Blog do Adriano Roberto


REDE realizará evento para pré-candidatos dia 26
Autor


REDE realizará evento para pré-candidatos dia 26

O partido Rede Sutentabilidade, da presidenciável Marina Silva, que obteve em Pernambuco mais de 02 milhões de votos nas eleições de 2014, vem sedimentando sua trajetória, recentemente fortalecida com os ingressos de Julio Lossio, ex-prefeito de Petrolina e pré-candidato ao governo, e do empreendedor social Antonio Souza, pré-candidato ao senado.

Dentro do seu planejamento, a REDE tem uma vasta programação até as eleições, e realizará no próximo dia 26, um Curso de Planejamento de Campanhas – Formação Política, direcionado a todos os seus pré-candidatos e convidados .

O evento acontecerá no auditório A, da torre 2, no Rio Mar Trade Center, das 14h as 19h.

Julio Lossio e Antonio Souza tem se destacado pela qualidade das abordagens que estão fazendo em todas as regiões do Estado. Antonio Souza, tem apresentado uma proposta audaciosa para a retomada da economia nordestina, que é a proposta de implantação da Zona Franca do Semiárido.

Vamos acompanhar os dois, pois podem surpreender nas próximas eleições.



PMN é o sexto partido apoiando Antonio Souza para o Senado
Autor
Adriano Roberto

PMN é o sexto partido apoiando Antonio Souza para o Senado

Em ato com a presença da direção nacional e dos seus pré-candidatos proporcionais, nessa quinta (17), no Recife, o PMN declarou apoio oficial à pré-candidatura do empreendedor social Antonio Souza (Rede) ao Senado Federal. O partido é o sexto a ingressar nesse projeto que vem crescendo para além do meio político. Se juntou à Rede Sustentabilidade, PTC, PPL, PRP e ao PROS no conjunto de forças políticas que estarão no futuro palanque de Antonio.

Participaram do ato ao lado do pré-candidato, os presidentes nacional e estadual do PMN, Carlos Massarollo e Ivanildo Pedro, respectivamente; e estaduais da Rede, Clécio Araújo, do PTC, José Reginaldo, o Zé Bolacha, e do PRP, Ernesto de Paula; além dos secretários-gerais da Rede, Roberto Leandro, e do PROS, Ruy Cordeiro, em Pernambuco, entre outras lideranças.

“Quero dizer que é impagável essa emoção. Só aumenta o meu compromisso de seguir adiante. Quando vou conversar com as pessoas, sinto que elas começaram a acreditar. Estou com responsabilidade de carregar o sonho de vocês junto comigo. Não serei o senador apenas da Rede. Serei o senador da Rede, do PTC, PRP, PPL, do PMN, e de muitos outros que ainda vão vir. O Pros também, que foi o primeiro partido a dizer que estava conosco. O deputado João Fernando Coutinho e o presidente nacional também. Um voto o governador iria indicar e o outro seria Antonio Souza. É uma responsabilidade muito grande que me anima muito”, pontuou Antonio Souza.

O pré-candidato lembrou que sua caminhada vem ganhando adeptos para além da política, como é o caso dos cantores Fagner e Genival Lacerda, e do ex-jogador de futebol e atual dirigente Ricardo Rocha. “As pessoas estão vindo pelo coração, realmente acreditando que estamos representando esse sentimento de mudança. As pessoas precisam voltar a acreditar! E é isso que estamos procurando fazer. A gente quer apresentar uma nova forma de viabilizar as coisas. Estamos reunindo um time muito forte. Me sinto na responsabilidade de fortalecer cada vez mais essa postura; esse novo projeto onde todos estão inseridos. Quero me colocar à disposição desse conjunto de forças. Vamos focar em uma nova direção para Pernambuco. Vamos percorrer todos os recantos do estado divulgando as nossas ideias” conclamou Antonio Souza.



Inscrições para a prova do Enem terminam nesta hoje, sexta 18
Autor
Adriano Roberto

Inscrições para a prova do Enem terminam nesta hoje, sexta 18

As inscrições para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) terminam às 23h59 desta sexta-feira, no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão ligado ao Ministério da Educação - enem.inep.gov.br.

As provas serão realizadas nos dias 4 e 11 de novembro. Segundo o instituto, o exame já contava com 5 milhões de inscritos até a tarde de ontem. Desses inscritos, 3,3 milhões são beneficiados pela gratuidade, pois se enquadram no perfil de isenção da taxa. Quem não for isento deve pagar R$ 82 de inscrição.

Quem fez o pedido de isenção e quem entrou com recurso devem fazer a inscrição, independentemente do resultado.Com informações da Folhapress.



Foragido da Lava Jato deixou o Brasil em cruzeiro comercial de luxo
Autor
Adriano Roberto

Foragido da Lava Jato deixou o Brasil em cruzeiro comercial de luxo

Acusado de participar de um esquema que teria movimentado R$ 1 bilhão no mercado negro de dólar, René Maurício Loeb deixou o Brasil em um cruzeiro de luxo da companhia italiana MSC em 8 de abril, 20 dias antes da deflagração da operação "Câmbio, Desligo".

Advogados do doleiro confirmaram a viagem ao G1, mas justificaram que ela se deu por conta de graves problemas de saúde de Loeb. Afirmaram também que ele deixou o Brasil para buscar tratamentos em outro país, sem saber que o Ministério Público Federal deflagaria um operação 20 dias depois da viagem. Ainda de acordo com a defesa, viagens por via aérea a pessoas com a doença não são recomendadas.

Laudos médicos anexados ao processo confirmam a ocorrência de uma fibrose pulmonar idiopática.

O MPF, no entanto, questiona o fato de o doleiro ter escolhido se fixar na Alemanha, onde é cidadão, e afirma que o país não oferece tratamentos que não poderiam ser feitos no Brasil. Diz também estranhar o fato de uma pessoa com doença tão grave ter deixado o país em um cruzeiro comercial, sem o aparato necessário para os cuidados médicos.



Ponto De Vista bate recorde de audiência debatendo segurança
Autor
Adriano Roberto

Ponto De Vista bate recorde de audiência debatendo segurança

O quadro, Segurança de Quinta, debate sobre segurança que apresento todas as quintas-feiras no meu programa, Ponto de Vista, pela Agência PE de Rádio, bateu todos os recordes de audiência através da internet nesta quinta 17 de maio de 2018.

Contando com a presença de, Magne Cristine, vice-presidente da Ordem dos Políciais do Brasil e o nosso comentarista de segurança, Osvaldo Matos de Melo Júnior, chegamos a mais de 37 mil acessos entre sites, aplicativo e redes sociais.

Isso sem contar a audiência nas mais de 20 emissoras de rádio que retransmitem o programa em todo Estado de PE. Isso significa que a população está sim interessada em debater os grandes problemas do nosso Estado e aqui estamos, juntos, para levar estas importantes informações para vocês.

Obrigado aos nossos convidados que proporcionaram um debate de alto nível, mas principalmente o meu agradecimento vai para você, que já descobriu que seu final de tarde e começo de noite ficou muito mais informado com o Ponto de Vista. De segunda sexta, das 18 às 19 horas.

Se você ainda não viu, assista abaixo o programa desta quinta, 17-05:



STF julga inconstitucional a proibição do proselitismo em rádios comunitárias
Autor
Adriano Roberto

STF julga inconstitucional a proibição do proselitismo em rádios comunitárias

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão nesta quarta-feira (16), julgou inconstitucional a proibição a proselitismo de qualquer natureza na programação das emissoras de radiodifusão comunitária. Segundo os ministros, a norma constitui censura prévia e ofende ao princípio constitucional da liberdade de expressão. Por maioria de votos, foi julgada procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 2566, ajuizada pelo Partido da República (antigo Partido Liberal) contra dispositivo da Lei 9.612/1998 (parágrafo 1º, artigo 4º) que instituiu o Serviço de Radiodifusão Comunitária.

Liberdade de Expressão

Prevaleceu o entendimento do ministro Edson Fachin, que proferiu o primeiro voto divergente. Segundo ele, a norma impugnada pelo partido político, ao impedir a livre manifestação do pensamento, padece de “ostensiva inconstitucionalidade”. Destacou, ainda, que a jurisprudência do STF tem enfatizado a primazia do princípio da liberdade de expressão, sendo inadmissível que o Estado exerça controle prévio sobre o que é veiculado por meios de comunicação.

Fachin salientou que o direito à liberdade de expressão compreende também a liberdade de buscar, defender, receber e difundir informações. O ministro observou que a Constituição Federal (artigo 220), assegura expressamente que a liberdade de pensamento, criação, expressão e informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão restrição, desde que esse direito seja exercido sem incitação ao ódio e à discriminação. Segundo ele, o exercício da liberdade de pensamento e expressão não pode estar sujeito a censura prévia e eventuais excessos que necessitem de reparação devem ser analisados posteriormente.

O decano, ministro Celso de Mello, observou que a própria lei assegura a qualquer cidadão da comunidade beneficiada a possibilidade de manifestar suas ideias, propostas, sugestões, reclamações ou reivindicações na programação da rádio comunitária, devendo apenas encaminhar solicitação à direção. Segundo ele, vedar o proselitismo “é bloquear a livre difusão de ideias, ainda que se cuide de ideia que possamos abominar, pois a liberdade de expressão não existe apenas para amparar as ideias com as quais concordamos, mas também para viabilizar e possibilitar o livre exercício, a livre circulação de pensamento que possa até mesmo contrariar essa corrente mainstream(majoritária) que se estabelece numa dada formação social”.

Também votaram pela inconstitucionalidade da norma os ministros Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio e Cármen Lúcia.

Relator

O relator da ADI 2566, ministro Alexandre de Moraes, considerou constitucional o parágrafo 1º do artigo 4º da Lei 9.612/1998, mas ficou vencido. Em seu entendimento, a vedação legal visa assegurar o respeito recíproco entre as diversas correntes de pensamento e evitar a veiculação, de forma autoritária, de ideias políticas, religiosas, filosóficas ou científicas sem que se permita a contestação. Segundo o ministro, o Estado não pode autorizar o funcionamento de uma rádio comunitária com o objetivo de difundir uma ideia única.

Segundo Moraes, a vedação leva em conta a função específica dessas rádios de dar oportunidade à difusão de ideias, elementos de cultura, tradições e hábitos sociais de uma comunidade. Para o ministro, a vedação ao proselitismo não significa permissão à censura prévia, mas assegura a liberdade de expressão ao proibir a propagação enfática, sectária de uma determinada doutrina. Ele considera não estar configurada a censura prévia, pois ainda que as rádios que façam programas contrários às suas finalidades e princípios possam perder a concessão, a sanção deve ser decorrente de fiscalização posterior. Ele foi acompanhado pelo ministro Luiz Fux.



Defesa de Lula pede que delação da J&F não seja enviada a Moro
Autor
Adriano Roberto

Defesa de Lula pede que delação da J&F não seja enviada a Moro

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu hoje (16) ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que trechos das delações de executivos do grupo J&F não sejam remetidas para a 13ª Vara Federal em Curitiba, comandada pelo juiz Sérgio Moro.

Os advogados alegam que os fatos não têm relação com as investigações da Lava Jato e devem ser remetidos para a Justiça Federal em Brasília, onde estão  tramitação outros processos envolvendo as delações do grupo J&F.

Em um dos depoimentos de delação, o empresário Joesley Batista disse que tratou assuntos de interesse da JBS com o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega no âmbito do Banco Nacional do Desenvolvimento EcoNõmico e Social (BNDES). Em contrapartida, o PT teria recebido contribuições em contas no exterior, que poderiam ter Lula como beneficiário.

"Registre-se, por oportuno, que já se encontram em trâmite, perante a Subseção Judiciária de Brasília, três procedimentos investigatórios oriundos dos termos de colaboração que visam a apurar a suposta conta que o Grupo JBS manteria em benefício do Peticionário [Lula] ou do Partido dos Trabalhadores", argumenta a defesa. Com informações da Agência Brasil.



Concursos públicos de Maringá registram recordes de inscrições
Autor
Adriano Roberto

Concursos públicos de Maringá registram recordes de inscrições

Do G1 - Mais de 56 mil candidatos se inscreveram para os dois concursos públicos da Prefeitura de Maringá, no norte do Paraná. De acordo com a Secretaria de Recursos Humanos, nenhum outro concurso realizado pelo município teve tantos candidatos inscritos, é um recorde de participantes. Os processos visam a contratação de 152 pessoas.

O cargo que teve o maior número de inscritos é o de agente administrativo. São 18.485 inscrições para 30 vagas. A concorrência ficou em 616,17 candidatos por vaga. O número de interessados é maior do que no concurso realizado em 2014, quando também foram disponibilizadas 30 vagas para esse cargo. Na época foram 10 mil inscritos.

O período de inscrições terminou no dia 11 de maio, e o número de inscrições foi divulgado nesta quarta-feira (16). De acordo com a prefeitura, o cargo mais concorrido é o de auditor, 1.136 candidatos concorrem a uma vaga. O cargo de motorista também teve grande procura, foram 697 inscrições para uma vaga.

Um dos concursos oferece 126 vagas para 51 cargos efetivos, e o segundo oferece 26 vagas para 22 cargos. O ensalamento será divulgado no dia 4 de junho, pelo site da organizadora. As provas objetivas serão realizadas nos dias 10 e 17 de junho, conforme o cargo escolhido.

As provas de títulos estão marcadas para os dias 2 e 3 de agosto. Os testes de aptidão física estão previstos para o dia 5 de agosto e os exames práticos para os dias 5 e 12 de agosto. Os salários variam de R$ 1.207,21 a R$ 12,575,59.



Pesquisa aponta uso de perfis russos em prol de Aécio na eleição de 2014
Autor
Adriano Roberto

Pesquisa aponta uso de perfis russos em prol de Aécio na eleição de 2014

DataFolha - Essa foi uma das descobertas de pesquisadores da FGV, que analisaram sub-redes de perfis automatizados, os chamados robôs, durante as eleições naquele ano. A informação foi antecipada pela revista "Veja". Os pesquisadores identificaram manualmente 24 perfis do leste europeu atuando na campanha do tucano, responsáveis por 14.440 interações no Twitter.

O estudo aprofunda a pesquisa divulgada no último ano pela Diretoria de Análises de Políticas Públicas (DAPP) da FGV, que mostrou a interferência de robôs em momentos decisivos da disputa pela Presidência, como os debates na Globo, em que perfis automatizados responderam por cerca de 20% das interações no Twitter de apoiadores de Dilma Rousseff (PT), Aécio e Marina Silva (ex-PSB, hoje Rede).

Para o sociólogo Marco Aurélio Ruediger, diretor da DAPP, o uso de perfis de outros países demonstra que a campanha eleitoral deste ano no país também pode sofrer interferência externa, como teria ocorrido nas eleições americanas. "Não estamos livres de interferências do exterior, outro ponto importante, porque pode ter um impulsionamento de ideias e também ser deformadora do espaço político e democrático, além de impor agendas", afirma.

A análise revelou vínculos entre empresas prestadoras de serviços às campanhas dos candidatos e sites cujos conteúdos foram compartilhados por redes de robôs. Nesta etapa do estudo foram analisados duas sub-redes de perfis automatizados: uma com 699 robôs, que compartilharam conteúdos de Aécio e de Marina.

E outras 509 contas que compartilharam conteúdos associados à campanha de Dilma. Ao todo, geraram mais de 773 mil publicações, uma média de 419 por usuário. Segundo Ruediger, o uso de perfis falsos somados podem ter um grande impacto, ao interferir naquilo que as pessoas recebem e distorcer a percepção daquilo que está sendo mais debatido.

A assessoria de Aécio negou que tenha utilizado robôs durante a campanha ou autorizado qualquer empresa ou pessoa a utilizar perfis automatizados. O coordenador de comunicação digital da campanha de Marina em 2014, Caio Tulio Costa, disse que em uma ocasião a equipe identificou uma movimentação atípica de tuítes pró-Marina, imediatamente relatada à rede social. A assessoria de Dilma disse que não comentaria.



PMN formaliza apoio ao pré-candidato Antonio Souza para o Senado
Autor
Adriano Roberto

PMN formaliza apoio ao pré-candidato Antonio Souza para o Senado

O empreendedor social, Antonio Souza, capa da revista Total desta semana, está prestes a receber o apoio formal do Partido da Mobilização Nacional - PMN. O convite da reunião do partido nesta quinta-feira, 17, cita o nome do sertanejo e convoca todos os pré-candidatos do partido. O evento contará com a presença do presidente nacional do partido, Antônio Massarolo, em Recife. Veja o convite:

A Executiva Estadual do PMN em Pernambuco Convocar a todos os pré candidatos ao cargo de Deputado Estadual e Federal nesta quinta feira dia 17 as 15 horas para Participar da terceira reunião de Preparação para o pleito Eleitoral.

Na Ocasião teremos

O Presidente Nacional do PMN Antônio Carlos Massarollo;

O Dr Daniel Pessoa Responsável pela captação de recursos financeiros para as Campanhas eleitorais;

O Pré candidato ao Cargo de Senador Antônio Souza Empreendedor Social;  

E a Presença de todos os Pré candidatos para preenchimento do formulário das Inscrições de todos para o processo eleitoral de 2018.

Auditório Maria Ribeiro dos Santos, na rua Engenheiro Ubaldo Gomes de Matos 119 Edifício Marquês do Recife próximo ao cartório Roma sala 201.

Assinado por

Ivanildo Pedro Presidente Estadual do PMN em Pernambuco



Jornal de MG anuncia desistência do candidato do PSB ao governo
Autor
Adriano Roberto

Jornal de MG anuncia desistência do candidato do PSB ao governo

O jornal O Tempo de Minas Gerais anunciou nesta terça que está para acontecer a desistência do candidato do PSB ao governo de Minas em detrimento das alianças com o PT em outros estados como Pernambuco por exemplo. Veja a matéria na íntegra.

Guinada na sucessão
Articulações nacionais em curso podem mudar inesperadamente a sucessão mineira: jornalistas de Pernambuco, principal Estado governado pelo PSB, já falam em “recuo iminente” do pré-candidato do partido ao governo de Minas, Marcio Lacerda, em reciprocidade ao apoio do PT à reeleição do governador Paulo Câmara. As conversas ganharam impulso após Joaquim Barbosa se retirar da disputa presidencial e liberar o PSB para negociações com o PT. Beneficiário direto, Câmara está empenhado pessoalmente no acordo e, segundo divulgado em Recife, iria tratar do assunto no fim de semana com o outro favorecido: Fernando Pimentel.

Certo ou duvidoso
O potencial acordo PT-PSB abre um novo caminho para Lacerda, que seria a disputa do Senado com apoio petista e governista. A mudança pode ser vantajosa para o ex-prefeito. Hoje prensado entre as campanhas mais fortes de Pimentel e Anastasia, ele trocaria uma empreitada de risco por outra de sucesso quase certo. Afinal, o nome apoiado pelo Palácio da Liberdade é sempre favorito ao Senado. E a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, abre mão da vaga para Lacerda, se Pimentel quiser.

Jogo andando
Fontes pernambucanas disseram que “as negociações andaram em território mineiro” durante a semana. Ao mesmo tempo, o PT começou a pressionar pela retirada da sua pré-candidata em Pernambuco, Marília Arraes, neta de Miguel Arraes. O senador petista no Estado, Humberto Costa, chegou a usar a tribuna do Senado na quarta (9) para pedir a renúncia de Marília. O acordo PSB-PE interessa às cúpulas dos dois partidos, podendo inclusive ser estendido a outros Estados, como o Acre, segundo informou a um blog pernambucano o presidente nacional da legenda socialista, Carlos Siqueira.

Contas em família
Na decisão pessoal de Lacerda devem pesar o fator financeiro e a opinião da família. O PSB poderá ajudar mais os Estados com os R$ 40 milhões que havia reservado para a campanha presidencial e que ficaram disponíveis com a saída de Barbosa. Mesmo assim, se insistir no governo, Lacerda terá que complementar os recursos partidários com dinheiro próprio para dar volume à campanha de modo a fazer frente aos rivais. E normalmente os familiares resistem à queima de patrimônio para gastos eleitorais.

Saída de cena
Coincidência ou não, Lacerda anda sumido na mídia e nas redes sociais. Não se tem notícias dele nas últimas duas semanas. Aparentemente, a sua campanha sofreu uma desaceleração e o candidato deu uma parada técnica.

Fonte:

https://www.otempo.com.br/mobile/opinião/raquel-faria/guinada-na-sucessão-1.1611024



Conselheiro diz que não sabe onde Portugal vai colocar tanto brasileiro
Autor
Adriano Roberto

Conselheiro diz que não sabe onde Portugal vai colocar tanto brasileiro

O conselheiro das comunidades portuguesas eleito pelo Brasil, Ângelo Horto, afirmou nesta segunda-feira (14) que "uma quantidade enorme" de brasileiros, assim como portugueses que moram no Brasil, estão decidindo se mudar para o país europeu.

"É uma quantidade enorme. Eu não sei onde Portugal vai colocar tanto brasileiro, é impressionante. Todos querem vir para cá", disse Horto, membro do Conselho Permanente do Conselho das Comunidades Portuguesas (CC-CCP), que iniciou hoje uma reunião de três dias, na Assembleia da República, em Lisboa.

Horto, nascido no Norte de Portugal e imigrante no Rio de Janeiro há 55 anos, afirma que os portugueses "que podem estão voltando para Portugal".

Já entre a população brasileira, se mudam aqueles que têm uma aposentadoria com a qual consigam viver em Portugal ou que têm condições para obter o chamado 'visto gold' - modalidade que exige compra de imóvel no valor mínimo de 500 mil euros.

No Brasil "não há futuro", afirma o conselheiro. "Todos aqueles que se imaginava que eram presidenciáveis, estão presos. É uma coisa muito triste. Hoje, para ser candidato tem de ser 'ficha limpa' e eu não consigo ver ninguém. Vamos ter eleições para Presidente da República, senador, governador, prefeito. Em quem votar", pergunta.

Horto também comentou sobre as condições de serviço nos consulados portugueses no Brasil. No Rio de Janeiro, por exemplo, "o serviço consular está muito mau, não se consegue agendar, não se consegue fazer a nacionalidade portuguesa, o próprio 'site' do consulado recomenda que as pessoas façam [os documentos] em qualquer conservatória" de Portugal, contou.

No entanto, alertou, em Portugal as conservatórias "não dão andamento aos processos que vêm de lá". A mesma situação ocorre em consulados portugueses de todo o Brasil e de países da América Latina como Argentina e Venezuela. "A rede consular, a meu ver, teria de ser redimensionada", avaliou.

O Conselho Permanente das Comunidades Portuguesas realiza a sua reunião anual até quarta-feira (16) no parlamento português, tendo encontros marcados com o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, e com os deputados da comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas. Com informações da Lusa.