pés pra poder equacionar da melhor maneira a sua coligação.

O primeiro passo evidentemente é cuidar do seu governo para chegar com uma situação aceitável em 2018 a ponto de se viabilizar com melhores chances a disputa. Mas o governador não poderá descuidar da articulação política e o primeiro passo será garantir a presença dos Coelho de Petrolina no seu palanque.

A entrega da secretaria de Agricultura a Fernando Bezerra Coelho será o primeiro sinal de que o senador marchará com a reeleição do governador, encaminhar a indicação do ministro Fernando Filho para o posto de vice-governador será uma prova inequívoca de que os Coelho marcharão com Paulo Câmara no ano que vem.

Fechando a equação dos Coelho, o governador estará tranquilo para fechar outras demandas, como por exemplo a oferta de senador a Bruno Araújo, onde garantiria com Jarbas Vasconcelos uma chapa bastante competitiva para 2018. Fechando a costura dos Coelho e depois de Bruno e do PSDB, Paulo Câmara não deixaria outra alternativa ao senador Armando Monteiro senão a aliança com o PT, o que por osmose traria o ministro da Educação Mendonça Filho para o palanque da Frente Popular.

Esse sinal do governador aos Coelho terá efeito imediato na Frente Popular, pois sem a perspectiva da família poderosa de Petrolina migrar pra oposição, outros atores menores como Eduardo da Fonte (PP) e Pastor Eurico (PHS) que já fizeram gestos de rompimento para valorizar o passe, diminuiriam significativamente a fatura a ser cobrada, pois não enxergarão futuro na oposição. Portanto, tudo em 2018 para determinar o vitorioso na disputa pelo Palácio passa pela família Coelho, que se decidir romper com o governador estará iniciando um efeito dominó difícil de ser saneado pelo Palácio do Campo das Princesas.

Vice – A imprensa nacional veiculou fortemente a informação de que o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) quer mesmo que o candidato a vice-presidente seja do Nordeste. O nome da viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, foi lembrado como alguém que garantiria o PSB na chapa tucana e facilitaria a candidatura de João Doria a governador de São Paulo, pois Márcio França seria convencido a não tentar a reeleição.

Visita – O presidente Michel Temer virá novamente a Pernambuco amanhã para lançar, ao lado do ministro das Cidades Bruno Araújo, na cidade de Caruaru, o programa cartão-reforma. Desde que assumiu a presidência da República, Michel Temer tem dispensado atenção especial ao nosso estado, que além de ter quatro ministros, vem ganhando uma série de recursos federais.

Ciumeira – A pré-candidatura de Marilia Arraes a governadora tem causado muita ciumeira no PT. Quem está bastante incomodado com a postulação da neta de Arraes e prima de Eduardo Campos é o ex-prefeito João Paulo, que trabalha diariamente para levar o PT para o palanque de Armando Monteiro.

Palestras – No próximo dia 29 estaremos realizando duas palestras, uma na sede do PPS no Recife para filiados do partido sobre redes sociais na política e outra na Câmara de Goiana na Caravana 25 do Democratas com o tema: “A crise e o Brasil: há caminhos?”. Muitos partidos, faculdades e câmaras municipais têm nos convidado para debater temas relacionados à política.

RÁPIDAS

Edson Vieira – Com a sinalização de que o ministro das Cidades Bruno Araújo será candidato majoriário em 2018, o caminho ficou completamente aberto para que o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira seja candidato a deputado federal no ano que vem.

Rifado – Mais uma semana se passou e nada de o PSDB decidir entregar a presidência estadual do partido ao ex-prefeito Elias Gomes, que segue ameaçando deixar a sigla rumo ao PPS caso a sua guilhotina no ninho tucano seja confirmada.

Inocente quer saber – O que deveria ser prioridade em Araripina, gastar R$ 5 milhões em festas ou pagar o salário dos professores?