Blog do Adriano Roberto


Presos ilustres do Rio reclamam barulho de baile funk perto da cadeia
Autor
Adriano Roberto

Presos ilustres do Rio reclamam barulho de baile funk perto da cadeia

Políticos do Rio de Janeiro presos por corrupção no âmbito da Operação Lava Jato estão detidos na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona norte da cidade. Encarcerados, eles não têm reclamado da comida, dos colchões ou da infraestrutura do presídio. Mas do barulho oriundo dos bailes funks realizados na favela do Arará, localizada na parte de trás da cadeia, para onde as celas estão viradas. As informações são do Bom Dia Rio.

A cadeia de Benfica, que há um ano recebe o ex-governador Sérgio Cabral, recebeu nesta quarta-feira (23) os também ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho, além do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani.

De acordo com o G1, Garotinho e Cabral estão em áreas separadas por serem considerados inimigos políticos. A presença de ambos na mesma cadeia motivou um comentário irônico por parte do deputado Miro Teixeira (REDE-RJ), que afirmou: "Soltos, nunca se amaram. Agora, sob o mesmo teto, só Deus sabe o que vai acontecer. É uma prisão de insegurança máxima".



Quero disputar com alguém com logotipo da Globo na testa. Disse Lula
Autor
Adriano Roberto

Quero disputar com alguém com logotipo da Globo na testa. Disse Lula

Confiante como nunca, o ex-presidente Lula mandou uma indireta ao apresentador Luciano Huck, ventilado como candidato à corrida presidencial de 2018. Em entrevista à Rádio 730 AM de Goiás, ele disse que o que mais deseja é "disputar com alguém com o logotipo da Globo na testa"

A afirmação ocorre após pesquisa do Barômetro Político Estadão-Ipsos, segundo a qual a aprovação do global subiu de 43% em setembro para 60% em outubro - a desaprovação foi de 40% para 32%. O mesmo estudo mostra o petista com 43% de avaliação positiva e 56% de negativa.

"Ainda não discutimos candidatura, mas a minha disposição é ser candidato e fazer o povo voltar a andar de cabeça erguida. Quem salvou o Brasil uma vez, pode salvar o Brasil de novo", disse Lula.



Sebastião Oliveira garante investimentos para Floresta
Autor
Adriano Roberto

Sebastião Oliveira garante investimentos para Floresta

A execução desta obra, que é bastante aguardada pela população, foi garantida pelo  secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira, durante reunião, na manhã desta quarta-feira (22),  em Brasília, com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella.

"O investimento nesta ação será de R $ 1,259 milhão. O acesso a Floresta receberá asfalto novo e será contemplado com sinalizações horizontal e vertical. Além disso, a cidade ganhará na entrada uma nova  rótula  com a BR-316. Vamos assegurar mais segurança para os usuários", ressaltou a importância da conquista Sebastião Oliveira.  "A assinatura da ordem para o início da obra será prestigiada pelo diretor geral do Dnit, Valter Cassimiro", adiantou Oliveira.

A ordem de serviço para a restauração da entrada do município de Floresta será assinada no próxino dia 30. 



Feitosa destina emenda parlamentar para saúde, educação e infraestrutura
Autor
Adriano Roberto

Feitosa destina emenda parlamentar para saúde, educação e infraestrutura

O deputado estadual Alberto Feitosa (SD) destinou emendas parlamentares, para serem utilizadas em 2018, para as áreas de saúde, educação e infraestrutura urbana de 15 municípios de Pernambuco. Foram contemplados: Recife, Moreno, Passira, Belém de Maria, Brejo da Madre de Deus, Calumbi, Igarassu, Petrolândia, Itacuruba, Jatobá, Jucati, Quixaba, Triunfo e Santa Maria da Boa Vista. 

Para a saúde, serão investidos R$ 400 mil divididos entre o SOS Mão Criança, IMIP e a Fundação Altino Ventura, localizados em Recife. O valor também contempla o Hospital Armindo Moura, em Moreno, além da compra de ambulâncias para os municípios de Passira e Santa Maria da Boa Vista. 

Ao Colégio da Polícia Militar de Pernambuco foi destinado R$ 30 mil para a compra de equipamentos eletrônicos. A emenda tem o objetivo de colaborar na melhoria do ensino da instituição, que já funciona em Pernambuco há 51 anos. Para infraestrutura o investimento foi cerca de R$ 1 milhão e será utilizado em obras estruturais e de abastecimento de água nas cidades do interior do Estado. 



Ouça a Agencia PE de Rádio aqui

Ouça o Ponto de Vista ao vivo de 18 às 19 horas de Segunda a Sexta



Bolsonaro,
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro, "vou para o 2° turno". Veja a entrevista na íntegra aqui

Em entrevista ao programa "Canal Livre", da Band, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) disse que, se não houver fraude nas eleições de 2018, com certeza chegará ao segundo turno da disputa. "Sou diferente de todos os presidenciáveis que estão aí. Quem declara voto em mim dificilmente mudará. Não havendo fraude, com certeza estarei no segundo turno", afirmou.

O pré-candidato diz contar com a simpatia de grupos específicos, como os evangélicos, os que querem ter arma em casa e setores do agronegócio. Acredita, no entanto, que as eleições em urnas eletrônicas no Brasil não são limpas, e por isso defende a impressão do voto.

Bolsonaro participou de uma série do programa "Canal Livre" com os presidenciáveis. Foi entrevistado, na madrugada de domingo (19) para segunda (20), pelos jornalistas Fabio Pannunzio, Fernando Mitre, Julia Duailibi, Sérgio Amaral e Mônica Bergamo, colunista da Folha de S.Paulo.

Por quase uma hora, tratou de temas como economia, segurança pública e a relação entre Executivo e o Congresso.
Questionado sobre manifestações pelo país que defendem o autoritarismo, disse que nunca pregou uma intervenção militar.
+ Empatado com Bolsonaro no Rio, Lula parte em caravana pelo Estado

"Mas se chegarmos ao caos, as Forças Armadas vão intervir para a manutenção da lei e da ordem", afirmou, ecoando comentário similar do general Antonio Hamilton Mourão em setembro deste ano. Bolsonaro disse ser favorável à privatização de estatais, mas defendeu que cada caso específico seja analisado com cuidado. Vê com receio, por exemplo, a entrada de capital chinês no país. "A China não está comprando do Brasil, e sim o Brasil."

Bolsonaro fez críticas à Folha de S.Paulo ao ser questionado a respeito de um levantamento de sua carreira no Congresso publicado pelo jornal. O texto revela que, a despeito do discurso liberal adotado recentemente, ele votou com o PT em temas econômicos durante o governo Lula.

"A Folha não é referência de nada. Não atendo mais a Folha. Eles deturpam tudo."

Na conversa Bolsonaro afirmou ainda ser imune à corrupção e que, em caso de vitória, não seguirá o modelo "toma lá, dá cá" para distribuir cargos. Comporá um eventual ministério, afirmou, guiado apenas por critérios de competência, sem buscar agradar movimentos feministas, negros ou LGBTs.

Quanto a este último ponto, criticou a discussão de gênero nos colégios.

"Eu quero que todos, inclusive os gays, sejam felizes, mas que esse tipo de comportamento não seja ensinado nas escolas", argumentou. "Os pais querem ver o filho jogando futebol, não brincando de boneca por causa da escola."
Ao tratar o tema da segurança pública, um dos principais eixos de seu discurso, defendeu maior rigor e a adoção de medidas enérgicas no combate ao crime.

"Se morrerem 40 mil bandidos [por ano, por ação da polícia], temos que passar para 80 mil. Não há outro caminho. Não dá para combater violência com políticas de paz e amor", afirmou. "Preso não deve ter direito nenhum, não é mais cidadão. O sentido da cadeia não é ressocializar, mas tirar o marginal da sociedade." No encerramento do programa, em suas considerações finais, Bolsonaro afirmou que o Brasil "precisa de um presidente honesto que tenha Deus no coração". Com informações da Folhapress.

Confira você mesmo o programa completo abaixo:



Conselheiro pede vistas no processo de contas de Serra Talhada
Autor
Adriano Roberto

Conselheiro pede vistas no processo de contas de Serra Talhada

A 2ª Câmara da Corte de Contas de Pernambuco estava julgando nesta quinta, 16, a prestação de contas da Prefeitura Municipal de Serra Talhada quando o conselheiro, Dirceu Rodolfo de Melo Júnior, pediu vistas no processo, relativo aos exercícios financeiros de 2013 e 2014, respectivamente.

Estamos acompanhando de perto esse, e outros julgamentos. No caso das contas de Serra Talhada nova data será marcada ainda sem previsão, já que o conselheiro tem até 60 dias para rever o processo.

Os interessados neste processo são: o prefeito, Luciano Duque de Godoy Sousa, Thehunnas Mariano Peixoto Santos, e Vanessa Michelle de Carvalho Fernandes.



Deputados cassados recebem aposentadoria de até R$ 23 mil

A Câmara paga aposentadoria de até R$ 23.344,70 por mês para deputados cassados. Os benefícios são provenientes de um plano de previdência abastecido, em parte, com recursos públicos. Nove parlamentares que perderam o mandato por envolvimento em esquemas de corrupção ou improbidade administrativa recebem os pagamentos mensais – o valor mais baixo é de R$ 8.775,38. 

+++ Deputados dizem que contribuíram por benefício

As aposentadorias somam R$ 126.960,94 por mês e seu pagamento não é ilegal. Dos beneficiários desse montante, cinco deputados foram cassados em razão do escândalo dos anões do Orçamento – grupo acusado de receber propina de prefeitos e governadores em troca de liberação de recursos da União nos anos 1990 – e dois por causa do mensalão – esquema de compra de apoio político no Congresso, segundo a acusação, durante o primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O petista José Dirceu, cassado em 2005 por envolvimento no mensalão e agora condenado a 30 anos de prisão na Operação Lava Jato, pode ser o próximo a receber o benefício. Na semana passada, a área técnica da Câmara entendeu que o deputado cassado tem direito a aposentadoria de R$ 9.646,57 por mês, conforme revelou a Coluna do Estadão.

Caberá ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), definir se Dirceu receberá ou não o pagamento. Maia já disse que vai considerar o direito adquirido do petista e não vai politizar a questão.

A decisão ocorrerá em meio à retomada das articulações para a votação da reforma da Previdência, que, segundo o governo Michel Temer, tem como um dos objetivos eliminar privilégios e igualar direitos de servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada. A expectativa do Palácio do Planalto é de conseguir votar a proposta de emenda à Constituição (PEC) na Câmara, mesmo que mais enxuta em relação ao texto inicial, até meados de dezembro.

Para a aprovação da reforma, são necessários 308 votos. Além dos pagamentos feitos aos parlamentares cassados, a Casa também reserva uma pensão de R$ 937 à família de um deputado que era aposentado e perdeu o mandato durante a ditadura militar. 

Procurados, os parlamentares cassados disseram que pagaram pelo direito de receber aposentadoria e rechaçaram o rótulo de “privilegiados”.

+++Deputados dizem que contribuíram por benefício

A maior aposentadoria paga aos cassados é a do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), que perdeu o mandato em 2005 no mensalão. Pedro Corrêa (PP-PE), atualmente preso na Operação Lava Jato e cassado em 2006 também no mensalão, recebe benefício de R$ 22.380,05. 

Hoje, o teto da Previdência Social para aposentadoria do trabalhador da iniciativa privada, pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), é de R$ 5.531,31.

+++ANÁLISE: Legislação garante tratamento desigual

Regra. Até 1997, deputados e senadores se valiam de um plano fechado de previdência com regras mais benevolentes do que as atuais. Pelas normas antigas, do Instituto de Previdência dos Congressistas (IPC), o deputado com oito anos de mandato e idade mínima de 50 anos já podia pleitear o benefício. O valor da aposentadoria era proporcional ao tempo de mandato. Se ele tivesse completado o mínimo de oito anos, teria direito a 26% da remuneração mensal de parlamentar.

Com o fim do IPC, extinto em 1999 depois de registrar um rombo de R$ 520 milhões, a Câmara e o Senado ficaram responsáveis diretamente pelo pagamento dos benefícios. 

Atualmente, parlamentares podem requerer a aposentadoria integral desde que comprovem 35 anos de contribuição e 60 anos de idade. O Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC) prevê o pagamento proporcional de aposentadoria conforme o tempo de mandato.

O salário de um deputado é de R$ 33.763. Segundo o site da Câmara, só compensa a adesão ao plano caso o parlamentar fique ao menos cinco anos no exercício do mandato.

As contribuições funcionam com regras semelhantes às das entidades de previdência privada, nas quais os participantes pagam uma cota e a entidade patrocinadora contribui com uma cota equivalente. No caso, o valor atual da contribuição do deputado ao PSSC é de R$ 3.713,93 (11% da remuneração atual) e a Câmara entra com uma cota de igual valor, retirada do orçamento público.





PSB tira comando em Petrolina de Miguel Coelho e dá a Patriota

O deputado federal Gonzaga Patriota voltará a assumir o comando do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em Petrolina. O anúncio foi feito desde o 07/11, durante reunião com lideranças da cidade em seu escritório municipal. O parlamentar revelou a escolha foi feita em comum acordo com o deputado estadual Lucas Ramos, o governador Paulo Câmara e todo grupo do PSB. O acordo foi discutido após a saída do grupo do senador Fernando Bezerra Coelho – atualmente no PMDB – da legenda local.

Durante o encontro deste sábado, Gonzaga ainda discutiu os cenários regional e nacional, reforçou seus posicionamentos e lançou-se pré-candidato à reeleição. “São nove mandatos como deputado e mais de 30 anos de serviços prestados a Pernambuco e ao nosso país. Serei mais uma vez candidato e conto com a atenção dos eleitores, pois política é bom, é bonito; e é preciso depositar sua confiança em pessoas que têm um trabalho sério“, disse o parlamentar.

Em seu discurso, o deputado reforçou seu posicionamento contrário às reformas propostas pelo Governo Temer – como o teto dos gastos públicos; as reformas Trabalhista, Previdenciária e Política; o Fundo Partidário e o Distritão, além das privatizações. Ele também citou “mentiras” que têm sido replicadas sobre o Projeto de Lei 6569/13, que já tramita no Senado e trata da revitalização do rio São Francisco através da interligação ao rio Tocantins.

“O Velho Chico tem uma vazão muito inferior ao rio tocantinense e aqui no Submédio não estamos atravessando-o a pé. Cruzar o Tocantins a pé ou de moto? Mentira! E jamais iremos tirar água de lá em época de vazante. Diziam que eu era louco quando pedia água do São Francisco para Salgueiro e para o Araripe, quando falava da aposentadoria para homens e mulheres do campo, quando pedia a volta das ferrovias para o Nordeste. Por que não trazer água de outra bacia para cá?“, disparou o parlamentar.

Temer

Sobre as investigações contra Temer, o legislador reiterou sua posição. “Semana que vem a Câmara vota mais uma denúncia contra o presidente. E mais uma vez votarei para que ele seja investigado!“, ressaltou. Participaram da reunião ainda a professora Anete Ferraz e o pré-candidato a deputado estadual, Alvinho Patriota.



PSB tira comando em Petrolina de Miguel Coelho e dá a Pat

O deputado federal Gonzaga Patriota voltará a assumir o comando do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em Petrolina. O anúncio foi feito desde o dia 7, durante reunião com lideranças da cidade em seu escritório municipal.

O parlamentar revelou a escolha foi feita em comum acordo com o deputado estadual Lucas Ramos, o governador Paulo Câmara e todo grupo do PSB. O acordo foi discutido após a saída do grupo do senador Fernando Bezerra Coelho – atualmente no PMDB – da legenda local.

Durante o encontro deste sábado, Gonzaga ainda discutiu os cenários regional e nacional, reforçou seus posicionamentos e lançou-se pré-candidato à reeleição. “São nove mandatos como deputado e mais de 30 anos de serviços prestados a Pernambuco e ao nosso país.

Serei mais uma vez candidato e conto com a atenção dos eleitores, pois política é bom, é bonito; e é preciso depositar sua confiança em pessoas que têm um trabalho sério“, disse o parlamentar.

Em seu discurso, o deputado reforçou seu posicionamento contrário às reformas propostas pelo Governo Temer – como o teto dos gastos públicos; as reformas Trabalhista, Previdenciária e Política; o Fundo Partidário e o Distritão, além das privatizações.

Ele também citou “mentiras” que têm sido replicadas sobre o Projeto de Lei 6569/13, que já tramita no Senado e trata da revitalização do rio São Francisco através da interligação ao rio Tocantins.

“O Velho Chico tem uma vazão muito inferior ao rio tocantinense e aqui no Submédio não estamos atravessando-o a pé. Cruzar o Tocantins a pé ou de moto? Mentira! E jamais iremos tirar água de lá em época de vazante.

Diziam que eu era louco quando pedia água do São Francisco para Salgueiro e para o Araripe, quando falava da aposentadoria para homens e mulheres do campo, quando pedia a volta das ferrovias para o Nordeste. Por que não trazer água de outra bacia para cá?“, disparou o parlamentar.



Ministros que não querem sair pressionam Temer contra reforma
Autor
Adriano Roberto

Ministros que não querem sair pressionam Temer contra reforma

O presidente Michel Temer está promovendo uma reforma ministerial e já avisou que não vai nomear quem for candidato em 2018. No entanto, segundo destaca a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, ministros que serão candidatos avisaram o Planalto que não desejam abrir mão de seus cargos neste ano.

Os aliados de Temer no Congresso aconselharam o presidente a não mexer em tantas peças, e sim fazer trocas pontuais. Os parlamentares advertem que, em vez de agradar à sua base, o Planalto pode fragilizá-la ainda mais.

A base aliada também avalia que os pedidos de mudança surgiram partiram especialmente do Centrão, que cobra a redistribuição dos cargos do PSDB.