Blog do Adriano Roberto


Russomano abre mão da disputa e anuncia apoio a Doria em São Paulo

O deputado federal Celso Russomanno (PRB), parlamentar mais votado no País em 2014, com 1,5 milhão de votos, abriu mão oficialmente da disputa do governo do Estado e anuncia nesta quarta-feira, 30, apoio ao pré-candidato João Doria (PSDB). "Conversamos bastante com ele e entendemos que, neste momento, ele é o melhor candidato", afirmou Russomanno na manhã desta terça-feira, 29. A decisão de não entrar numa disputa majoritária se deu, segundo o deputado, por motivos pessoais. Ele vai tentar a reeleição na Câmara dos Deputados - atualmente, cumpre seu quinto mandato consecutivo.

O parlamentar disse que tem uma relação de amizade com Doria desde 1986 e, por isso, estará presente no evento de apoio que seu partido organiza para esta quarta na capital paulista. Com a adesão do PRB, o tucano soma agora quatro partidos na coligação - além do PRB e do PSDB, dão sustentação à sua candidatura o PSD e o PTC - , número ainda bastante inferior ao obtido na eleição de 2016, quando disputou e venceu a Prefeitura de São Paulo.

Há dois anos, o tucano reuniu 13 partidos na maior coligação pelo comando da capital paulista. Boa parte dessas alianças foi costurada pelo atual governador Márcio França (PSB), antes aliado de Doria e hoje adversário político - vice de Geraldo Alckmin, ele disputará a reeleição em outubro. Enquanto o tucano comemora a chegada do quarto partido para sua coligação, França já tem o compromisso oficial de 14 siglas - dessas, oito estavam com Doria em 2016.

Rodrigo Garcia, do DEM, é o nome que pode equilibrar essa disputa. O partido aguarda o desfecho do cenário nacional para se posicionar sobre a corrida pelo Palácio dos Bandeirantes. Garcia avalia ser vice na chapa de Doria ou mesmo na de França. O escolhido levará ainda o apoio do PP, que forma uma espécie de bloco com o DEM.

Se Garcia escolher fechar com o PSDB, Doria terá uma vantagem, mas também um problema. Isso porque ao anunciar o apoio oficial do PSD, o ex-prefeito também afirmou que caberia a Gilberto Kassab, presidente licenciado da sigla, indicar o vice na chapa. No dia em que organizou um evento em São Paulo para declarar apoio ao tucano, Kassab ressaltou à imprensa que tinha o compromisso de Doria nesse sentido. Já o tucano não teve a mesma postura.

Oficialmente, Garcia diz que tem até o fim de julho para se posicionar. A estratégia do deputado é a mesma de Rodrigo Maia, o presidenciável do partido, que, assim como Geraldo Alckmin (PSDB), não empolga nas pesquisas de intenção de voto para o Planalto. Se a candidatura não vingar e Maia fechar com Alckmin, Garcia deve fechar com Doria.

Correndo por fora nessa briga, França tem a vantagem de até agora não ter se comprometido com nenhum dos aliados sobre a vice em sua chapa ou as vagas para a disputa do Senado. E, apesar de ter reunido partidos considerados pequenos - com exceção do PR -, tem a máquina estadual na mão.

Desde que assumiu o posto de governador, já trocou metade dos secretários de Alckmin e levou para o governo representantes da nova ala de apoio, como Gilberto Nascimento Júnior (PSC), que assumiu Desenvolvimento Social, e Mário Mondolfo, ligado ao PR, que assumiu Logística e Transportes.

Paulo Skaf (MDB), que chega a empatar com Doria nas pesquisas de intenção de voto, ainda não anunciou nenhum partido aliado. O MDB, por sua vez, é a sigla que tem o maior tempo de televisão em São Paulo. A estratégia principal de Skaf, assim como Doria, é atrair DEM e PP. Já Luiz Marinho (PT) busca formar chapa com PDT e PCdoB.



Regra de eleição indireta na vacância da Presidência pode ir à Câmara
Autor
Adriano Roberto

Regra de eleição indireta na vacância da Presidência pode ir à Câmara

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, de forma terminativa, projeto de lei (PLS 725/2015) do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) que estabelece as regras para a eleição indireta no caso de vacância, nos dois últimos anos de mandato, dos cargos de presidente e vice-presidente da República.

A proposta regulamenta o parágrafo 1°, art. 81, da Constituição Federal, que já determina a eleição indireta nesse tipo de situação. O projeto de Caiado determina como será feita essa escolha.

Entre as normas, está o prazo de 15 dias para o registro dos candidatos em chapa única no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Se não for apresentado recurso até o dia 04 de junho para votação da proposta pelo Plenário do Senado, ela seguirá para análise da Câmara dos Deputados.



Nadelson Leite recebe apoio dos militares em Canhotinho
Autor
Adriano Roberto

Nadelson Leite recebe apoio dos militares em Canhotinho

O vice-presidente da Associação dos Cabos e Soldados, Nadelson Leite, foi a cidade de Canhotinho, no agreste pernambucano receber apoio de vários militares que o querem como representante deles na Assembleia Legislatica de PE. Nadelson recebeu uma lista de reivindicações dos militares PMs e das Forças Armadas que se consideram desprestigiados pela atual composiçao de deputados na ALEPE e revelaram esperança de te-lo naquela casa a aprtir do ano que vem.

Em meio a uma grande festa, Nadelson firmou compromisso de atender e focar seus projetos para a categoria militar e suas famílias. Veja no vídeo abaixo a festa feita pelos policiais para p pré-cndidato a deputado:



DER finaliza reforço da sinalização e ações pontuais na PE-126
Autor
Adriano Roberto

DER finaliza reforço da sinalização e ações pontuais na PE-126

Com a finalidade de reforçar a segurança para motoristas e pedestres que circulam pela PE-126, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Transportes, finalizou os trabalhos de implantação da sinalização vertical e de redutores de velocidade no quilômetro 31. Essa iniciativa atende um pleito da comunidade do Engenho Fervedouro, no município de Jaqueira, na Mata Sul. A rodovia liga Palmares a Quipapá.

Os trabalhos foram realizados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), contemplando a instalação de placas de sinalização, incluindo a que limita a velocidade em 40 km/h, e de duas lombadas físicas em ambos os sentidos daquele trecho, visando diminuir os riscos de acidentes.

Recentemente, nos pontos mais críticos da PE-126, o DER realizou a desobstrução dos dispositivos de drenagem, capinação e roço, para facilitar a visualização das placas de trânsito e o escoamento das águas pluviais, além da operação tapa-buracos pontual, entre os km 32 e km 36, melhorando as condições de trafegabilidade.

De acordo com Haroldo Machado, gestor do distrito de Ribeirão, responsável pelas rodovias estaduais localizadas na Mata Sul, os serviços estão sendo priorizados nos trechos onde há uma necessidade de reparo mais urgente, conforme o cronograma de ações e condições climáticas dessa região.



Após pedido de intervenção, Congresso discute saída de Temer
Autor
Adriano Roberto

Após pedido de intervenção, Congresso discute saída de Temer

O pedido de intervenção militar manifestado em protestos pelo Brasil fez com que o risco de derrubada de Michel Temer chegasse a pauta do Congresso Nacional. De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, um parlamentar da base do governo defendeu a saída do emedebista durante uma reunião a portas fechadas no Senado.

No entanto, até mesmo a oposição se manifestou contrária e o presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE), relembrou que em cinco meses o país elegerá novo presidente. Segundo ele, é preciso garantir estabilidade até lá.

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) também reagiu à possível derrubada de Temer e afirmou que, dado o cenário, o presidente precisava ficar no cargo até o fim do mandato.

Na segunda-feira (28), o presidente da Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), José da Fonseca Lopes, afirmou que a paralisação não é mais dos caminhoneiros, mas de pessoas que querem "derrubar o governo".

"Não é o caminhoneiro mais que está fazendo greve. Tem um grupo muito forte de intervencionistas nisso aí. Eles estão prendendo caminhão em tudo que é lugar. [...] São pessoas que querem derrubar o governo. Eu não tenho nada que ver com essas pessoas, nem nosso caminhoneiro autônomo tem. Eles estão sendo usados por isso", disse



Câmara Municipal de Olinda  está funcionando normalmente
Autor
Adriano Roberto

Câmara Municipal de Olinda está funcionando normalmente

A Câmara Municipal de Olinda está funcionando, hoje (28/5), normalmente. O presidente da casa legislativa, Jorge Federal está encaminhado, nesta manhã, para sanção do prefeito Lupércio Carlos do Nascimento, a Lei da nova Estrutura do Poder Executivo do Município.

“Por falta de combustível no meu carro particular, vim ao trabalho de ônibus. E quero aproveitar a oportunidade para registrar o meu reconhecimento ao Governo do Estado pelos esforços realizados no sentido de normalizar o abastecimento de combustível para a frota de ônibus que está circulando desde a madrugada desta segunda-feira,” disse Jorge Federal.

Amanhã (29/5) a Câmara Municipal de Olinda terá Sessão Ordinária, às 10 horas.



Lucrando politicamente Marcio França está cauteloso com o fim da greve
Autor
Adriano Roberto

Lucrando politicamente Marcio França está cauteloso com o fim da greve

Em pré-campanha de reeleição, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB) se colocou como agente solucionador da crise de abastecimento gerada com a paralisação dos caminhoneiros. Em um primeiro momento, ele falou grosso para, no dia seguinte, ser solidário aos caminhoneiros.

Agora, faz publicidade de 5 medidas para a “valorização de todos”, que não incluem as contrapartidas do setor que minimizam o impacto da paralisação na vida do cidadão. Apenas cita que “conta” com a retomada dos serviços. Todas as medidas que foram copiadas pelo Mchel Temer a nível nacional.

Ainda assim, o governador de São Paulo, disse que leva com “cautela” a promessa de fim da greve dos caminhoneiros. Em entrevista à Rádio Eldorado, ele afirmou que ainda pretende conversar com algumas lideranças do movimento no Estado para garantir a aceitação do acordo.

França disse também que sentiu necessidade de tomar ‘protagonismo’ durante o fim de semana quando percebeu que “ninguém queria se colocar à frente” do embate. O governador afirmou que é preciso olhar para a vida dos caminhoneiros e entender que a categoria trabalha muitas vezes sem as condições necessárias e,”no desespero, ninguém pode ter um bom raciocínio”.



Concessões a caminhoneiros vão custar R$ 10 bi ao contribuinte
Autor
Adriano Roberto

Concessões a caminhoneiros vão custar R$ 10 bi ao contribuinte

A série de concessões que o governo se dispôs a fazer aos caminhoneiros neste domingo (27) em uma nova tentativa de que eles encerrem a greve vai custar R$ 10 bilhões aos contribuintes.

"Estamos investindo R$ 10 bilhões no atendimento dessas reivindicações porque entendemos que isso se transformou no desejo da sociedade brasileira, disse o ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo).

O valor anunciado por ele é próximo àquele do impacto de uma eventual isenção de PIS/Cofins e que, na semana passada, o governo dizia não haver espaço orçamentário para conceder.

Marun disse que as situações tão diferentes porque a isenção de PIS/Cofins do diesel aprovada por Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi uma decisão "baseada em um cálculo incorreto", como o próprio presidente da Câmara admitiu posteriormente.

"Em tendo sido apontada corretamente fontes para que fosse compensada essa redução no valor de impostos, ela poderia ter sido admitida", disse Marun, apostando que os caminhoneiros retornarão ao trabalho até o fim desta segunda-feira (28).

A origem dos recursos só deve ser detalhada nesta segunda pelo ministro da Fazenda, Eduardo Guardia.

"Estamos, na verdade, dando um desconto no valor do diesel equivalente ao somatório da Cide e do PIS/Cofins e vamos criar um crédito extraordinário, as fontes estão sendo detalhadas, para que possamos, juntamente com a Petrobras, garantir esse benefício", afirmou Carlos Marun.

Marun disse que zerar Cide, PIS e Cofins exigiria que o governo os substituísse por outros tributos, o que considerou "uma situação praticamente inexequível no momento e com a rapidez desejada".

O PIS/Cofins será utilizado para indenizar a Petrobras pelo desconto que será obrigada a conceder no preço do diesel.

Em entrevista após pronunciamento do presidente Michel Temer, Marun disse que a redução de R$ 0,46 no litro do óleo diesel chegará às bombas e que o Procon já está editando medida para garantir isso.

"Não cedemos tanto neste segundo [acordo]. Praticamente foi uma garantia do que havia sido acordado na semana passada", disse Marun, minimizando a imagem de fragilidade do governo diante da pressão a que cedeu para tentar encerrar a mobilização.

Questionado se as concessões não provocavam uma imagem de fragilidade do governo e abria espaço para pressões de outras categorias, como os petroleiros, que anunciaram greve para esta quarta-feira (30), Marun negou.

"Nós cedemos, compreendemos, entendemos um pleito da sociedade e tenha certeza que não foi por pressão outra que não da sociedade que estamos atendendo essas reivindicações", afirmou o ministro da Secretaria de Governo. Com informações da Folhapress.



Bolsonaro ao lado de Gilsinho falam sobre a greve dos caminhoneiros
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro ao lado de Gilsinho falam sobre a greve dos caminhoneiros

O empresário e pré-candidato ao senado, Gilson Machado Neto (PSL), e o pré-candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) estiveram reunidos ontem (25) em Salvador (BH) e acompanharam de perto o movimento dos caminhoneiros contra os abusivos preços praticados no combustível produzido no país. Veja o vídeo abaixo divulgado pelos dois integrando do PSL: 



Caminhoneiros mantêm manifestações pelo país pelo 5º dia
Autor
Adriano Roberto

Caminhoneiros mantêm manifestações pelo país pelo 5º dia

Os caminhoneiros mantêm os bloqueios em rodovias federais pelo país nesta sexta-feira (25) mesmo após acordo com o governo federal. O motivo do protesto é o custo do diesel. O petróleo subiu de preço e a Petrobras repassa as flutuações nas cotações internacionais às refinarias. Na última quarta-feira (23), Pedro Parente, presidente da Petrobras, disse que reduziria o preço do diesel em 10% por 15 dias

Em encontro com o governo nesta quinta (24), os caminhoneiros se dividiram sobre a continuidade da paralisação e a Abcam abandonou o local. Foi fechado um acordo que deve custar R$ 5 bilhões aos cofres públicos e envolve oito entidades.

A falta de combustíveis gerou filas em postos de gasolina em todo o país. Também sem abastecimento, frotas de ônibus foram reduzidas e, em São Paulo, a Polícia Militar anunciou que irá diminuir o número de viaturas nas ruas.

Aeroportos também correm risco de desabastecimento. A Latam flexibilizou suas regras e não está cobrando remarcação de voos, e a Gol pede que os passageiros confiram as situação dos aeroportos antes de sair de casa.

As bombas secas nos postos e a paralisação nas rodovias também afetaram diretamente os estoques de suprimentos hospitalares. Em Santos, a vacinação contra Influenza A foi suspensa. No sul do país, cinco hospitais cancelaram cirurgias e nove correm risco de desabastecimento. Com informações da Folhapress.



João Paulo enaltece trajetória de vida de Antonio Souza
Autor
Adriano Roberto

João Paulo enaltece trajetória de vida de Antonio Souza

O ex-prefeito do Recife João Paulo (PCdoB) enalteceu a trajetória de vida do empreendedor social Antonio Souza, pré-candidato ao Senado pela Rede. A fala foi proferida durante a posse do novo diretório estadual do PTC, ato realizado no Recife, nessa quinta (24), com a presença do presidente nacional do partido, Daniel Tourinho, e do dirigente da sigla em Pernambuco, José Reginaldo, o Zé Bolacha, além de lideranças de todo o estado. O PTC, inclusive, foi o primeiro partido a declarar apoio oficial à chapa da Rede, formada por Antonio Souza e o Professor Jairinho para o Senado, além de Julio Lossio para o governo.
 
De acordo com João Paulo, Antonio Souza congrega bem o perfil de empreendedor com uma história de vida que é um exemplo. “Tive a oportunidade de conhecer o seu talento como um grande empreendedor. Depois, conheci a história de Antonio, que é uma história muito bonita. De um homem que lutou, como eu lutei. E que continua lutando, agora para melhorar a vida do povo”, enalteceu.
 
Em seguida, o ex-prefeito desejou sorte a Antonio Souza. “Trabalho, você realiza. Competência você tem; equipe você tem. Vejo muitos companheiros importantíssimos nessa trajetória. Na verdade, estamos precisando ter uma representação que defenda os interesses do Nordeste, de Pernambuco e do Brasil. E que tenha – como você tem – uma visão humanista, voltada para o trabalho, voltada para o pequeno”, pontuou João Paulo.


PTC oficializa apoio a majoritária de Lossio, Antonio Souza e Pr Jairinho
Autor
Adriano Roberto

PTC oficializa apoio a majoritária de Lossio, Antonio Souza e Pr Jairinho

As adesões à pré-campanha de Antonio Souza (Rede) ao Senado não param. Nesta quinta-feira (24), foi a vez do PTC formalizar seu apoio ao pré-candidato. O anúncio foi feito durante a posse do novo diretório estadual do partido, no Recife; ato prestigiado pela classe política pernambucana e pelo presidente nacional da legenda, Daniel Tourinho. Antonio Souza é o único candidato majoritário em Pernambuco a agregar outras forças no seu futuro palanque. Ele já conta com o apoio do PPL, PRP, PMN e PROS, além da Rede e do PTC.

Participaram do evento ao lado de Antonio Souza, Daniel Tourinho e José Reginaldo, o Zé Bolacha, novo presidente estadual do PTC, nomes como o ex-prefeito do Recife, João Paulo (PCdoB), o deputado federal e presidente do PPS em Pernambuco, Daniel Coelho, a deputada estadual Roberta Arraes (PP), o dirigente estadual da Rede, Clécio Araújo, o representante nacional da sigla, Roberto Leandro, o pré-candidato a senador Pastor Jairinho (Rede), os presidentes estaduais Edna Costa (PPL) e Ernesto de Paula (PRP), além de ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas.

“A política é um instrumento de mudar a sociedade. É por isso que aceitei o convite da Rede para encampar esse projeto transformador. Recebemos esse apoio do PTC com muita alegria porque o partido abraçou as causas que estamos defendendo, a exemplo da implantação da Zona Franca do Semiárido. Estamos mobilizando toda a sociedade a empunhar essa bandeira, que será a salvação do povo nordestino. Estamos juntos com o PTC, PPL, PMN, PRP e PROS, apostando nesse projeto que trará desenvolvimento para Pernambuco. Acima de qualquer projeto pessoal, nosso objetivo é ajudar nosso estado”, destacou Antonio Souza.

Segundo Daniel Tourinho, o PTC não poderia está em melhores mãos em Pernambuco. “Nosso partido está muito bem representado aqui. Antonio, você será o senador de Pernambuco”, enalteceu. Zé Bolacha disse que o PTC estará aberto aos que quiserem contribuir para o crescimento da legenda. “Com a ajuda de Deus, nós conseguiremos”. Já a deputada estadual Roberta Arraes lembrou as raízes de Antonio. “Para mim, é muito satisfatório ver a sua história de êxito; de um sertanejo que representa todo o povo do Sertão. Nós somos fortes”, comentou.