Blog do Adriano Roberto


Maior infectologista do mundo diz que a Cloroquina é a cura para o COVID19
Autor
Adriano Roberto

Maior infectologista do mundo diz que a Cloroquina é a cura para o COVID19

O jornal francês “Le Parisien” publicou uma entrevista com o famoso médico e pesquisador francês, Didier Raoult, considerado pelos seus pares o mais importante infectologista do mundo. Desde que veio a público o seu estudo acerca do uso da cloroquina para combater a Covid-19, Raoult virou referência mundial, principalmente para os médicos que estão no contato direto com os pacientes mais graves. “Eu fiz um estudo científico sobre cloroquina e vírus, treze anos atrás, que foi publicado. Desde então, outros quatro estudos de outros autores mostraram que o coronavírus é sensível à cloroquina. Tudo isso não é novo. É sufocante que o círculo de tomadores de decisão nem sequer seja informado sobre o estado da ciência. Sabíamos da eficácia potencial da cloroquina em modelos de cultura viral. Sabíamos que era um antiviral eficaz”, disse o infectologista ao jornal francês. Em suas experiências, ele decidiu adicionar um tratamento com azitromicina [um antibiótico contra pneumonia bacteriana] para evitar infecções secundárias por bactérias. Segundo Raoult, os resultados foram fantásticos em pacientes com Covid-19 quando a azitromicina foi adicionada à hidroxicloroquina. “Com minha equipe, acreditamos ter encontrado uma cura. E em termos de ética médica, acredito que não tenho o direito como médico de não usar o único tratamento que até agora se mostrou bem-sucedido. Estou convencido de que, no final, todos usarão esse tratamento. É apenas uma questão de tempo até que as pessoas concordem e digam: é isso que você precisa fazer”, relata. A soma hidroxicloroquina + azitromicina passou a ser largamente usada no front dos hospitais. Em conjunto, os dois medicamentos, geram mais notícias positivas do que negativas. Há relatos de sucesso que são realmente animadores. O empresário Nelson Sirotsky, dono do Grupo RBS (controlador da afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul), contraiu o coronavírus e foi tratado com o medicamento defendido pelo médico francês. Sirotsky teve alta após tratamento com cloroquina e azitromicina. Ele está curado.



O Brasil não pode parar


Proposta suspende prazos de concursos enquanto durar pandemia de coronavírus
Autor
Adriano Roberto

Proposta suspende prazos de concursos enquanto durar pandemia de coronavírus

O Projeto de Lei 866/20 suspende todos os prazos relativos a concursos públicos em âmbito federal enquanto durar no País a pandemia do novo coronavírus. O texto engloba os certames promovidos pela administração direta ou indireta que não foram finalizados até a edição do Decreto Legislativo 6/20, que reconheceu o estado de calamidade pública.

A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. “A ideia é evitar lesão ou prejuízo aos direitos do participante de seleções públicas por motivo alheio à sua vontade”, disse o autor, deputado Rafael Motta (PSB-RN).

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Fonte: Agência Câmara de Notícias



Maduro é indiciado nos EUA por tráfico de drogas
Autor
Adriano Roberto

Maduro é indiciado nos EUA por tráfico de drogas

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, foi indiciado nos Estados Unidos por narco terrorismo nesta quinta-feira (26), segundo o jornal americano The New York Times.

Uma investigação federal aponta crimes de tráfico de drogas em Washington, Nova York e Flórida.

Segundo a reportagem, o anúncio das investigações e dos crimes serão feitos ainda hoje pela Divisão Criminal do Departamento de Justiça norte-americana em Washington.

Ainda não há muitos detalhes disponíveis sobre as acusações contra o presidente venezuelano, mas ele é acusado de narcoterrorismo e conspiração para levar cocaína até os EUA.

Além de Maduro, outros membros do governo venezuelano, oficiais da inteligências e membros das FARC serão indiciados.



Inscrições de 670 vagas na Saúde PE vai até sábado dia 28
Autor
Adriano Roberto

Inscrições de 670 vagas na Saúde PE vai até sábado dia 28

O Governo de Pernambuco abriu, desde quarta-feira (25.03), inscrições para selecionar 670 profissionais de saúde para atuar no complexo hospitalar da Universidade de Pernambuco (UPE). Os profissionais serão utilizados no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), centro de referência em Pernambuco para o atendimento de casos da Covid-19.

A seleção foi anunciada por meio do Decreto N° 48.840, como parte das ações para conter o avanço do novo Coronavírus em Pernambuco. O recrutamento é para a contratação de enfermeiros, nutricionistas, farmacêuticos, biomédicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos intensivistas, clínicos, infectologistas e pediatras, além de técnicos em enfermagem e flebotomistas.

As inscrições gratuitas são feitas, exclusivamente, pelo site www.upenet.com.br. O processo seletivo, realizado em uma única etapa eliminatória e classificatória em avaliação curricular, terá validade de 12 meses, podendo ser prorrogável por igual período. A convocação para as contratações será através de publicação no Diário Oficial do Estado e através de e-mail dirigido ao endereço eletrônico constante na ficha de inscrição do candidato classificado.

O resultado final será divulgado no dia 04 de abril. O certame, executado pela Universidade de Pernambuco - UPE, está regido pela Portaria Conjunta SAD/UPE no 036, de 24 de março.

O Complexo Hospitalar da UPE é composto pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), pelo Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) e pelo Pronto Socorro Cardiológico Universitário (Procape). 

O candidato que não atender à convocação para a sua contratação, no prazo máximo de três dias úteis, juntamente com a apresentação dos documentos para a comprovação dos requisitos para a contratação, citados no Edital, será considerado desistente, sendo automaticamente excluído do processo seletivo simplificado e será imediatamente convocado outro candidato, respeitadas a classificação geral dos candidatos aprovados.



Detran-PE contribui para imunizar idosos contra gripe
Autor
Adriano Roberto

Detran-PE contribui para imunizar idosos contra gripe

Numa parceria entre a Prefeitura de Camaragibe, por meio da Secretaria de Segurança Pública e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), agentes do Detran e da prefeitura do município realizaram, durante todo o dia de hoje (25), no Km 10,5 da Estrada de Aldeia, vacinação de idosos contra a gripe (Influenza/H1N1). 

Para desenvolver a ação, que alcançou 600 idosos, a Diretoria de Fiscalização do Detran-PE, por meio da operação Prevenção “Segundos que Salvam Vidas” disponibilizou o Detran itinerante - caminhão com gerador próprio, frigobar (para conservação das vacinas) e banheiro. A infraestrutura contou ainda com viaturas de apoio e um PK (carro com painel luminoso) avisando da vacinação.

De acordo com o secretário executivo de Trânsito e Mobilidade daquele município, Josemir Rufino, a parceria com o Detran veio “contribuir para que fosse evitado aglomerações e a exposição do público idoso diante da pandemia do coronavirus”.

Ele também destacou que a parceria foi importante para agilizar o trabalho e garantir mais segurança e organização devido a circulação do trânsito nas imediações. 

As próximas operações acontecem em São Lourenço da Mata, na Praça do Canhão, nesta quinta (26), e no sábado (28), e, novamente em Camaragibe, no sábado (28), também no km 10,5 de Aldeia.



BC reduz previsão de crescimento do crédito de 8,1% para 4,8%
Autor
Adriano Roberto

BC reduz previsão de crescimento do crédito de 8,1% para 4,8%

Com os impactos do novo coronavírus (covid-19) na economia, o Banco Central (BC) espera por menor crescimento do crédito este ano. De acordo com o Relatório de Inflação, divulgado hoje (26), a previsão para o saldo total do crédito caiu de 8,1% para 4,8%.

“De forma geral, a projeção de menor crescimento do saldo de crédito reflete cenário substancialmente mais desafiador para a atividade econômica diante da pandemia de coronavírus (covid-19), haja vista a elevação de incertezas no ambiente econômico internacional e a expressiva queda nas expectativas de crescimento para o Brasil em 2020”, diz o BC no relatório.

Empresas

A estimativa para o saldo do credito às pessoas jurídicas (empresas) caiu de 2,5% para 0,6%. Houve redução na projeção de crescimento do segmento de recursos livres de 9,7% para 6%, “influenciada pela reversão nas expectativas de crescimento da economia”.

“Parte desse efeito foi, no entanto, compensado pelo impacto da desvalorização cambial [alta do dólar] sobre o montante em reais das dívidas indexadas a moedas estrangeiras”, diz o BC.

O crédito com recursos livres é aquele em que os bancos têm autonomia para emprestar o dinheiro captado no mercado e para definir as taxas de juros.

No caso dos empréstimos com recursos direcionados (empréstimos com regras definidas pelo governo, destinados, basicamente, aos setores habitacional, rural e de infraestrutura) às empresas, o BC projeta retração de 8% do saldo. A previsão anterior era de queda de 8,6%.

Famílias

No caso do crédito destinado a pessoas físicas, a estimativa passou de 12,2%, em dezembro, para 7,8%, no relatório divulgado hoje.

Para o BC, os empréstimos para pessoas físicas financiados com recursos livres “continuam sendo o principal vetor de crescimento do crédito no país”. “Entretanto, o ritmo de expansão dessas modalidades em 2020 foi revisto para 10%, ante estimativa anterior de 15,4%, em linha com redução na expectativa de crescimento da economia e seus efeitos sobre o mercado de trabalho, com impactos sobre a expansão da massa salarial”, diz o BC.

Em relação ao saldo de crédito com recursos direcionados, houve diminuição na projeção de crescimento divulgada em dezembro, de 8,1% para 5%.

“É importante notar que o ajuste nas projeções de 2020 concentrou-se majoritariamente nas operações de crédito financiadas com recursos livres, mais sensíveis ao ciclo econômico e que tiveram crescimento expressivo nos últimos anos”, conclui o BC.



O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), vai à Justiça para salvaguardar os médicos idosos ou com comorbidades
Autor
Adriano Roberto

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), vai à Justiça para salvaguardar os médicos idosos ou com comorbidades

Nesta quarta-feira (25/03), a entidade médica protocolou uma ação judicial contra o Estado de Pernambuco. O objetivo é que os Governos Estadual e Municipal, garantam o direito dos médicos idosos, das gestantes e dos médicos(as) em grupo de risco para complicações para a Coronavírus (COVID19), de realizar exclusivamente atividades sem contato direto, com pacientes já diagnosticados ou suspeitos da doença e, por conseguinte, que se abstenha de exigir a prestação de serviços desses médicos no front do combate a esta pandemia.  

O grupo de risco é composto por pessoas (após comprovação) que são *imunossuprimidos, ou portadoras de doenças crônicas que levem a uma evolução desfavorável, caso infectado pela doença.

A ação proposta é uma TUTELA ANTECIPADA DE URGÊNCIA EM CARÁTER ANTECEDENTE e foi distribuída para a 1ªVara da Fazenda Pública da Capital (PE), recebendo o número 0016438-69.2020.8.17.2001

O advogado da Defensoria Médica do Simepe (DFM), Ricardo Santos, enfatiza que “aquilo que está em jogo é direito do Estado em exigir a prestação de serviço médico X o direito protestativo do médico em salvaguardar a sua vida, de modo a justificar ou não o afastamento do premente perigo. Nesta ponderação deve prevalecer o direito à vida”, salienta.

É importante ressaltar que o Estado pode lançar mão de outros recursos humanos, neste momento, menos vulneráveis para o combate – Convocar concursados, lançar mão de processos seletivos e outros.

A ação tem por base as recomendações das organizações internacionais de saúde, a recomendação das entidades médicas de Pernambuco e a Portaria No 428, de 19 de março de 2020 do Ministério da Saúde (MS), dentre outras normativas.

De acordo com  o advogado Vinicius Calado da DFM do Simepe:  “Espera-se que o Poder Judiciário aprecie a questão e determine que o Estado de Pernambuco trate de modo isonômico os servidores médicos estaduais, conferindo-lhes, ao menos, o mesmo tratamento dado aos servidores federais do Ministério da Saúde”, ressalta.

Para a presidente do Simepe, Cláudia Beatriz, o ajuizamento da ação foi necessário porque há um clamor da classe médica pelo tratamento isonômico, tendo o Estado de Pernambuco adotado uma postura morosa nesta questão, deixando os médicos que estão em situação diferenciada sem alternativa alguma.

Comorbidade- Associação de duas ou de várias doenças que aparecem de modo simultâneo num mesmo paciente: hipertensão e diabetes são comorbidades ligadas à obesidade. Condição da pessoa que apresenta, ao mesmo tempo, mais de uma doença.

Imunossupressão-  é o ato de reduzir a atividade ou eficiência do sistema imunológico. Pode ser causada por uma doença imune ou, pelo contrário, ser intencional em um tratamento de uma doença autoimune ou usada para evitar rejeição de um transplante.



Sebastião sai em defesa do servidor público contra projeto que diminui o salário
Autor
Adriano Roberto

Sebastião sai em defesa do servidor público contra projeto que diminui o salário

Se depender de Sebastião Oliveira não vai vingar o projeto do deputado federal paulista, Carlos Sampaio, que pretende mexer nos salários dos servidores públicos. De acordo com o pernambucano, a ideia é populista, oportunista e inconstitucional. “Quer jogar para a plateia”, explicou Sebá.

“Trata-se de uma injustiça que não vou compactuar. É preciso  acabar com a mania de achar que o servidor é o grande vilão de tudo. Concordo em reduzir os ganhos dos deputados, mas jamais nos vencimentos dos trabalhadores”, reforçou Oliveira.

Para Sebastião, a pauta não deveria nem entrar em discussão, já que o Brasil dispõe de 352 bilhões de dólares em reservas internacionais e, portanto, tal medida seria desnecessária.

“O salário é sagrado e o servidor público é quem mais paga imposto no País, pois já vem retido na fonte. É só aparecer uma crise que querem jogar a culpa nele”, frisou Sebastião Oliveira, que não acredita na constitucionalidade do projeto. “Todos sabem que não se pode legislar sobre o Executivo e o Judiciário”, concluiu.





Primeira sessão virtual do Plenário da Câmara será nesta quarta, às 19h
Autor
Adriano Roberto

Primeira sessão virtual do Plenário da Câmara será nesta quarta, às 19h

O Plenário da Câmara dos Deputados foi convocado para a primeira sessão pelo Sistema de Deliberação Remota, que será realizada nesta quarta-feira (25), às 19 horas.

Já consta da pauta o Projeto de Lei 3443/19, que define parâmetros para o governo prestar serviços públicos via internet. O “governo digital”, como é chamado, tem o objetivo de desburocratizar a relação da sociedade com o governo, unificar bancos de dados para facilitar o acesso a informações, simplificar processos e dar transparência.

Outras matérias relacionadas ao enfrentamento da pandemia de coronavírus (Covid-19) poderão ser incluídas na pauta. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, já adiantou a intenção de votar a autorização de telemedicina (PL 696/20) e propostas sobre proteção a trabalhadores vulneráveis e alimentação de alunos (PL 824/20). Fonte: Agência Câmara de Notícias.



DF tem paciente curada após ser infectada por novo coronavírus
Autor
Adriano Roberto

DF tem paciente curada após ser infectada por novo coronavírus

A advogada brasiliense Daniela Teixeira recebeu uma ótima notícia nesta semana quando soube que seu segundo exame para o novo coronavírus deu negativo. Ela foi a primeira paciente do Distrito Federal a ter sido curada do contágio, após semanas de medo e apreensão. Ela conversou com a Agência Brasil sobre a experiência e destacou a importância das ações de prevenção e combate à epidemia.

Agência Brasil – Como ocorreu a infecção?

Daniela Teixeira - Fui infectada no dia 6 de março, na Conferência da Mulher Advogada. Várias amigas começaram a apresentar os sintomas e tiveram exames dando positivo. Eu fiz o exame, embora não estivesse com sintomas. Ainda tinha facilidade para isso, pois o laboratório onde fiz realizava em casa. Aí deu positivo.

Agência Brasil – E o que você fez após saber que estava com o novo coronavírus?

Daniela Teixeira – Fui muito bem atendida pela Secretaria de Saúde [do DF]. Seguimos as instruções da secretaria de isolamento total. Ninguém entrava na minha casa. E os quatro que moram aqui em casa, meu marido e dois filhos, ficaram comigo para não disseminar o vírus. Porque se saíssem poderiam levar para outros. Fizeram exames e deram negativo. Ficamos totalmente isolados. Tive dor de cabeça, sintomas muito leves, de gripe, mal estar generalizado. Mas nada sério.

Agência Brasil – Como você se sentiu neste período? Quais foram as maiores dificuldades?

Daniela Teixeira – Se as pessoas estão com medo de pegar, imagina para quem deu positivo. Qualquer sintoma você fica com medo de evoluir, porque vemos casos de rápida piora. Das minhas colegas infectadas, temos três internadas na UTI [Unidade de Tratamento Intensivo].  É um medo constante de contaminar alguém da família e de apresentar sintoma.

Agência Brasil – E como você descobriu que estava curada?

Daniela Teixeira - Quando eu fiz o primeiro [teste], não tinha dificuldade. Várias de nós quando recebemos a notícia da primeira coleta, muitas de nós fomos fazer o exame. Agendava e ia fazer em casa. Como o meu deu positivo, tive acompanhamento da Secretaria de Saúde. Até porque eu poderia a qualquer momento evoluir o quadro. Fiz exame na sexta-feira [20 de março] novamente porque não estava apresentando sintomas. E saiu o resultado.

Agência Brasil – O que você pensou após receber o exame negativo e como avaliou essa experiência?

Daniela Teixeira – O pior sintoma é o medo. Essa é mensagem que temos que passar. Que a pessoa acredite no vírus. Meu medo de ter passado vírus para minha mãe e minha irmã, que tem problema de coração. Eu peguei o vírus trabalhando, nunca imaginei. É muito importante fazer essa quarentena, que consiga diminuir [o contato]. Aprendi também como faz falta abraço. Como é ficar em casa e não abraçar um filho, uma filha. Minha irmã fez aniversário e só pude dar um tchau pela janela. Não pudemos sair para comprar comida. Estamos vivendo um momento muito surreal. A vida fica totalmente limitada.