Blog do Adriano Roberto


Gilson Machado Neto se destaca na equipe de transição do presidente
Autor
Adriano Roberto

Gilson Machado Neto se destaca na equipe de transição do presidente

Gilson Machado, multi empresário pernambucano de hotelaria, entretenimento, agronegócio e comunicação, se tornou um homem de confiança de Bolsonaro.  O pernambucano de carteirinha recepcionou junto com o presidente, artistas sertanejos e o astro da música romântica, Amado Batista, em almoço na capital federal.

Gilson também é safoneiro e cantor, sua Banda Brucelose já realizou mais de 3.500 shows e ele tem 200 composições de sucesso.

O presidente diplomado, Jair Bolsonaro, elogiou muito o trabalho dele e da equipe de transição na área de turismo e já convidou, Gilson Machado, para assessoria da presidência. Parabéns a esse pernambucano que sempre lutou pelas dívidas do Estado de Pernambuco.



Câmara aprova criação de operadora de crédito para MEI
Autor
Adriano Roberto

Câmara aprova criação de operadora de crédito para MEI

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (11), por unanimidade, projeto de lei complementar que cria a chamada "empresa simples de crédito", que poderá oferecer empréstimos e financiamentos para microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte.

O texto aprovado nesta terça no plenário da Câmara por 357 deputados será encaminhado agora para análise do Senado.

O relator da proposta, deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), explicou que a "empresa simples de crédito" será uma nova modalidade de empréstimo que permitirá que pessoas que tenham dinheiro para emprestar possam firmar contratos de crédito com outros pequenos empreendedores. Ainda segundo o relator, essas operações terão de ser informadas ao Banco Central.

O texto também estabelece regras legais específicas para as chamadas startups (empresas, geralmente na área de tecnologia, que ainda estão iniciando a operação no mercado). O mesmo projeto cria o Inova Simples, um regime especial simplificado para agilizar a criação, o desenvolvimento e o encerramento deste tipo de empreendimento.

O objetivo, ressalta o relator, é estabelecer um rito sumário para abertura e fechamento das empresas enquadradas como startups. Esses procedimentos serão realizados por meio de um portal do governo federal.

“Ela [a proposta] combate radicalmente a burocracia e traz o Estatuto da Microempresa para o século 21”, enfatizou Otávio Leite.

Fundos de idosos
Nesta terça-feira, os deputados também aprovaram um projeto de lei que permite que pessoas físicas doem a fundos controlados por conselhos municipais, Estaduais e nacional de idosos.

Essa doação poderá ser feita diretamente na Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda. A proposta foi aprovada pelos deputados exatamente como foi encaminhada pelo Senado. Agora, o texto seguirá para sanção ou veto presidencial.



MPF quer abrir a caixa preta da saúde do Estado de Pernambuco
Autor
Adriano Roberto

MPF quer abrir a caixa preta da saúde do Estado de Pernambuco

O Ministério Público Federal em Pernambuco está propondo ação civil pública em desfavor do Estado de Pernambuco e da União Federal, medida que alcança várias fundações e institutos na área da saúde, com o objetivo de obter informações completas sobre a aplicação de recursos do Sistema Único de Saúde – SUS.

Na prática, o MPF pretende promover o regular cumprimento da Lei de Acesso à informação pelo Estado e pelas Organizações Sociais de Saúde (OSS).

As OSS são instituições filantrópicas do terceiro setor, sem fins lucrativos, responsáveis pelo gerenciamento de serviços de saúde do SUS em todo o país, em parceria com as secretarias municipais e estaduais de saúde.

Segundo o MPF, a União Federal repassa vultosos recursos ao Estado de Pernambuco, via Fundo Nacional de Saúde, para aplicação no Sistema Único de Saúde. De 2011 a 2018, foram transferidos R$ 9,7 bilhões. A União também transfere vultosos montantes de forma direta.

“A despesa obscura de recursos públicos, especialmente daqueles destinados aos valores mais ‘caros’ de uma sociedade –como aqueles destinados ao campo da saúde dos cidadãos– viola os princípios constitucionais da publicidade e da moralizada administrativa, configurando, em tese, a prática de ato de improbidade administrativa”, afirma a procuradora da República Silvia Regina Pontes Lopes.

A ação é proposta pela 4º Ofício de Combate à Corrupção da Procuradoria da República em Pernambuco.

O MPF pede à Justiça que o Estado de Pernambuco e as organizações sociais adotem, no prazo de 60 dias, várias providências para garantir a transparência prevista em lei, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

A partir de inquérito instaurado em 2017, o MPF pretende que os réus sejam obrigados a disponibilizar em seus portais informações transparentes e precisas sobre a atuação dessas entidades e o uso dos recursos públicos.

O MPF enviou ofício em abril de 2017 à Secretaria de Estado de Saúde e às organizações de saúde atuantes no Estado. Informa que não obteve respostas satisfatórias por parte do Estado, tampouco das organizações sociais da área de saúde.

O MPF solicitou ao Tribunal de Contas do Estado auditoria para fiscalizar os portais dessas instituições. O TCE constatou que as informações sobre os repasses e transferências de recursos públicos estão desatualizadas ou não estão acessíveis por meio de ferramenta de consulta.

A Secretaria de Saúde de Pernambuco informa em seu site que sua missão “é planejar, desenvolver e executar a política sanitária do estado; orientar e controlar as ações que visem ao atendimento integral e equânime das necessidades de saúde da população; exercer as atividades de fiscalização e poder de polícia de vigilância sanitária; e coordenar e acompanhar o processo de municipalização do Sistema Único de Saúde”.

A SES-PE é o maior órgão da administração direta do governo do estado e a segunda maior secretaria estadual de saúde do Brasil, atrás apenas da pasta similar do Rio de Janeiro.

O Blog abre espaço para eventuais manifestações de entidades atingidas pela ação pública. Do blog do Fred na Folha de SP.



Movimentos presentes e futuros contra família Bolsonaro no Congresso
Autor
Adriano Roberto

Movimentos presentes e futuros contra família Bolsonaro no Congresso

Deputados que formarão oposição ao governo de Jair Bolsonaro, de partidos como PT, PSOL e PCdoB, movimentam-se nos bastidores para a criação de uma CPI que investigue o senador Flávio Bolsonaro (PSL) pelas movimentações financeiras de um de seus ex-assessores, o policial Fabrício de Queiroz, consideradas "atípicas" pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

Segundo a revista Veja, a ideia ainda não saiu do papel mas deve ganhar corpo a partir de hoje (11), com a chegada de parlamentares a Brasília. Flavio e todos os ligados aos presidente estarão sentindo o gosto amargo dos opositores reeleitos e os que estão em finl de mandato. Além disso, aliados de Bolsonaro estão atentos às movimentações dos dois pretensos candidatos a presidencia da Câmara, Rodrigo Maia e do Senado, Renan Calheiros que vão jogar sujo para conseguir as cadeiras desejadas.



Bolsonaro vira assistente de acusação no caso da facada
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro vira assistente de acusação no caso da facada

Do Estadão - O juiz Bruno Salvino, da 3ª Vara Federal Criminal de Juiz de Fora (MG), acatou pedido dos advogados do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para incluí-lo como assistente de acusação no caso da facada de que foi vítima. Com a decisão, Bolsonaro passa a ter acesso aos autos referentes ao processo que tem como acusado Adélio Bispo de Oliveira, podendo participar da audiência de instrução, propor a produção de provas e analisar documentos como os das quebras de sigilos bancário e telefônico. 

O pedido para fazer parte da acusação teve o aval do Ministério Público Federal (MPF) e, se quiser, o presidente eleito poderá até questionar testemunhas do caso. Esta situação pode colocá-lo de frente com alguns desafetos ilustres e com os quais se envolveu em grandes polêmicas.  Isso porque os advogados de Adélio já definiram suas testemunhas, oito no total, e entre elas estão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a deputada federal Maria do Rosário (PT), o deputado federal Jean Wyllys (PSOL) e a cantora Preta Gil.

A estratégia da defesa seria mostrar Bolsonaro como um dos causadores do ataque, ao se envolver em confrontos políticos ideológicos e recheados de frases e posições polêmicas. Situações vistas em discussões como as que travou com Preta Gil pela televisão e com Jean Wyllys no Congresso Nacional.

Bolsonaro, porém, se quiser, não precisa acompanhar o processo diretamente, mas apenas através de advogado. A defesa de Adélio garante que ele já vem fazendo isso desde o início do caso. 

"Na verdade, isso não é novidade não, porque eles estão lá todo dia", afirma Zanone Manuel de Oliveira Júnior, advogado de Adélio sobre a decisão que põe o presidente como assistente de acusação. 

"Desde o primeiro dia um escritório de advocacia apareceu lá na audiência de custódia", completa. Mas ele não acha que Bolsonaro vá aparecer nas audiências. "Eu acredito que, como presidente, não vai participar de nada", prevê. 

A decisão da Justiça Federal foi assinada no dia 31 de outubro, sendo expedida na última sexta-feira, 7. Mas o processo envolvendo o ataque ao então candidato a presidente pelo PSL foi suspenso no dia 24 de outubro para que Adélio Bispo de Oliveira passasse por avaliação de sanidade mental. Na última terça-feira, 4, ele foi avaliado no presídio federal de Campo Grande (MS) por dois psiquiatras de Juiz de Fora (MG) indicados pela Justiça.

O laudo com os resultados deve ser divulgado até esta sexta-feira, 14, e definirá o futuro do agressor que tem a possibilidade de ser mandado para um hospital, caso seja considerado totalmente incapaz. A defesa, no entanto, não arrisca palpite. "Isso é só com o médico mesmo", desconversou Zanone Manuel Júnior.

Explicação. A reportagem entrou em contato com os advogados de acusação, que passaram a segunda-feira, 10, em Brasília acompanhando a diplomação do presidente. Antônio Moraes Pitombo, que representa Bolsonaro nos processos na área criminal, disse que seu cliente "foi vítima de um crime que atingiu sua integridade física, com risco à vida, no meio do processo eleitoral".

Ele falou ainda que a decisão de torná-lo assistente de acusação foi feita pela equipe jurídica "devido às diversas repercussões do caso". Mas Pitombo não deixou claro se Bolsonaro estará presente em algum momento do processo. "A intenção é atuar, em conjunto, com o acusador público para se descobrirem as causas do ocorrido e para se apurarem os responsáveis", resumiu.

Para o advogado, trata-se de um caso grave e que explica "a necessidade do trabalho intenso de polícia judiciária, Ministério Publico e advogados (assistentes de acusação) para se descobrir a verdade e punir na medida da culpa". 

Histórico. Bolsonaro foi esfaqueado por Adélio durante campanha presidencial no dia 6 de setembro em Juiz de Fora, na região da Zona da Mata. O agressor foi denunciado pelo Ministério Público Federal pelo crime de "atentado pessoal por inconformismo político", previsto no artigo 20 da Lei de Segurança Nacional e que pode render até 20 anos de prisão quando se trata de lesão corporal grave. A vítima foi atingida no abdômen e o autor preso ainda no local. Segundo investigação da Polícia Federal, ele agiu sozinho na hora do ataque e por inconformismo político. Já o então candidato precisou ficar internado por mais de 20 dias, inicialmente na Santa Casa de Juiz de Fora e depois no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.



Paulinho da Força e Cristiane Brasil também são alvo de ação da PF
Autor
Adriano Roberto

Paulinho da Força e Cristiane Brasil também são alvo de ação da PF

As residências dos deputados federais Paulinho da Força (SD-SP) e Cristiane Brasil (PTB-RJ) são alvo de mandados de busca e apreensão na manhã desta terça-feira, 11, pela Polícia Federal, informa a Globonews. Ações similares são feitas nas casas do ex-senador Aécio Neves (PSDB-MG) e da irmã dele Andrea Neves no Rio de Janeiro.

A operação é um desdobramento das delações de Joesley Batista e Ricardo Saud, da JBS. Segundo a emissora, há a suspeita de compra de apoio de partidos por Aécio. Somente o Solidariedade, de Paulinho da Força, teria recebido R$ 15 milhões, em um esquema de caixa dois que envolve empresários.

Ao todo, segundo a emissora, são nove mandados de busca e apreensão emitidos pela PF. Além de São Paulo e Rio de Janeiro, a operação ocorre em Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Bahia e Distrito Federal. Com informações do Estadão Conteúdo.



Federação de Policiais Civis lança Carta de Recife em PE
Autor
Adriano Roberto

Federação de Policiais Civis lança Carta de Recife em PE

A Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Nordeste (FEIPOL - NE) promoveu nos últimos dias 07 e 08 de dezembro, na Sede do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL-PE), uma reunião extraordinária para tratar da auto-organização da entidade e das perseguições que os sindicalistas têm sofrido em seus respectivos estados. No centro das discussões também estavam questões como carreira única nas Polícias Judiciárias, ciclo completo nas Polícias Ostensivas, entre outros temas. Como fruto dos debates realizados, os sindicalistas lançaram a “Carta de Recife”, documento que reúne algumas das principais demandas e avaliações dos Policiais Civis nordestinos.

O encontro aconteceria inicialmente no Ceará, mas de acordo com a atual direção da FEIPOL-NE “devido às ilegalidades praticadas pelo Governo de Pernambuco - que vem tentando injustamente demitir Áureo Cisneiros e Rafael Cavalcanti, respectivamente presidente e vice-presidente do SINPOL-PE”, o encontro foi transferido para o Recife.

A programação do evento foi aberta com análises da conjuntura brasileira, nas quais também se abordou as perseguições supracitadas. Na oportunidade, os professores universitários, Artur Stamford e Bruno Campello (doutores em direito e estatística), ainda apresentaram uma pesquisa científica que, segundo eles, comprova um acentuado e sistemático processo de perseguição política aos dirigentes do SINPOL-PE por parte do Governo de Pernambuco.  

Além disso, o grupo deliberou pela convocação do próximo congresso da entidade, que acontecerá nos dias 06, 07 e 08 de fevereiro, novamente em Pernambuco. O estado foi escolhido como sede porque uma grande manifestação contra as perseguições que tem atingido Áureo e sua diretoria fará parte da programação oficial do evento.

Confira a Carta de Recife na íntegra:

CARTA DE RECIFE

Nós, representantes dos Sindicatos de Policiais Civis do Nordeste, aglutinados em torno da Federação Interestadual de Trabalhadores Policiais Civis (FEIPOL-NE), reunidos na cidade de Recife, estado de Pernambuco, entre os dias 07 e 08 de dezembro de 2018, contando com a presença da Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis - COBRAPOL, vimos por meio desta apresentar o posicionamento das entidades representadas pela FEIPOL-NE, nos seguintes termos:

1. Reiteramos nossa contundente posição contrária às propostas de instituição de Ciclo Completo de Polícia por parte das forças Policiais de caráter ostensivo e preventivo em detrimento das Polícias Judiciárias, pois, como profissionais investigativos de base sabemos que tal medida não trará benefícios para a população já que os atos praticados pela polícia ostensiva e preventiva não mais passarão pelo crivo das Polícias Civis, quebrando o mecanismo de freios e contrapesos das polícias que buscam minimizar abusos por parte dos entes estatais. Exemplo claro disso é o que ocorre atualmente no estado do Piauí, onde o Ministério Público e o Poder Judiciário, com o aval do Executivo Estadual passaram a permitir a Polícia Militar a realizar TCO's e Registros de Boletins de Ocorrência, sendo tudo resolvido na rua ou no quartel, remetendo a períodos de exceção;

2. Confirmamos nossa posição intransigente a favor da Carreira Única nas Polícias Judiciárias, senda esta sim uma medida efetiva para a desburocratização do sistema de segurança pública, dando celeridade e verossimilhança com a dinâmica dos fatos às mesmas, instituindo um sistema muito mais justo e lógico de sistematização e efetivação dos procedimentos investigatórios, fazendo jus ao mérito do investigador ao longo de sua vida funcional, desemperrando investigações que não são realizadas simplesmente pela ausência de um cargo específico, o que ensejaria num enorme avanço em qualidade e quantidade do serviço prestado a toda a população deste pais;

3. Manifestamos também nossa profunda indignação e repúdio a perseguição política que o Governo de Pernambuco tem empreendido contra a direção do Sinpol-PE, principalmente nas pessoas de Áureo Cisneiros e Rafael Cavalcanti, respectivamente presidente e vice-presidente da entidade. Ambos estão sob ameaça de demissão e, juntos, já somam 25 processos administrativos - todos por estrita atuação sindical. Neste esteio também se encontram os companheiros do Estado do Ceará, em especial o presidente, a vice e o diretor financeiro, Lucas de Oliveira, Ana Paula Cavalcante e Cristiano Cunha, por comandarem a campanha salarial de 2016. Também padecem de perseguições infundadas e ilegais os Policiais Civis do Estado do Maranhão, simplesmente por aderirem ao movimento Policia Legal e o companheiro Ricardo Nazário, Presidente do SINDPOL-AL, por denunciar a precariedade das Delegacias do interior de seu Estado. As posturas dos Governos de Pernambuco, Ceará, Maranhão e Alagoas têm sido totalmente antirrepublicanas e inconstitucional, pois a atuação sindical é um direito garantido por lei, além de ser salutar para as relações do trabalho, sendo imperiosa a defesa intransigente da garantia do exercício de liberdade sindical a todos os trabalhadores. Sendo assim, solicitamos veementemente aos respectivos Governadores Paulo Câmara, Camilo Santana, Flávio Dino e Renan Filho que revejam o posicionamento de seus governos, apelando ao seu senso democrático e as histórias de lutas de seus partidos;

4. Cobramos uma investigação rigorosa e imparcial às instituições responsáveis pelo lastimável acontecimento divulgado nacionalmente envolvendo a Polícia Militar do Ceará que culminou com a morte de 06 (seis) pessoas, sendo 05 (cinco) delas de uma mesma família da cidade de Serra Talhada-PE, que haviam sido feitas reféns por assaltantes de banco quando iam de Juazeiro do Norte para sua cidade natal, pois a primeira obrigação de qualquer profissional de segurança pública é a preservação de vidas. Os assaltantes quando não possível serem detidos em flagrante devem ser devidamente investigados e presos para que passem por um julgamento competente por parte do Poder Judiciário. Pessoas inocentes jamais devem estar na linha de fogo de qualquer confronto policial, reforçando a tese que para uma segurança pública efetiva e de qualidade, além resolução das questões sociais e de diminuição da desigualdade, deve-se investir maciçamente nas policias investigativas-judiciárias, pois, só assim combateremos um dos grandes males dessa nação, a impunidade;

5. Por fim, os Policiais Civis da região Nordeste vem externar seu total apoio aos trabalhadores servidores públicos estaduais do Estado de Roraima, em especial aos Policiais Civis, que deflagraram uma paralisação de 72h (setenta e duas horas) em razão do irresponsável e absurdo atraso de salários decorrente da má gestão e da corrupção generalizada do Governo Estadual, bem como a inércia dos órgãos de fiscalização e controle que não anteviram esse estado de caos que só vitimiza a já carente população e os servidores públicos Estado.

Recife, 08 de dezembro de 2018



Nesta quinta sai o Ibope da expectativa de Bolsonaro e avaliação de Temer
Autor
Adriano Roberto

Nesta quinta sai o Ibope da expectativa de Bolsonaro e avaliação de Temer

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgará na quinta-feira (13), a partir das 10h, a primeira pesquisa Ibope após as eleições. A divulgação do levantamento ocorrerá por meio do Twitter da entidade.

Encomendada pela CNI, a pesquisa vai contemplar as perspectivas e prioridades para o governo de Jair Bolsonaro, avaliação do presidente Michel Temer, e trará ainda a percepção dos brasileiros sobre a atuação do Senai e do Sesi.
O Ibope ouviu 2 mil pessoas em 127 municípios entre os dias 29 de novembro e 2 de dezembro.



PF cumpre mandado de busca na casa de Aécio Neves, no Rio
Autor
Adriano Roberto

PF cumpre mandado de busca na casa de Aécio Neves, no Rio

Policiais federais e integrantes do Ministério Público estão, desde às 6h desta terça-feira (10), nas casas do senador Aécio Neves e da irmã do deputado eleito, Andréa Neves.

As autoridades trabalham no âmbito da operação que apura repasse de suposta propina do Grupo J&F, no valor de R$ 110 milhões, ao parlamentar tucano.

De acordo com o G1, os policiais estão no prédio onde vive Aécio, na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, endereço nobre da capital fluminense.



Caruaru garante água mineral em rede municipal de ensino
Autor
Adriano Roberto

Caruaru garante água mineral em rede municipal de ensino

Agora temos água mineral em todas as escolas do município. Pensando na saúde dos nossos alunos, todas as escolas agora dispõem de água limpa e de qualidade. A transformação começa pela Educação. #JuntosPelaEducação #PrefeituraQueTrabalha



Bolsonaro será diplomado presidente do Brasil nesta segunda
Autor
Adriano Roberto

Bolsonaro será diplomado presidente do Brasil nesta segunda

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) diplomará, a partir das 16h desta segunda-feira (10), Jair Bolsonaro como presidente da República para cumprir mandato de 2019 a 2022. A cerimônia de diplomação do presidente eleito em 28 de outubro e de seu vice, Hamilton Mourão, será realizada em sessão solene no plenário da Corte. Os diplomas são assinados pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber.

Caberá à presidente do TSE abrir a sessão solene e designar dois ministros do Tribunal para conduzirem Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão ao Plenário da Corte. Os eleitos se sentarão à esquerda da presidente do TSE na mesa oficial da solenidade, que será composta por autoridades do Judiciário, Executivo e Legislativo. As informações são do TSE.

Após a execução do Hino Nacional pela Banda dos Fuzileiros Navais, no início da solenidade, a presidente do TSE entregará os diplomas ao presidente eleito e ao seu vice. Em seguida, o presidente diplomado proferirá seu discurso. A presidente do TSE também discursará e, por fim, encerrará a sessão solene.

Cerca de 700 pessoas foram convidadas a assistir à solenidade de diplomação. Elas se dividirão entre o Plenário, local onde ocorrerá o ato solene, e os auditórios I e III da Corte, que disporão de telões com transmissão ao vivo da cerimônia. A diplomação também será transmitida em tempo real pela TV Justiça e no Portal do TSE na internet.

Cerimônia de diplomação

A cerimônia de diplomação é uma etapa indispensável para que os candidatos eleitos possam tomar posse nos cargos que disputaram nas urnas. Ela confirma que o político escolhido pelos eleitores cumpriu todas as formalidades previstas na legislação eleitoral e está apto a exercer o mandato.

Nas eleições presidenciais, cabe ao TSE realizar a diplomação dos eleitos, em cerimônia que acontece no Plenário da Corte.

O ritual é realizado desde 1951, quando Getúlio Vargas retornou à Presidência da República por meio do voto popular. Suspensa durante o regime militar (1964 a 1985), a solenidade voltou a ser realizada após a redemocratização do país, em 1989, com a eleição de Fernando Collor de Mello.

Para receber o diploma, os candidatos eleitos precisam estar com o registro de candidatura deferido e as contas de campanha julgadas. De acordo com o Calendário Eleitoral deste ano, as solenidades de diplomação devem ocorrer até o dia 19 de dezembro.



Processo contra filho de Lula recebe mais documentos da Odebrecht
Autor
Adriano Roberto

Processo contra filho de Lula recebe mais documentos da Odebrecht

O processo envolvendo a relação entre a Odebrecht e o filho caçula do ex-presidente Lula, Luís Claudio Lula da Silva, recebeu novos documentos enviados por representantes de Marcelo Odebrecht.

O material, segundo a Folha de S. Paulo, é composto por e-mails que reforçariam informações já fornecidas durante a delação de Alexandrino Alencar, ex-executivo da empresa.

Alencar afirmou às autoridades que Lula pediu à Odebrecht uma ajuda para que seu filho engrenasse na carreira empresarial. A empreiteira, então, teria contratado um profissional para ajudar Luís Cláudio a implementar um torneio de futebol americano por meio da empresa Touchdown Promoções e Eventos Esportivos. Teria, ainda, contratado um grupo de comunicação para trabalhar o marketing do evento.

Ainda de acordo com a Folha, a defesa do filho de Lula alega possuir documentos que mostram que o pagamento à empresa de comunicação teria sido feito por Luís Cláudio e não pela empreiteira.