Blog do Adriano Roberto


Ladrão que rouba iPhone se dá mal
Autor
Adriano Roberto

Ladrão que rouba iPhone se dá mal

Definitivamente não é um bom negócio para os ladrões tentar roubar qualquer produto da Apple. Dois suspeitos de participarem de um assalto à agência do Banco do Brasil situada na via local da Avenida Agamenon Magalhães, na área central da capital pernambucana, foram presos no final da tarde desta terça-feira (7). De acordo com a Polícia Militar, a prisão aconteceu no bairro de Maranguape, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, após o grupo ser localizado através do sistema de monitoramento por GPS de um dos celulares iPhones roubados na ação.

Segundo o G1, o grupo é formado por cinco homens e uma mulher, de várias cidades e foram apreendidas armas e recuperados celulares e outros objetos de clientes e funcionários, além de malotes de dinheiro do banco e um veículo utilizado no roubo, segundo a assessoria de imprensa da PM. A quantia detalhada dos materiais apreendidos não foi informada. Três equipes da força-tarefa contra assaltos a bancos participaram das buscas, além de um helicóptero da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE).

A possibilidade de mais pessoas terem participado da ação criminosa não foi descartada pela polícia. "Pode ter mais gente envolvida. A Polícia Civil vai fazer as investigações colhendo as imagens do banco e da própria rua onde tem as nossas câmeras da SDS e identificar mais elementos que participaram desse crime", afirmou o Coronel Alexandre Menezes, comandante do 16º Batalhão da Polícia Militar.

Os presos e os materiais apreendidos foram levados para o Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife. "A gente alerta as vítimas que tiveram os celulares subtraídos na agência que procurem o Depatri para recolhê-los", orientou o comandante.

O assalto

Inicialmente, a Polícia Militar havia divulgado que dois homens tinham assaltado clientes e funcionários da agência. Após render os vigilantes do local, os assaltantes levaram celulares, carteiras, joias e fugiram. Toda a ação durou menos de 15 minutos e ocorreu por volta das 15h30 desta terça-feira (7). Por meio de nota, a assessoria de imprensa do Banco do Brasil confirmou o assalto na agência, mas informou que, "por questões de segurança, não divulga detalhes para não atrapalhar as investigações".



Ministério anuncia final do vazamento na transposição

Do Portal G1 – Caruaru - O Ministério da Integração Nacional confirmou na manhã deste sábado (4) que o vazamento registrado no reservatório Barreiro, em Sertânia, no Sertão de Pernambuco, foi totalmente contido na madrugada deste sábado. A estrutura fica localizada entre as estações de bombeamento 5 e 6 (EBV-5 e EBV-6) do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Devido ao vazamento, cerca de 60 famílias de 10 comunidades foram removidas para áreas seguras. Um ginásio, uma escola municipal, um salão paroquial e o canteiro de obras do Projeto São Francisco, todos na comunidade Rio da Barra, estiveram disponíveis para abrigar temporariamente as famílias.

Além do alojamento, foram providenciados kits de ajuda emergencial contendo colchonetes, material de higiene e mantimentos. Todas as famílias continuam recebendo apoio por parte da empresa responsável pela obra do Projeto naquele trecho, segundo o Ministério. Técnicos das empresas responsáveis pelas obras do Projeto São Francisco na região trabalharam durante toda a noite para fechar o vazamento

Segundo nota enviada pelo Ministério, após a identificação do vazamento, técnicos da área Ambiental e de Fiscalização do Projeto foram pessoalmente – de casa em casa – alertar os moradores de comunidades no entorno sobre as medidas de segurança. “As avaliações técnicas realizadas não apontaram risco estrutural ao reservatório. As causas do vazamento ainda não foram identificadas”, diz a nota.

Obras

As obras do reservatório Barreiro foram iniciadas em março de 2014 e finalizadas em setembro de 2015. O início do enchimento se deu em 25 de fevereiro deste ano e a saída das águas pela estrutura de controle aconteceu no dia 27 do mesmo mês, totalizando dois dias de enchimento. Sua capacidade é de 2.612.000 m³.



Governo volta a avaliar elevação de impostos para bater meta
Autor
Adriano Roberto

Governo volta a avaliar elevação de impostos para bater meta

A alta de impostos voltou a ser avaliada pelo governo como uma alternativa, ao longo deste ano, para elevar a arrecadação e garantir o cumprimento da meta fiscal. A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todas as riquezas do País) do quarto trimestre de 2016, que será divulgado nesta terça-feira, 7, e o saldo de todo o ano passado servirão de base para a definição do planejamento orçamentário de 2017.

A auxiliares, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, vem repetindo que fará o corte “que for necessário” no orçamento para garantir a meta deste ano, um déficit de R$ 139 bilhões. Por enquanto, a alta de impostos é apenas uma possibilidade e não deve ser incluída nos cálculos de receitas e despesas do governo.

Mas, se for necessário, a equipe econômica não hesitará em lançar mão, ao longo do ano, da medida mais drástica de alta de tributos para fechar as contas.

Hoje, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga o saldo das contas nacionais de 2016 que, pelas expectativas do mercado, foi negativo em 3,6%, conforme pesquisa feita pelo Projeções Broadcast com 48 instituições financeiras.

Apesar disso, o governo aposta que a retomada econômica começou agora, no primeiro trimestre, e se consolidará a partir do segundo trimestre, o que seria o primeiro indicador do fim da recessão.

Será esta a linha mestra das participações do ministro Henrique Meirelles e do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, no G-20, em Baden Baden, na Alemanha, na semana que vem. Dois trimestres consecutivos de resultados positivos é a premissa básica para atestar o fim de um período recessivo. Mas, somente no final de maio será conhecido o resultado oficial do primeiro trimestre.

Saldo. Meirelles já instruiu sua equipe a balizar os cálculos orçamentários de 2017 sem abrir mão, em nenhum centavo, do saldo previsto para o resultado primário. O anúncio do corte orçamentário será feito no próximo dia 22, com o envio ao Congresso do relatório de avaliação de receitas e despesas. Há pressão da ala política do governo para que seja incluída no relatório uma previsão de crescimento do PIB mais otimista, o que permitiria um corte menor.

“Não há dúvida que vamos cumprir a meta fiscal”, disse uma fonte da equipe econômica. O ministro Meirelles orientou a equipe a não fazer estimativas de corte antes da revisão definitiva do PIB.

O Orçamento foi elaborado com projeção do crescimento do PIB de 1,6% e, no fim do ano passado, a projeção oficial da Fazenda estava em 1%. Outro problema para o governo é o impacto negativo da queda mais acelerada da inflação nas receitas que também terá que ser administrado. Já se sabe que a previsão de receitas com concessões e venda de ativos vai cair. As últimas previsões apontam para uma queda de R$ 10 bilhões.

O governo, no entanto, espera uma boa performance da segunda etapa do programa de repatriação de recursos não declarados ao exterior, muito semelhante a do ano passado. A parte que coube à União com o programa foi de R$ 23 bilhões. A Fazenda também conta com o reforço do leilão de áreas de petróleo no pré-sal no fim do ano e do regime de regularização tributária.

A preocupação da área econômica é de que este início de retomada alimente uma pressão política para um corte menor no Orçamento, como ocorria no governo Dilma Rousseff, quando as estimativas de receitas eram superestimadas para acomodar as despesas. 



Lula diz que se candidata em memória da Marisa
Autor
Adriano Roberto

Lula diz que se candidata em memória da Marisa

Atendendo ao apelo de dirigentes partidários e sindicalistas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve concorrer à presidência do PT. Ele aceitou o argumento de que seria o único capaz de reunificar a sigla e que qualquer outro nome poderia amplificar a disputa interna, conforme revelado pela Folha de S. Paulo.

O lançamento do nome de Lula para o Presidência deve contar com o apoio de líderes internos. Em uma reunião realizada na semana passada, o ex-presidente concordou que sua candidatura seja apresentada às diferentes tendências do PT, e não seja endossada apenas pela sua corrente, a CNB (Construindo um Novo Brasil).

Alguns membros do partido, no entanto, não abrem mão de uma candidatura própria. Como é o caso de Valter Pomar (Articulação de Esquerda) e do senador Lindbergh Farias (RJ).

Dirigentes do Instituto Lula também são contra à candidatura do ex-presidente, pois acreditam que ele ficará com uma agenda burocrática muito cheia. Alguns defendem que a instituição, que enfrenta crise financeira e foi citada em esquemas de corrupção, se enfraqueça ainda mais com a ausência de Lula.

Como lembra o texto, a vontade da ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu após um AVC em fevereiro deste ano, que queria que Lula reassumisse o controle da sigla para se fortalecer para concorrer à Presidência do país.



IRH-PE divulga informações sobre novo Processo Seletivo

O Instituto de Recursos Humanos do Estado do Pernambuco (IRH-PE) anuncia, em publicação divulgada recentemente, que em breve abrirá Processo Seletivo válido por dois anos. Obs. o nosso blog tentou acessar a página e não estava no ar. Entramos em contato com o IRH e ninguém soube informar o problema.

Com ênfase na contratação temporária, o objetivo é preencher um total de 28 vagas distribuídas entre os cargos de Médico Perito (22), Engenheiro do Trabalho (3), e Técnico em Segurança do Trabalho (3).

A portaria estabelece que a criação de todos os instrumentos indispensáveis para inscrição, recebimento dos recursos, elaboração e divulgação dos resultados, assim como todos os comunicados necessários, são de responsabilidade da Comissão Executora.

Em nosso endereço eletrônico você encontra o comunicado publicado no Diário Oficial do Estado de Pernambuco. Fique atento, pois em breve mais informações serão concedidas.



Ex-governadores e viuvas gastam R$ 35,8 milhões com pensões

Endividados e em crise financeira, os governos estaduais gastam pelo menos R$ 35,8 milhões por ano com o pagamento de pensões a ex-governadores e dependentes deles. Os pagamentos são legais, mas tramitam na Justiça várias ações que questionam essas pensões – no último dia 15, a Justiça da Bahia suspendeu por liminar (decisão provisória) o pagamento de pensão vitalícia a ex-governadores.

Levantamento do G1 encontrou 16 estados que pagam esses benefícios. O gasto mensal é de R$ 2,98 milhões. Algumas dessas pensões são pagas inclusive a quem ocupou o cargo por poucos meses ou poucos dias.

Para chegar a esse resultado, o G1 pediu a todos os governos de estados e do Distrito Federal a relação de ex-governadores e dependentes que recebem pensão e dos valores pagos a eles. Somente o governo da Bahia não respondeu.
No Mato Grosso, até governadores interinos têm direito à pensão. Iraci Araújo Moreira, que foi vice do ex-governador e atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, recebe mensalmente R$ 15.083,79 (em valores brutos), todos os meses. Ela assumiu o cargo por alguns dias, durante as viagens internacionais de Maggi.

Maria Valquíria dos Santos Cruz herdou uma pensão de R$ 15.083,79 mensais. Ela é viúva de Evaristo Roberto Vieira da Cruz, que foi presidente da Assembleia Legislativa do Mato Grosso e ganhou direito ao benefício porque exerceu o cargo de governador por 16 dias.

Leonel Arcângelo Pavan ocupou a cadeira de governador de Santa Catarina entre 25 de março e 31 de dezembro de 2010, o que lhe deu direito a uma pensão mensal de R$ 23.880,16. Ele era vice de Luiz Henrique da Silveira, que deixou o cargo para concorrer ao Senado.

O Paraná também coleciona casos de ex-governadores que ocuparam o cargo por poucos meses e conseguiram direito à pensão vitalícia. Uma das pensões, de R$ 30.471,11 mensais, é paga a Madalena Gemieski Mansur, viúva de João Mansur, que ficou um pouco mais de um mês no cargo.

O Pará paga a maior pensão encontrada no levantamento do G1: R$ 48.753,78 mensais, ao ex-governador Aurélio Correa do Carmo.

A lista de quem recebe pensão como ex-governador inclui também políticos investigados e até condenados.
É o caso do ex-governador e ex-senador mineiro Eduardo Azeredo, condenado a 20 anos e 10 meses de prisão em 2015 pelo chamado mensalão tucano.

O ex-governador Pedro Pedrossian, governador do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, recebe duas pensões, uma de cada estado: R$ 24.117,64 e R$ 30.471,11, respectivamente, num total de R$ 54.588,75 por mês.
Ao menos 16 estados pagam pensão a ex-governadores e dependentes deles (Foto: Arte/G1) Ao menos 16 estados pagam pensão a ex-governadores e dependentes deles 

49 anos de contribuição. O Congresso já começou a discussão sobre a proposta de reforma da Previdência enviada pelo presidente Michel Temer. A principal mudança prevista é que homens e mulheres só terão direito à aposentadoria pelo INSS a partir dos 65 anos.

A proposta também prevê que os trabalhadores precisarão contribuir para o INSS por 49 anos para ter direito à aposentadoria integral, ou seja, equivalente ao salário. Esse valor, porém, tem um teto, que hoje é de R$ R$ 5.531,31, bem mais baixo que a maior parte das pensões pagas a ex-governadores e suas viúvas.

O levantamento do G1 mostra que pelo menos 16 estados brasileiros pagam pensão vitalícia: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte, Maranhão, Piauí, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Acre e Rondônia.

Procurado pelo G1, o governo da Bahia não respondeu aos pedidos de informações sobre pagamento de pensões. Entretanto, no último dia 15, uma liminar (decisão provisória) da Justiça suspendeu o pagamento de pensões a ex-governadores do estado. O governo de Sergipe informou o valor das pensões pagas a viúvas, mas não divulgou o nome delas. O Piauí, que paga pensão a seis ex-governadores e dois dependentes, não informou os nomes deles.

Quem recebe?
Ao todo, 76 ex-governadores recebem pensão dos estados citados. Desses, 18 acumulam o benefício com aposentadoria de deputado ou senador e chegam a ganhar mais de R$ 50 mil por mês.
Há ainda outros 55 dependentes de políticos, a maioria viúvas, que recebem pensão dos estados. Dezoito desses dependentes também acumulam pensões do Congresso.

O levantamento do G1 encontrou ainda 12 políticos que exercem atualmente mandato de senador ou deputado federal e que acumulam salário de congressista e pensão como ex-governador.

Considerando apenas ex-governadores (ou seja, sem contar viúvas), a menor pensão encontrada no levantamento é de R$ 10,5 mil mensais, paga a Francelino Pereira dos Santos e Eduardo Azeredo, que governaram Minas Gerais. O estado com a maior despesa é o Maranhão: R$ 4,38 milhões por ano. Em segundo lugar está o Rio Grande do Sul, com um gasto de R$ 4 milhões ao ano. O Rio Grande do Sul é um dos estados com situação financeira grave e que negocia um socorro do governo federal.

O Rio de Janeiro, estado com a pior situação fiscal do país e que vem atrasando salários de servidores e pagamento a fornecedores, gasta mais de R$ 2 milhões por ano com as pensões.

Supremo
A discussão sobre a legalidade do pagamento de pensões está no Supremo Tribunal Federal (STF), que já suspendeu, por exemplo, o pagamento do benefício pelo governo do Pará. O estado, no entanto, mantém o pagamento das pensões, numa despesa mensal de R$ 275 mil. A assessoria do governo informou que o jurídico estadual entende que a decisão do STF afeta apenas o pagamento de novas pensões.

O STF analisa ações semelhantes contra o pagamento de pensão vitalícia para ex-governadores do Acre, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia e Sergipe.

Em alguns desses estados, a pensão não é mais garantida a novos governadores, mas continua sendo paga àqueles que adquiriram o direito por terem deixado o cargo quando a respectiva lei ainda estava vigente. É o caso do Piauí e do Rio Grande do Norte.

Há casos ainda, como no Paraná, em que o governo chegou a suspender o pagamento das pensões, mas os ex-governadores recorreram à Justiça para continuar recebendo o benefício.
Beneficiários justificam

Por intermédio do marido, Roberto França, a ex-vice-governadora do Mato Grosso Iraci Araújo Moreira França informou que o recebimento da pensão é legal.

O ex-governador do Pará Aurélio Correa do Carmo disse considerar "justa" a pensão de R$ 48,7 mil que recebe. "Eu recebo uma pensão como ex-governador do estado, que foi aprovada pelo Supremo [STF], pois ela é de antes da Constituição de 88". Segundo ele, o valor da sua pensão é maior que a de outros ex-governadores porque está somada à que ele recebe por ser desembargador aposentado. "Então, a soma destas duas é que chega a esse valor. Eu acho merecido o que eu recebo", disse Carmo. "Eu não acho injusto receber um pagamento pelo que me é devido. Eu tenho direitos adquiridos, julgados a meu favor", completou.

Por meio do advogado, Eduardo Azeredo informou que "a pensão especial que me é paga pelo Governo de Minas é fruto de decisão judicial, que a considerou justa e devida".

O ex-governador mineiro Francelino Pereira dos Santos, de 95 anos, informou, por meio de sua secretária, que dedicou 55 anos à vida pública e que a lei o protege. A secretária informou ainda que o valor que ele recebe é um pouco diferente: R$ 10.236,76. O valor da pensão recebida por Francelino foi informado ao G1 pelo governo de Minas Gerais.

A família do ex-governador do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul Pedro Pedrossian informou que prefere "não falar sobre esse assunto, até porque em todos os questionamentos sobre esses pagamentos, a Justiça está dando ganho de causa a ele".

O G1 não localizou Maria Valquiria dos Santos Cruz, viúva do ex-governador do Mato Grosso Evaristo Roberto Vieira da Cruz. Também não conseguiu contato com Madalena Gemieski Mansur, viúva do ex-governador do Paraná João Mansur.
A reportagem também não obteve resposta da assessoria do ex-governador de Santa Catarina Leonel Pavan.
* Colaboraram G1 RS, G1 SC, G1 PR, G1 MG, G1 SE, G1 PB, G1 RN, G1 MA, G1 PA, G1 MT, G1 MS, G1 AC e G1 RO.



7 órgãos abrem inscrições para 465 vagas na segunda
Autor
Adriano Roberto

7 órgãos abrem inscrições para 465 vagas na segunda

Pelo menos 7 órgãos abrem inscrições de concursos públicos, na segunda-feira (6), para 465 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os salários chegam a R$ 6 mil na Prefeitura de Penalva (MA), que oferece 235 vagas.

Nos concursos para formação de cadastro de reserva, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Veja os concursos abaixo:

Câmara Municipal de Itatiaia (RJ)

A Câmara Municipal de Itatiaia (RJ) fará concurso para 9 vagas em cargos de níveis fundamental e médio. As remunerações variam de R$ 1.397,08 a R$ 1.822,29. As inscrições estarão abertas de 6 a 21 de março pelo site www.rboconcursos.com.br. A prova será aplicada em 9 de abril (veja o edital no site da organizadora).

Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (CREA-SE)

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (CREA-SE) divulgou edital de concurso público para 9 vagas em cargos de níveis médio e superior. Os salários vão de R$ 1.808,38 a R$ 3.071,77. As inscrições estarão abertas de 6 de março a 7 de abril pelo site www.advise.net.br. Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva (veja o edital no site da organizadora).

Conselho Regional de Odontologia de Alagoas (CRO-AL)

O Conselho Regional de Odontologia de Alagoas (CRO-AL) vai abrir concurso para 4 vagas em cargos de nível médio. As remunerações vão de R$ 937 a R$ 2.163,23. Os candidatos podem se inscrever pelo site www.idecan.org.br no período de 6 de março a 6 de abril. A prova objetiva está prevista para o dia 28 de maio (veja o edital no site da organizadora).

Prefeitura de Assis Chateaubriand (PR)

A Prefeitura de Assis Chateaubriand (PR) vai abrir concurso para 15 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários vão de R$ 961,16 a R$ 2.298,80. As inscrições podem ser feitas pelo site www.saber.srv.br entre os dias 6 e 27 de março. Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, prevista para o dia 23 de abril (veja o edital no site da organizadora).

 

Prefeitura de Buriti dos Lopes (PI)

A Prefeitura de Buriti dos Lopes (PI) divulgou edital de processo seletivo para 96 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos temporários de todos os níveis de escolaridade. As remunerações variam de R$ 937 a R$ 1.149,40. As inscrições podem ser feitas de 6 a 20 de março pelo site www.institutolegatus.com.br A prova está prevista para 16 de abril (veja o edital no site da organizadora).

Prefeitura de Confresa (MT)

A Prefeitura de Confresa (MT) fará processo seletivo para 97 vagas em cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os salários vão de R$ 937 a R$ 1.641,41. Os candidatos podem se inscrever entre os dias 6 e 17 de março pelo site http://assepublica.listaeditais.com.br. A prova objetiva será aplicada na data provável de 2 de abril (veja o edital no site da organizadora).

Prefeitura de Penalva (MA)

A Prefeitura Penalva (MA) divulgou edital de concurso público para preencher 235 vagas em diversas áreas do Executivo em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários variam de R$ 937 a R$ 6.000. As inscrições podem ser feitas pelo site www.institutomachadodeassis.com.br entre os dias 6 de março e 19 de abril. A prova está prevista para o dia 4 de junho (veja aqui a matéria completa).

Do G1 



Estoura barragem da transposição em Sertânia

Um barragem que integra o sistema da transposição do Rio São Francisco, em Sertânia, sertão do Moxotó, rompeu nesta sexta, 3, próximo a PE-275, no sentido do Distrito de Rio da Barra, zona rural do município. A Barragem de Barreiros tem capacidade média de 5 milhões de metros cúbicos de água. Durante as últimas horas, houve informações desencontradas sobre a real extensão do dano

O Ministério da Integração usou o termo “vazamento”, que chegou a ser difundido nas redes sociais. Mas as imagens divulgadas pelas redes sociais, dão a ideia real de um rompimento importante na parede, tamanha a água que se perdeu no local. As versões iam de um simples vazamento a um grande estouramento.

Ainda não se tem certeza do comprometimento da barragem com o acidente. Engenheiros da empresa Paulista estão alertando moradores de comunidades como Maxixe e Rio da Barra. Técnicos também estão fechando o bombeamento antes da Barragem e bombeando parte da  água para o Açude Campos. A barragem já tinha sangrado para o canal da transposição, bombeando água para a Barragem de Campos, que manda água para abastecer outra Barragem em Sertânia. Comportas foram fechadas para evitar mais danos.

O vazamento começou por baixo da parede, em uma depressão que surgiu e acaba escoando grande volume de água. A área fica entre as EBVs 5 e 6. está indo embora. São mais de dez caçambas movendo pedras e areia para tentar conter o vazamento, mas a situação é complexa.  Autoridades do governo foram avisadas no fim da manhã desta sexta-feira. Pelas informaçõse colhidas até o início da tarde, não havia risco de rompimento dessa barragem, localizada no eixo leste da Transposição do Rio São Francisco. De toda forma, as comunidades que moram na região teriam sido avisadas sobre o episódio. (Com informações do Blog Nill Junior)



Veja os principais concursos que encerram inscrições em março

De acordo com informações divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente o Brasil tem 12, 9 milhões de pessoas em situação de desemprego, índice de 12,6% no trimestre encerrado em janeiro. Com isso, muitos trabalhadores estão buscando por alternativas para se reinserirem no mercado de trabalho de forma mais segura, sendo os concursos públicos, opções viáveis e mais estáveis.

Veja os 10 concursos públicos que já lançaram editais e que encerrarão suas inscrições em março deste ano.

CRBio 1ª Região
O Conselho Regional de Biologia da 1ª Região (CRBio1), que envolve os estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul divulgou seu edital para o preenchimento de cargos de formação de nível médio e superior. Para candidatos de nível médio, são oferecidas cinco vagas para técnico e auxiliar administrativo em São Paulo, Campo Grande e Cuiabá. Para os que possuem ensino superior é possível o ingresso nos cargos de analista de TI, fiscal biólogo, jornalista e advogado. As remunerações variam de R$ 3.292,15 a R$ 6.625,21 e os interessados devem se inscrever até o dia 17 de março no site da Vunesp . A taxa de inscrição será de R$ 60 para os cargos de nível médio e R$ 90 para nível superior.

Aeronáutica
A Aeronáutica do Brasil lançou mais um edital a fim de preencher 55 vagas em cargos de nível superior, nos exames de admissão para cursos de adaptação de dentistas, farmacêuticos, oficiais de apoio, engenheiros e capelães da aeronáutica. As remunerações iniciais estão estimadas em R$ 7.796 e as inscrições devem ser feitas até o dia 21 de março de 2017, por meio dos sites da FAB e CIAAR . A taxa de inscrição é de R$ 120.

CPAEN
A Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM)  divulgou o edital para a inserção de 30 profissionais na Escola Naval (CPAEN). Vale ressaltar que 18 vagas são exclusivas para candidatos do sexo masculino e 12 para candidatas do sexo feminino, em especial para o Corpo de Intendentes da Marinha.  Os interessados devem ter mais de 18 e menos de 23 anos de idade e possuir o ensino médio completo. A remuneração inicial é de R$ 1.054, podendo chegar a R$ 1.372. As inscrições se encerram dia 31 de março e devem ser realizadas no sites Ensino Mar  e Ingresso na Marinha .

IABAS-SP
O Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde do estado de São Paulo (IABAS – SP) realizará um processo seletivo para o preenchimento de 110 vagas em diferentes cargos de níveis fundamental, médio e superior, como por exemplo, assistente administrativo, assistente social, técnico de saúde e acompanhante comunitário. Os salários variam de acordo com o cargo e jornada de trabalho, indo de R$ 97,96 por hora até R$ 12.621,70 mensais. Os interessados devem se inscrever até o dia 12 de março através do site da CONSESP , com taxa de inscrição nos valores de R$ 70 para nível superior, R$ 35 para nível médio e R$ 25 para o fundamental.

Prefeitura de Silva Jardim-RJ
Com o intuito de inserção imediata de 104 profissionais, a Prefeitura de Silva Jardim no estado do Rio de Janeiro, oferece oportunidades para todos os níveis de escolaridade, como advogado, agente fiscal de saúde e engenheiro civil. Os salários iniciais variam entre R$ 1.014 e R$ 4.448,11 e as inscrições devem ser feitas no site do Instituto IBDO  até o dia 2 de março. A taxa de inscrição varia entre R$ 42 e R$ 90.
Leia mais: Especialista fala sobre Indústria 4.0 e reinserção no mercado de trabalho
FURG

A Universidade Federal do Rio Grande (FURG), no estado do Rio Grande do Sul, divulgou seu edital para o provimento de duas vagas em cargos da Carreira do Magistério Superior. As oportunidades são para atuação nas áreas de engenharia elétrica, linguística, letras e artes. O cargo de professor assistente necessita de graduação na área escolhida, além de titulação em nível de mestrado. A remuneração é de R$ 6.273,01 e as inscrições devem ser feitas até o dia 6 de março no site da FURG . Será cobrada uma taxa de inscrição no valor de R$ 130.
UFMG

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) lançou edital para o cargo de professor adjunto nas áreas de citologia, histologia, embriologia e anatomia. Os interessados devem ser graduados na respectiva área e ter titulação em nível de doutorado em ciências biológicas, ciências da saúde ou biotecnologia. A remuneração inicial é de R$ 9.570,41 e as inscrições devem ser feitas até o dia 30 de março na Secretaria Geral do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, Bloco M, sala 308 Avenida Presidente Antônio Carlos, nº 6627, Pampulha, Belo Horizonte/MG. O valor da taxa de inscrição é de R$ 215,99.
TJ-PR

O Tribunal de Justiça do estado do Paraná (TJ-PR) lançou edital para 5 vagas na carreira da magistratura, na  função de juiz substituto. O subsídio mensal do cargo é de R$ 28.947,54, sendo necessário ter diploma de bacharel em direito e pelo menos três anos de atividade jurídica comprovada. Os interessados devem se inscrever até o dia 3 de março no site da Cespe  e será cobrada uma taxa de inscrição no valor de R$ 240.
CRF-DF

O Conselho Regional de Farmácia do Distrito Federal (CRF-DF) abriu processo seletivo para a admissão de 10 novos servidores para cargos como auxiliar de serviços gerais, motorista, assistente administrativo, farmacêutico fiscal, administrador e advogado. Os salários variam entre R$ 1.600 e R$ 5.055 e as inscrições devem ser efetuadas no site da IADES  até o dia 9 de março.  A taxa de inscrição é de R$ 48 para nível fundamental, R$ 68 para nível médio e R$ 85 para o nível superior.
CRESS-PE

O Conselho Regional de Serviço Social da 4ª Região (CRESS), que envolve o estado de Pernambuco, divulgou edital para mais um de seus concursos públicos para os cargos de auxiliar de serviços gerais, auxiliar administrativo e agente fiscal. As remunerações variam entre R$ 1.012 e R$ 3.454, mais benefícios como vale alimentação e vale transporte. As inscrições devem ser feitas no site da Quadrix  até o dia 13 de março, com taxas de inscrição de R$ 80 para agente fiscal, R$ 60 para auxiliar administrativo e R$ 40 para auxiliar de serviço gerais.

*Com informações da Ache Concursos



Marcelo Odebrecht coloca culpa no pai dele
Autor
Adriano Roberto

Marcelo Odebrecht coloca culpa no pai dele

O executivo Marcelo Odebrecht demonstrou em seu depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o que um dos advogados e magistrados presentes na audiência chama de "grande mágoa". Marcelo atribuiu ao pai, Emilio Odebrecht, algumas decisões equivocadas tomadas pela empresa.

Uma delas teria sido a de construir a arena Corinthians, cedendo a pressões do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governo federal, que queriam que a abertura da Copa do Mundo de 2014 fosse realizada em São Paulo.

Segundo a jornalista Mônica Bergamo publicou em sua coluna na Folha de S. Paulo, Marcelo teria tentado barrar, em vão, esta e outras decisões do pai.



Preso há 5 meses, Cunha impressiona com a frieza
Autor
Adriano Roberto

Preso há 5 meses, Cunha impressiona com a frieza

Desde que chegou ao Complexo Médico Penal, em Pinhais, no Paraná, o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB) "não mostra abatimento algum. Nunca sorriu, nunca chorou, nunca deu uma gargalhada". Ao ser informado sobre um acidente sofrido pela sua mulher, a jornalista Claudia Cruz, que fraturou a perna e teve que ser submetida a uma cirurgia, o político teria dito apenas "ok, obrigado" ao seu informante.

Os relatos foram fornecidos ao UOL por um assistente da defesa do ex-deputado, que costuma acompanhar as suas audiências. Segundo ele, a frieza de Cunha é "impressionante".

"Cunha é um homem impassível. Não mostra abatimento algum. Nunca sorriu, nunca chorou, nunca deu uma gargalhada. Ele é hoje igual à pessoa que conduziu a sessão do impeachment [da ex-presidente Dilma Rousseff]. A frieza dele é uma coisa que impressiona", relatou o assistente.

Cunha também recebe constantes visitas da filha, que é advogada e pode solicitar audiências com ele fora dos horários das visitas tradicionais. E, como os demais presos, pode almoçar fora da cela com familiares.



Nem todos contra a versão de Marcelo Odebrecht
Autor
Adriano Roberto

Nem todos contra a versão de Marcelo Odebrecht

Nada mais natural que o primeiro anúncio da tempestade Odebrecht (a afirmação de que a chapa Dilma-Temer se valeu de caixa 2 e recebeu R$ 150 milhões na campanha) tenha arrancado uma série de negativas. Cada qual se encaixando como pode nas ainda diferentes versões sobre o esquema de corrupção envolvendo empreiteiras e políticos. Foco do momento na dissonância entre a história anteriormente contada por Cláudio Melo Filho, ex-diretor de Relações Institucionais da empresa, e o que teria dito agora Marcelo, o herdeiro do conglomerado, ao TSE.

O primeiro falou ao MPF que Temer pediu 'apoio financeiro' para o PMDB em 2014 a Marcelo Odebrecht, que se comprometeu com um pagamento de R$ 10 mi. O segundo confirmou reunião com o candidato a vice, mas negou acerto de valores. Abriu brecha para a defesa - a Secretaria de Comunicação diz que o depoimento reitera o que presidente 'vem dizendo há meses'. Em nota, Dilma afirma que suspeitas são 'insulto' à sua 'honestidade', nega ter pedido recursos, autorizado dinheiro não contabilizado ou que tenha designado Mantega para a arrecadação.

Enquanto o público aguarda novos detalhes, cresce a discussão sobre o peso das ações: não saber o valor exato combinado em uma reunião convocada com o propósito de angariar ajuda-colaboração-apoio (lícito ou não) minimiza tanto a responsabilidade do anfitrião? Mesmo que as figuras principais tenham, afinal/ao final, após diálogo ao que tudo indica real entre Padilha (atualmente ministro licenciado da Casa Civil) e Cláudio Melo, apertado as mãos? Finalmente, qual a diferença das posturas no processo que apura irregularidades de uma mesma chapa?

Nessa de apontar o dedo... Sobrou um pouco para Aécio. De acordo com Odebrecht, o presidente nacional do PSDB teria pedido R$ 15 milhões no primeiro turno da campanha. Marcelo diz que, primeiramente, negou - 'valor muito alto' -, mas que o senador sugeriu uma alternativa com pagamentos a aliados políticos. No meio da confusão da Lava Jato, o aporte financeiro não se concretizou e as doações, segundo o empreiteiro, seriam apenas oficiais.

Mais gente para falar. Jorge Luz e seu filho Bruno, apontados como operadores de propinas do PMDB, chegaram à terrinha da Lava Jato. Presos em Miami, foram transferidos para Brasília e passaram os últimos dias na superintendência da PF no DF porque o preço das passagens no carnaval estava muito alto. Chegaram hoje a Curitiba, suspeitos de distribuir pelo menos R$ 40 milhões a ex-dirigentes da Petrobrás e senadores.

Dura dança das cadeiras. Aloysio Nunes confirmado no MRE. Tomará posse na próxima terça-feira em cerimônia com o novo ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB-PR). Ele é alvo de inquérito por suposto envolvimento em possível crime eleitoral de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, com base na delação do empreiteiro Ricardo Pessoa à PGR. Teria recebido R$ 300 mil oficialmente e R$ 200 mil em dinheiro de caixa 2.